domingo, 31 de agosto de 2014

Mega Sena - ACUMULOU

Ninguem acertou as seis dezenas da Mega Sena de ontem,concurso número 1631. Acumulou prs beiradas dos 50 milhões de reais na quarta feira. Sorteados foram:

04  29  44  47  48  60
140 apostadores fizeram a quina e quase 10 mil a quadra.

Bota na cadeia, mas apedrejar casa é ser igual a Patrícia.

Torcedora que insultou goleiro é intimada e tem a casa apedrejada

Veja

A jovem flagrada chamando de "macaco" o goleiro Aranha, do Santos, durante o jogo contra o Grêmio, na última quinta-feira, em Porto Alegre, teve a casa apedrejada na noite de sexta-feira. Segundo testemunhas, um vizinho arremessou pedras contra uma das janelas da residência, localizada no bairro Passo das Pedras, na zona norte da capital gaúcha.
O imóvel está fechado desde o início da repercussão do caso. Patrícia Moreira da Silva, 23 anos, foi formalmente intimada a prestar depoimento na próxima segunda-feira, na 4ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre. Ela saiu de casa ainda na quinta e não foi mais vista na rua em que mora. E é covarde!

Cadê o Ibope?

Tem Ibope pra todo mundo, só não tem Ibope pro Ceará. Será que andam botando ibopes nas intocas?
Tem Ibope do Pará ao Rio Grande do Sul, mas pulando o Ceará. Tem gato na tuba. Aliás, motivos quais a Rede Globo, que tem contrato exclusivo com o Ibope, contratou o concorrente e botou a Folha no meio para pesquisar a campanha presidencial?  Calma gente!!! Tou só perguntando? Sem ofensa.

Santa do pau ôco

Marina Silva escondeu até onde não deu mais uma empresa criada em 2011 para ganhar dinheiro. Faturou quase dois milhões de reais em dois anos, fazendo palestras. Detalhe: Marina Silva não diz quanto cobra por palestra nem quem lhe paga por palestra. Teria algo de podre no reino da silvícola? Motivos quais esconder o que ganha e quem lhe paga? As contas com o Leão estarão em dia. A Folha de São Paulo descobriu o bode debaixo do aluá de abacaxí. Veja www.folha.com.br.

Conveniente, Marina manda adeus à talda coerência

Pressionada, Marina muda suas propostas para homossexuais

Afonso Benites, El País
Pressionada por grupos conservadores e evangélicos, a candidata do Partido Socialista Brasileiro (PSB) à presidência, Marina Silva, mudou o seu programa de governo voltado para a comunidade homossexual. Menos de 24 horas após lançar as diretrizes da campanha eleitoral, o partido informou à imprensa que houve uma “falha processual na editoração” do documento.
Conforme o comunicado dos socialistas, o trecho do programa que trata das questões das lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros “não contempla a mediação entre os diversos pensamentos que se dispuseram a contribuir para sua formulação e os posicionamentos de Eduardo Campos e Marina Silva a respeito da definição de políticas para a população LGBT”.

Penso eu - Quem mandou mudar o texto? O pastor ou o Banco Itaú? Marina Silva é bancada pelo Banco Itaú.

Patrão novo

O Marco Aurélio Costa vendeu o Piantella, em Brasília, para o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakai, onde espero continuar,com o Ibiapina, com meu banquinho no bar, antes do jantar.
Agora, Marco Aurélio se dedica a escrever um livro sobre Ulysses Guimarães, que frequentou o famoso local em Brasília desde 1977 e foi o seu melhor amigo, em vida.

Eleições no Ancelmo

Eu voto na Patrícia
A Central Única de Favelas acaba de criar um prêmio para “homenagear” os brasileiros mais racistas.
Celso Athayde, fundador da Cufa, promete fazer uma festa em dezembro para anunciar os vencedores.

É campeã...
Desde já a coluna lança a candidatura da gaúcha Patrícia Moreira, que no jogo do Grêmio contra o Santos, quinta, foi flagrada chamando o goleiro Aranha de “macaco”. Coisa feia, guria!

