sexta-feira, 29 de maio de 2015

Olho no peixe e no gato


Terminais de Fortaleza terão segurança 24 horas
Os sete terminais de integração de Fortaleza ganharam um conjunto de ações de segurança extra. A partir de agora, equipes da Polícia Militar e da Guarda Municipal atuarão 24 horas dentro das plataformas. Os equipamentos contarão também com uma viatura da Polícia realizando ronda em todo o entorno e câmeras de monitoramento. O anúncio foi feito pelo prefeito Roberto Cláudio e o governador do Estado Camilo Santana, ontem, no Terminal de Antônio Bezerra, durante assinatura dos termos de cooperação no lançamento do programa “Agenda Fortaleza”.
Melhorar a segurança dos cerca de um milhão de passageiros que passam pelos terminais, diariamente, é a primeira medida do Agenda Fortaleza, que conta com o apoio do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindônibus). A iniciativa trata-se de uma parceria entre o Governo do Estado e Prefeitura de Fortaleza, cujo objetivo é oferecer aos fortalezenses serviços públicos com qualidade.
“É uma ação extremamente importante, que vai garantir uma das demandas mais recorrentes dos usuários do transporte público em Fortaleza, que é a segurança dentro do terminal. O Governo está colocando uma equipe de policiais militares 24 horas e uma viatura fazendo ronda no entorno. Além disso, estamos colocando uma estação fixa e duplicando o efetivo da Guarda Municipal dentro dos sete terminais”, relatou o prefeito.

Efetivo
Atualmente, a Prefeitura disponibiliza 110 guardas municipais, divididos por turnos, nos sete terminais. Segundo Roberto Cláudio, o número será dobrado. O gestor também destacou outras medidas de segurança nas plataformas. Dentro de cada equipamento haverá uma central de monitoramento. As imagens serão transmitidas diretamente à Ciops para dar mais celeridade ao trabalho da Polícia Militar. Nos terminais, haverá um totem permanente da Polícia Civil, onde as pessoas poderão realizar registro de ocorrências online com mais facilidade e com ajuda de um profissional.
De acordo com Camilo Santana, a cada mês serão apresentadas à sociedade novas ações, que devem abranger outras áreas, sendo a primeira, focada na segurança pública.  “O prefeito vem discutindo algumas ações que estamos chamando de Agenda Fortaleza, e essa é a primeira. Hoje, mais de um milhão de pessoas, por dia, passam pelos sete terminais de Fortaleza. Representa quase metade da população. A ideia foi reforçar a segurança com essas ações”, destaca Camilo.
O governador, contudo, lembrou que a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) já desenvolve um programa de segurança dentro dos ônibus, o “Coletivo Seguro” e reforçou que o número de homicídios em Fortaleza reduziu nos últimos quatro meses, e a expectativa é fechar o mês de maio com uma redução de 30%.
Parceria
Com as novas medidas, as expectativas do presidente do Sindônibus, Dimas Barreira, são as melhores. “A gente sempre teve esse pleito. Terminais são regiões que concentram muita gente. Onde concentra muita gente, precisa de maior prioridade do aparato do Estado também, porque há um risco maior de dificuldade de controle. A gente precisava de ações práticas e agora estão acontecendo. É uma ação muito importante”, comemorou Dimas.
Ainda segundo o presidente do Sindônibus, as estatísticas revelam que a violência dentro dos ônibus em Fortaleza caiu. Ele afirma que 2012 foi o ano mais tranquilo. Contudo, desde 2013 houve um estouro e um acréscimo muito grande, porém, garantiu que nos últimos meses os números voltaram a cair.

Números
Em 2014, conforme dados do Sindiônibus, foram registrados 1.716 assaltos a ônibus, dos quais 585 aconteceram nos três primeiros meses do ano. No mesmo período de 2015, foram contabilizados 411 ataques. Apesar da redução, o sindicato recorda que os índices eram melhores até 2012. “O Sindiônibus sempre investiu em segurança. Nos últimos anos, adotamos algumas novas medidas em parceria com a Secretaria de Segurança, mantendo uma estação com funcionário nosso dentro do Ciops dedicada a acompanhar o sistema de transporte coletivo regular. Agora, vendo atendido um antigo pleito nosso de reforço do policiamento nos terminais, investimos num sistema de câmeras ligadas online à central da polícia para monitoramento dos terminais”, afirmou, em nota, o sindicato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cactus na Assembleia