quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Coluna do blog



 Oração para um ano novo
Senhor do tempo e criador do calendário, olhai por nós no desespero da mudança do calendário que o banco mandou de brinde. Olhai por nós que nem mais arrumamos tempo pra ler a Folhinha Mariana porque a Maju inventou de dizer que nunca chove no Nordeste mas que vai encharcar as almas no Rio de Grande do Sul. Olhai por nós, que já trocamos todos os gestos de gentileza aprendidos no passado pelo mais modernos, mas não conseguimos ouvir nada de lá prá. Olhai por nós, senhor dos novos tempos, por nós que somos do tempo do bom dia, com licença, por favor. Olhai por nós que somos do tempo do muito obrigado e do até breve quando a ausência fosse um pouco maior e o reencontro nem sempre programado. Senhor do tempo e do calendário de 365 dias, olhai por nós no ano que vem, por ser bissexto e por ter que ser obrigado a Sr mais um dia bem educado diante da gentileza que já não existe. Senhor do tempo, pra que criaste a faixa de pedestre se os motoristas atropelam exatamente ali os que não se metem entre carros e jatomóveis? Senhor do tempo, pra criaste o celular se com ele só conseguiste separar famílias inteiras, seja no café da manhã, no almoço, no passeio, no jantar até entre amigos numa mesa de bar? E da intolerância pessoal, moral, virtual...Senhor do tempo, olhai por nós.  Escutai as nossas preces, senhor do tempo e do calendário gregoriano. Se não posso viver no calendário chinês, Senhor de todos os calendários, voltai os vossos olhos sobre os que estacionam, tão jovens, nas vagas pra idosos em, principalmente nas vagas pra deficientes. Por quê fizeste isso, senhor? Pra quê criaste essa aberração da reeleição que até a mim afetou me querendo fazer eterno no comando do meu grêmio? Gentileza gera gentileza,Senhor dos tempos.  Oh! Senhor do tempo e criador do calendário, olhai por nós, por todos nós que já nem temos tempo de ver passar o vosso tempo, uma merrequinha tão pequena, um átimo que evoluiu tão...tão...vixe! Já é o tal do ano novo. Amém nós tudim! Amém!

A frase: “Não consigo ouvir o que você diz, quando fala  mais alto aquilo que você é”. Lição pra escutar bandido.


Saudades do Gentileza (Nota da foto)
O Profeta das frases que iluminou (e ilumina) as pessoas de boa vontade, ilustra bem tudo o que pensamos pra 2016. Gentileza gera gentileza.

2015?
Só sobrou grosseria - uma tendência comportamental que marcou o ano de 2015 no Brasil.

O quê?
"A era da grosseria online". Em algum momento, passamos a achar razoável tratar quem pensa diferente com xingamentos e pontapés virtuais.

Pois muito bem...
Pra na ficar aqui falando dos mau caratismos do universo político, peço licença ao patrão pra discorrer sobre coisas que temos ao lado e não conhecemos.

Judaismo
Sou descendente de judeu novo, daqueles mesmos fugidos da miserável Santa Inquisição que nos empurrou da Europa mar adiante,muito saídos de Finis Terra.

Finis Terra?
Sim! FInis Terra é um lugar que fica no extremo norte da Espanha e é o segmento de muito maluco que termina o grande Caminho de Santiago de Compostela e vai até lá.
Fala de judaismo
Os judeus têm alguns ritos na passagem do ano e são representações por intermédio de frutas, uma delas em especial.

A romã
A romã, tem 613 sementes dentro do fruto.  Os judeus não têm dez mandamentos como os cristãos. Têm 613. E essa por certo cê não sabia,

Aí então...
Na passagem do ano, seja lá de qual calendário seja, abra sua romã, escolha 12 gominhos daqueles lindos e rosados. Coma-os; quer dizer, usam sua polpa.

Já as sementes...
Guarde na sua carteira, se tiver uma, as 12 sementes que representarão, cada uma, um mês do ano e seu ano será de prosperidade.

Mais que dinheiro
Para os judeus, prosperidade é um pouco mais que dinheiro e aí se inclui realização pessoal, ganhos emotivos, afetivos e felicidade, no meio, a saúde da alma e do corpo. Então, feliz romã pra tudo quanto é espírito santo de orelha, que você é!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coluna do blog

Dulce começa santificado Roma 9 Itália - 18 graus -A Basílica Sant"Andrea Della Valle, no Corso Vitorio Emanuelle locou cedo. 90% era...