Domingo de Claudio Humberto

  • O projeto de lei do Senado que obriga a apresentação de presos em flagrante a um juiz, no prazo máximo de 24h, é no mínimo impraticável, por atentar contra o direito de defesa do réu, além do “incomensurável custo de deslocamento”, segundo entendimento de pelos menos duas entidades que representam os profissionais envolvidos no assunto: as associações de Magistrados do Brasil (AMB) e de Delegados (Adepol).
    Compartilhar
  • Relator, o senador Humberto Costa (PT-PE) nem percebe que o projeto é inócuo: prisões já são notificadas imediatamente ao juiz e à família.
    Compartilhar
  • Em julho, se essa lei existisse, só em São Paulo seriam necessárias mais de 350 audiências por dia com juízes, para apresentar presos.
    Compartilhar
  • Entidades de juízes e delegados negam que a Convenção de Direitos Humanos determine apresentação ao juiz em 24h, como diz o projeto.
    Compartilhar
  • No Senado, o projeto é recebido com reservas pela estranha pressa da ministra Ideli Salvatti (Direitos Humanos), ansiosa por uma “bandeira”.
    Compartilhar
  • Nas pesquisas e nas redes sociais, os eleitores mal conseguem esconder o encantamento pela candidata do PSB a presidente, Marina Silva. Além da pesquisa Datafolha de sexta-feira, que aponta seu crescimento estonteante, ela lidera os números nas redes sociais. Sua página oficial no Facebook, de longe a mais acessada nos últimos dias, acumulou quase 700 mil “curtidas” desde a morte de Eduardo Campos.
    Compartilhar
  • Marina (PSB) e Dilma (PT) são mencionadas no Twitter entre 30 e 60 vezes por hora. Já Aécio (PSDB) não passa de dez menções.
    Compartilhar
  • No Facebook, Marina rivaliza com grandes páginas da rede: acumulou 280 mil “likes” na última semana. A página oficial do Barcelona, 400 mil.
    Compartilhar
  • O ex-presidente do Supremo Joaquim Barbosa prometeu barbarizar no Twitter, mas até agora tem só 30 mil seguidores.
    Compartilhar
  • Perplexos com o crescimento da candidatura de Marina Silva, agora empatada em primeiro lugar nas pesquisas com Dilma Rousseff, petistas ilustres já começam a buscar “convergências” com ela.
    Compartilhar
  • Marina foi chamada de “Lula de saias” por José Dirceu, até porque sua trajetória é semelhante à do ex-presidente, mas só na origem humilde. Ela aprendeu a ler só aos 16 anos de idade, mas, além disso, e ao contrário de Lula, tomou gosto pelos estudos e pela leitura.
    Compartilhar
  • Quando lhe contaram, sexta-feira, que tinha 34% no Datafolha, empatando com Dilma, Marina Silva achou que os números se referiam somente a São Paulo. “É Brasil?”, exultou. Mal acreditava.
    Compartilhar
  • O votenaweb.com.br, que avalia o trabalho de políticos, classifica Aécio (PSDB) como o de melhores projetos entre os presidenciáveis, 88% de aprovação. Dilma, 82%. Marina teve só dois projetos no Senado.
    Compartilhar
  • Apesar do número de sequestros-relâmpago disparar em todo o País, está parado na Câmara o projeto 6.726, que autoriza as operadoras a informar a localização de celulares às polícias, mediante requisição.
    Compartilhar
  • O site da Secretaria Geral da Presidência foi infectado por um vírus. Ao ser acessado, o domínio www.secretariageral.gov.br é congelado, com o aviso: “invasores podem estar roubando suas informações”.
    Compartilhar
  • Na pauta do “esforço concentrado” da primeira semana de setembro está prevista a votação, na Câmara dos Deputados, do projeto que anula a criação dos “conselhos populares”. O PT promete obstruir.
    Compartilhar
  • De 2007 a 2013, o governo federal diz ter investido R$ 9 bilhões em creches, mas das 6.427 prometidas pela então candidata Dilma (PT), na campanha de 2010, ela só entregou cerca de 500.
    Compartilhar
  • …em vez da frustração porque não lhe faziam perguntas, no debate da Band, Luciana Genro (PSOL) deveria se sentir frustrada por sua carência de votos.

Bom dia

"Uma sociedade não vai garantir mais igualdade, mais dignidade pra pessoas se não tiver a educação como pilar muito forte de desenvolvimento. Porque é isso que dá esperança e possibilidade pra geração de jovens que vai dominar o mundo!"
Izolda Cela, uma das raras coerências na defesa de suas posições no novo mundo (pra ela) político do Ceará.

sábado, 30 de agosto de 2014

Onde a corda quebra...

Advogado ataca exclusão do Icasa e pede denúncias para Fla, Flu e Lusa

Bruno Braz
Do UOL, no Rio de Janeiro
  • Paulo Sérgio Dantas/Site oficial do Icasa
    Icasa recorreu à Justiça comum e foi excluído da Série B nesta sexta-feira Icasa recorreu à Justiça comum e foi excluído da Série B nesta sexta-feira
O Icasa está excluído do Campeonato Brasileiro da Série B após julgamento realizado na tarde desta sexta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O advogado do clube, Osvaldo Sestário, atacou a decisão baseada no artigo 231 (pleitear, antes de esgotadas todas as instâncias da Justiça Desportiva, matéria referente à disciplina e competições perante o Poder Judiciário) do Código e pediu que Flamengo, Fluminense e Portuguesa também sejam denunciados pelo tribunal.
Em polêmica do final da última temporada e arrastada até 2014, Fla, Flu e Lusa não foram levados a julgamento. O Icasa recorreu à Justiça comum requerendo uma vaga na Série A alegando a escalação irregular de um jogador do Figueirense, em uma partida da Série B de 2013.
Flamengo, Fluminense e Portuguesa também estiveram envolvidos com a Justiça comum. Por conta própria, o time do Canindé entrou com ação para evitar o rebaixamento na Série A. Os rivais cariocas, por sua vez, viram torcedores buscando o caminho do tribunal afim de mudar ou manter decisões do STJD.
"Foi falado aí de que vai ser mandado um ofício para a CBF para ela ser mais diligente. Isso foi notícia nacional em todas as redes (Icasa pleiteando a Série A). Então, quando é para denunciar pelo vídeo, a Procuradoria está de olho. Aí quando vem a notícia de que o Icasa está vindo para a Série A, não tomou-se ciência disso. Estranho. No começo do ano, Flamengo, Fluminense e Portuguesa se beneficiaram da ação de terceiros na justiça comum. Cadê as denúncias? Aconteceram? Não aconteceram. Por qual motivo? Não sei. Quem está aqui hoje? Icasa, Tiradentes, Botafogo-PB, Cianorte... Então fica esse meu questionamento", apontou Sestário.
O Icasa havia terminado a Série B de 2013 em quinto lugar, atrás do Figueirense, e se achou no direito de subir de divisão aproveitando-se do imbróglio envolvendo a Portuguesa e o Fluminense.  Na ocasião, o clube foi informado sobre a escalação irregular do atleta Luan na equipe catarinense. O jogador atuou diante do América-MG quando ainda estava vinculado ainda ao Metropolitano.
O clube, então, ofereceu notícia de infração disciplinar junto à procuradoria do STJD e, apesar da Diretoria de Competições da CBF confirmar em ofício a irregularidade do atleta, o caso foi arquivado, o que motivou os cearenses a entrarem na Justiça comum.
O presidente da 4ª comissão disciplinar do STJD afirma que aguardará recursos do clube e, em seguida, julgamento no Pleno. Sem a suspensão imediata, o Icasa entra em campo nas próxima rodada, dia 5 de setembro, contra a Ponte Preta, normalmente.

"Não tem uma data específica [de punição] porque também a parte vai recorrer. Certamente, para essa garantia, vai se fazer o efeito suspensivo. Aí já vai ser apreciado pelo relator", afirmou Wanderley Godoy Júnior.

Tem gente de olho

"Marina, o Ente da Floresta, vestida com seus mantos diáfanos, construiu ao longo da campanha passada - e resgatou rapidamente nesta, empurrada pelo fragor da tragédia - a imagem da política anti-política.

O mesmo ectoplasma que baixou em Jânio e em Collor, que foram derrubados pela inorganicidade de seus governos, agora encarnou em Marina."

Trecho do artigo de Sandro Vaia publicado no Blog do Noblat ( de O Globo)

Por uma barriga de tanquinho

Bella Falconi faz aula show, em Fortaleza

A personal trainer Bella Falconi, que faz sucesso nas redes sociais dando dicas de alimentação e exercícios físicos, vai fazer uma palestra em Fortaleza para falar sobre a carreira profissional e dicas de malhação para obter os resultados desejados através do treino e da alimentação. A aula-show “Diga-me sobre o sucesso” será realizada na próxima terça-feira (02/09), no Teatro do Shopping Via Sul, às 19h, e terá patrocínio da água mineral natural Indaiá. No palco, Bella Falconi terá a companhia do Dr. Luciano Bruno (phD em Nutrição).
Conhecida como a "musa do abdômen trincado", a belo-horizontina Bella Falconi, de 29 anos, tem mais de 1 milhão de seguidores na mídia social Instagram, que acompanham sua rotina diária de malhação e alimentação saudável. Morando há oito anos na cidade de Orlando, na Flórida (EUA), ela mudou seus hábitos há cerca de quatro anos. Nesse momento, passou a registrar na rede social a evolução de seu novo estilo de vida.  Atualmente, Bella Falconi tem uma loja online de suplementos, pontos de venda nos EUA e é dona de uma academia
             Os ingressos para a palestra estão à venda nas lojas Açai no Ponto (loja conceito na Beira Mar e quiosque no Iguatemi), DNA Natural, Viverde e pela internet na BilheteriaVirtual.com. O ingresso custa R$ 90.
Bella Falconi e o Luciano Bruno (PhD em nutrição) estão disponíveis para entrevista. 

SERVIÇO
Aula Show – Bella Falconi
Local: Shopping Via Sul, Av. Washington Soares
Ingressos: Açai no Ponto (Beira Mar e Iguatemi), DNA Natural, Viverde e BilheteriaVirtual.com.

Transpetro pela 4ª vez seguida entre as melhores da revista Istoé Dinheiro

A Transpetro recebeu, pelo quarto ano consecutivo, o prêmio de melhor empresa de transporte, oferecido pela revista Istoé Dinheiro. O troféu foi entregue para o cearense Sergio Machado, presidente da subsidiária de transporte e logística da Petrobras, por Luiz Fernando Sá, diretor editorial da publicação, em solenidade realizada na noite do último dia 28, em São Paulo.
Entre os motivos que levaram a Transpetro para o topo do ranking destacam-se o crescimento de 12% no faturamento consolidado (na comparação de 2013 com 2012) e o aumento de 30,1% do lucro líquido (também ante 2012). Além disso, o Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) registrou, no ano passado, 12 navios em construção (atualmente são 14) e sete em operação -- três delas entregues à Companhia em 2013, ano base para o ranking.

Claudio Humberto do nosso O Estado(CE)

  • A ascensão de Marina Silva (PSB) na pesquisas provocou frenética corrida para adesão à sua candidatura, por isso à sua volta já se pode observar várias figuras conhecidas. Uma delas é o embaixador aposentado José Viegas, por exemplo. Ele conseguiu se aproximar de Marina Silva com o mesmo talento que o levou a “colar” em Lula durante sua ascensão eleitoral. Acabaria nomeado ministro da Defesa.
    Compartilhar
  • José Viegas chegou a Marina porque, antes, conseguiu se reaproximar de Eduardo Campos, de quem foi colega de ministério no governo Lula.
    Compartilhar
  • A presença de Viegas inibiu o flerte entre o PSB e Antonio Patriota, ex- chanceler que foi escorraçado do Itamaraty pela presidenta Dilma.
    Compartilhar
  • Após Patriota, Dilma adquiriu repulsa a diplomatas. Não os chama pelo nome, mas de “Itamaraty”, de forma debochada, como se fora palavrão.
    Compartilhar
  • O Itamaraty chegou a tal ponto que o servidor que cuidava da agenda de Dilma, Giles Azevedo, virou pistolão para promover diplomatas.
    Compartilhar
  • O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, resolveu financiar com dinheiro público uma revista para chamar de sua, denominada “Democracia e Participação”. A revista já nasce chapa branca: foi criada por uma portaria de Carvalho, na qual ele deixa claro que ficará por conta do contribuinte os custos da aventura editorial, que inclui produção, impressão e até distribuição.
    Compartilhar
  • A revista de Gilberto Carvalho já nasce obsoleta, num momento em que publicações dignas de credibilidade deixam de ser impressas.
    Compartilhar
  • O secretário-geral da Presidência não deve estar preocupado com a viabilidade da sua revista: afinal, quebrou, o Tesouro paga a conta.
    Compartilhar
  • Candidata ao governo baiano, Lídice da Mata foi caso raro no PSB: ela caiu nas pesquisas, de 11 para 9%, após a ascensão de Marina Silva.
    Compartilhar
  • Admitir o problema, advertiu Marina Silva no debate da Band, é o passo inicial para resolvê-lo. Exceto se Mantega é o ministro da Fazenda: ele atribui a queda de 0,6% do PIB à “seca” e à “crise mundial”.
    Compartilhar
  • A Polícia Federal informou que o policial suicida de Londrina não tinha relação com a corporação, até porque, aposentado, estava afastado há muito tempo. Doente, sentia dores insuportáveis. Até pôr fim à vida.
    Compartilhar
  • Cada um dos principais candidatos à Presidência alimenta a própria crise aérea. Aécio (PSDB) com o aeródromo de Cláudio; Marina (PSB) com o jato Cessna; e Dilma (PT), com a campanha que não decola.
    Compartilhar
  • O VI Comando Aéreo Regional abriu o bolso para encher a despensa. De acordo com a ONG Contas Abertas, comprou 320 garrafas de vinho tinto e 20 garrafas de licor. A farra passa os R$ 39 mil.
    Compartilhar
  • Caso seja eleito senador pela quinta vez (a quarta consecutiva), Pedro Simon (PMDB), que nasceu em 31 de janeiro de 1930, vai terminar o novo mandato no dia em que completa 93 anos de idade.
    Compartilhar
  • O aumento da gasolina considerado “imprescindível” para Petrobras será para “diminuir a defasagem frente ao preço praticado no exterior”, principalmente nos EUA. Mas lá o preço caiu 8,5% desde maio.
    Compartilhar
  • Projeto do deputado Alceu Moreira (PMDB-RS), que é gremista, prevê punição de 5 anos sem frequentar estádios torcedores racistas, como os do Grêmio, que xingaram o goleiro Aranha, do Santos. Cinco anos é pouco. Deveria ser para sempre.
    Compartilhar
  • Os ministros Luis Barroso e Cármen Lúcia, do STF, e os juristas José Francisco Siqueira Neto, diretor da Faculdade de Direito do Mackenzie e Ronaldo Cramer, vice-presidente da OAB-RJ, serão palestrantes da XXII Conferência Nacional dos Advogados, em outubro, no Rio.
    Compartilhar
  • Ao afirmar que Marina Silva é “o Lula de saias”, afinal, o ex-ministro José Dirceu quis prejudicar a candidata ou declarar seu apoio?

Sábado de Diário do Poder


Marina sobe e empata com Dilma com 34% no 1º turno
Candidata do PSB subiu de 21 para 34%. Aécio despenca de 20 para 15%

dilma-marina
Elas estão empatadas no 1º turno com 34%
A pesquisa presidencial do Datafolha divulgada nesta sexta (29) mostra Marina Silva (PSB) e Dilma Rousseff (PT) empatadas com 34% no 1º turno. O desempenho da candidata do PSB impressiona com alta de mais de um ponto por dia em relação ao levantamento anterior.
O candidato tucano, Aécio Neves, aparece em terceiro, mas despencou de 20% para 15%. Pastor Everaldo do PSC obteve 2% das intenções de voto e os demais candidatos somados chegam a 1%. Votos em branco ou nulos atingiram 8% e outros 9% disseram não saber em quem votar.
Em simulação de 2º turno entre as duas, Marina seria eleita com 50% dos votos contra 40% da petista. Na pesquisa anterior, Marina tinha 47% contra 43% de Dilma.
- Marina Silva (PSB): 34%
- Dilma Rousseff (PT): 34%
- Aécio Neves (PSDB): 15%
- Pastor Everaldo (PSC): 2%
- José Maria (PSTU): 0%
- Eduardo Jorge (PV): 0%
- Luciana Genro (PSOL): 0%
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%
- Eymael (PSDC): 0%
- Levy Fidelix (PRTB): 0%
- Mauro Iasi (PCB): 0%
- Brancos/nulos/nenhum: 8%
- Não sabe: 9%
O levantamento Datafolha foi encomendad pela TV Globo e pela Folha de S.Paulo. Foram ouvidos 2.874 eleitores em 178 municípios nos dias 28 e sexta 29 de agosto. O registro no TSE é 438/2014 e a margem de erro é de 2% para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.
Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao entrevistado em quem ele pretende votar, sem apresentar a lista de candidatos), os resultados são os seguintes:
- Dilma Rousseff: 27%
- Marina Silva: 22%
- Aécio Neves: 10%
- Outras respostas: 3%
- Em branco/nulo/nenhum: 3%
- Não sabe: 32%
Segundo turno
Nas simulações de segundo turno, o Datafolha avaliou os seguintes cenários:
- Marina Silva: 50%
- Dilma Rousseff: 40%
- Brancos/nulos/nenhum: 7%
- Não sabe: 3%
- Dilma Roussef: 48%
- Aécio Neves: 40%
- Brancos/nulos/nenhum: 9%
- Não sabe: 4%
O Datafolha não realizou simulação de segundo turno entre Marina e Aécio.
Rejeição
A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome.
- Dilma Roussef: 35%
- Pastor Everaldo: 23%
- Aécio Neves: 22%
- Zé Maria: 18%
- Eymael: 17%
- Levy Fidelix: 17%
- Rui Costa Pimenta: 16%
- Luciana Genro: 15%
- Marina Silva: 15%
- Eduardo Jorge: 14%
- Mauro Iasi: 14%
Avaliação da presidente
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma Rousseff tem a aprovação de 35% dos entrevistados – no levantamento anterior, eram 38%. O índice se refere aos entrevistados que classificaram o governo como “ótimo” ou “bom”.
Os que julgam o governo “ruim” ou “péssimo” eram eram 23% e agora são 26%, segundo o Datafolha. Para 39%, o governo é “regular” – 38% no levantamento anterior.
- Ótimo/bom: 35%
- Regular: 39%
- Ruim/péssimo: 26%
- Não sabe: 1%
A nota média atribuída pelos entrevistados ao governo foi 5,9 – na pesquisa anterior, foi 6,0.

Bom dia


Viva o morto!
Viva a estupidez do povo brasileiro!

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Manchetes desta sexta feira

- O Estado (CE)
: TCM investiga uso irregular de VDP
- O Globo (RJ)
: Marina elogia usineiros e promete apoio ao etanol
- Folha (SP)
: Campos deu incentivos em PE para empresa que comprou jato
- Correio Braziliense (DF)
: STF pede aumento de salário de ministros para R$ 35 mil
- Valor Econômico (RJ)
: Salário mínimo previsto no Orçamento de 2015 é de R$ 788,06
- Jornal do Commercio (PE)
: Rodoviários decidem parar nesta sexta-feira. Metrô será reforçado
- Zero Hora (RS)
: Homem morre após comer bombom recebido pelos Correios no RS

Festa em casa

Nova Escola Luís Felipe é entregue por Cid Gomes e Veveu e recebida com festa pela comunidade escolar

O Governador Cid Gomes e o Prefeito Veveu foram recebidos com festa por alunos, professores e funcionários da Escola de Ensino Médio Prof. Luís Felipe, na manhã desta quinta-feira, 28 de agosto, para a inauguração do novo prédio da Escola, no Bairro Campo dos Velhos.

A unidade de ensino completou, este ano, 70 anos de existência, com uma estrutura moderna, mais ampla e com mobiliário e equipamentos novos. O investimento na obra foi de R$ 7,9 milhões do Tesouro Estadual.

O novo prédio passa a contar 12 salas de aula e capacidade para até 1.620 alunos (540 em cada turno).  A estrutura de apoio didático conta, ainda, com ampla biblioteca com computadores para consultas; refeitório, anfiteatro, auditório, laboratórios de Línguas, Informática e de Ciências (Química, Biologia, Física e Matemática) e quadra poliesportiva.

“Não basta só o bom professor, tem que ter a boa estrutura. Não basta só a boa estrutura, tem que tratar a educação como uma coisa para além, muito além daquele conhecimento burocrático, daquele conhecimento decoreba, que infelizmente é a característica de boa parte da nossa educação e principalmente a educação pública. O que eu acredito que, de fato é priorizar a educação, é, na prática, você ter mais oportunidades, oferecer mais oportunidades à juventude. O caminho aqui no Ceará, é um caminho que certamente nos motiva, pra que a gente acredite que está no rumo certo”, disse o Governador Cid Gomes.


Cid reafirmou a importância dos investimentos feitos nas escolas públicas do Estado, lembrando que o número de estudantes do ensino público que ingressaram em universidades e faculdades passou de 600, em 2006, para 11.000, em 2013. “No último IDEB, de 2011, o Ceará avançou da 11ª posição, nos 17 estados do Norte e Nordeste, para a 1ª posição. É o melhor situado entre todos os Estados do Norte e Nordeste. (...) Tive a oportunidade de estudar na melhor escola de Sobral que era, na época, o Colégio Sobralense e, digo a vocês, essa nova estrutura do Colégio Luís Felipe, dá de chinelo no Colégio Sobralense de 40 ou 30 anos atrás que eu estudei, e ainda acredito que seja muito melhor que os colégios dos ricos de Sobral hoje. Portanto é esse caminho que vai fazer de fato a Educação Pública melhorar e os jovens terem uma oportunidade melhor” concluiu o Governador.

Para o Prefeito Veveu, a nova Escola Luís Felipe é mais um exemplo do cuidado com a Educação Pública, fruto da parceria com o Governador Cid Gomes. “É um presente de valor inestimável para nossos jovens”, disse Veveu.

Cadê?

E o Ibope do Ceará, tomou doril? O silêncio seria obsequioso?

Beirando os 9 milhões


População do Ceará chega aos 8,84 milhões, segundo estimativa do IBGE

Em registro do ano passado, estado possuía 8,78 habitantes, o que representa um aumento populacional de 0,72% neste ano

ivb
Fortaleza tem população estimada em 2.571.896, segundo IBGE
A população do Ceará chegou aos 8.842.791, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quinta-feira (28), no Diário Oficial da União. A data de referência do levantamento é o dia 1º de julho de 2014.
O Estado possuía 8.778.575 habitantes, de acordo com dados divulgados em agosto do ano passado pelo órgão, o que representa um crescimento populacional de 0,72%, com 64.216 pessoas a mais.
Dentre os municípios cearenses, Caucaia, localizada na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) está em segundo lugar no ranking do número de habitantes, com 349.526. O município de Fortaleza desponta no topo, com população estimada em 2.571.896. Juazeiro do Norte está em 3º lugar, dentre todas as cidades cearenses, e em 1º lugar, considerando-se apenas as cidades do Interior, com 263.704 habitantes.
habitantes
Ceará é o  8º estado mais populoso 
O estado de São Paulo permanece sendo o mais populoso do Brasil, com 44.035.304 habitantes, seguido por Minas Gerais, com 20.734.097; e Rio de Janeiro com, 16.461.173. Em seguida, aparece Bahia, com 15.126.371; Rio Grande do Sul, com 11 . 207 . 274; Paraná, com 11 . 081 . 692 e Pernambuco, com 9.277.727.
O Ceará, portanto é o 8º estado mais populoso do Brasil e o 3º do Nordeste. O que aparece no levantamento com a menor população é o estado do Amapá, com 750.912 habitantes. O Brasil possui uma população total estimada em 202.768.562 pessoas, segundo o IBGE.

Tirando da reta


Depois da ação do MP, deputado quer recuar

Agora, Lula Morais está dizendo que apenas repetiu comentários sobre a compra de votos com dinheiro do BC


Image-0-Artigo-1689181-1
O deputado Lula Morais conversa com o seu colega João Jaime, durante a sessão da última terça-feira, no grupo em que estão os deputados Tin Gomes e Ely Aguiar, momentos após o seu aparte a Fernando Hugo
FOTO: JOSÉ LEOMAR- Do DN.
Deputados estaduais cearenses que fizeram denúncias sobre a compra de votos na disputa eleitoral no Ceará estão querendo voltar atrás em seus posicionamentos e afirmaram ter dito, no plenário da Assembleia, o que souberam através de boataria nas ruas. A acusação com maior gravidade foi feita pelo deputado Lula Morais (PCdoB), que chegou a dizer que havia candidato a deputado federal que estava utilizando dinheiro do assalto ao Banco Central, em Fortaleza, para financiar a campanha.
Lula Morais foi enfático na afirmação, em aparte ao deputado Fernando Hugo. Ele não disse ter ouvido falar e afirmou que um dos candidatos a deputado federal está comprado votos lavando dinheiro do Banco Central, no que foi advertido por colegas sobre a gravidade da denúncia que fazia.
Ely Aguiar (PSDC), Fernando Hugo (SD), Lula Morais (PCdoB) e o deputado federal Chico Lopes (PCdoB) vão ser notificados, se já não os foram, pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), representado pelo procurador regional eleitoral, Rômulo Conrado, que quer apurar as denúncias feitas durante a última sessão ordinária na Assembleia Legislativa, na terça-feira passada. Durante a plenária, os três deputados estaduais reclamaram de compra de votos que está sendo feita em todo o Interior do Estado, motivo da notificação do procurador eleitoral.
Tribuna
O deputado Lula Morais afirmou que ele não chegou a dizer que candidato estava fazendo "lavagem" com dinheiro oriundo do roubo do Banco Central, mas que apenas replicou boatos que estavam sendo feitos nos lugares em que ele visitava. No entanto, durante discussão na Assembleia Legislativa, ele denunciou, sim, que um postulante ao cargo de deputado federal estaria "lavando dinheiro do Banco Central" para comprar votos. Ele chegou a dizer, no aparte ao pronunciamento do deputado Fernando Hugo, que estava à disposição do Ministério Público (MP) para dar mais detalhes do derrame de dinheiro do referido candidato.
No entanto, Morais agora diz que vai conversar com seu advogado e terá cautela para tratar do assunto. "Não pode extrapolar. Mas quando eu chego na rua é o que dizem. As pessoas falam que todo político é ladrão, mas eu não sou. É só você andar na rua que o 'cabra' diz que estão comprando voto ali", afirmou. Segundo disse, não é papel dele, como deputado, na tribuna da Assembleia Legislativa (ele não usou a tribuna, fez a denúncia da sua própria bancada) dizer nome de pessoas supostamente envolvidas no esquema.
"É um assunto sigiloso que deveria permanecer no sigilo. Não é assunto para estar divulgando, mas é para estar sendo motivo para pesquisa sigilosa do Ministério Público. Ele sabe muito bem fazer isso. Isso precisa ser investigado", disse o parlamentar, que ainda afirmou que não terá nenhum problema em tratar do assunto quando a notificação chegar até seu gabinete.
O tema central da discussão na última terça-feira foi a falta de consciência política de eleitores durante o pleito eleitoral, que segundo disse Fernando Hugo, estaria vendendo seus votos para "políticos corruptos". O parlamentar, quando confrontado por Lula Morais, chegou a declarar que uma candidata a deputada do PCdoB estaria "descendo a Serra Grande distribuindo dinheiro".
"Ainda não fui notificado, mas eu informarei a eles que a função do Ministério Público é investigar, e eles podem correr no campo, porque eu não sou Polícia nem promotor de Justiça. Eu não tenho nada com essa frase seríssima que o Lula Morais disse, não tenho nada a ver com isso", apontou.
Dirigente de partido
Já o deputado Ely Aguiar (PSDC) criticou a matéria do Diário do Nordeste e disse que não afirmou que sabia dos boatos de que um candidato a deputado federal estaria "lavando" dinheiro do roubo do Banco Central, mas que fez apenas um questionamento sobre as acusações de Morais.
"A denuncia foi feita pelo Lula Morais, e eu, na hora que ele fez a denúncia, disse que pelo que eu entendi, o deputado Lula Morais está dizendo que é dinheiro do roubo do Banco Central. Eu não denunciei. Eu apenas questionei. Se eu tivesse essas informações, eu não apartearia o colega para dizer isso", afirmou. Ely, naquela ocasião, reforçou a denúncia da compra de votos e disse que até partido era vendido por dirigente.
O parlamentar afirmou que não vai atender a convocação do procurador eleitoral. "Eu não vou pisar nem lá. Ele que mande pegar a fita com as imagens da sessão para ver. Como eu vou ser inquirido por uma informação que não dei? A Polícia Federal passou a vida toda procurando esses caras, como é que eu vou saber quem são?", questionou.
Único deputado federal notificado pelo procurador para prestar esclarecimentos sobre denúncias de compra de votos, Chico Lopes disse que no Interior do Estado está havendo "uma confusão muito grande" no que diz respeito à compra de votos. "Eu não fiz citação nem citei nomes, falei como qualquer pessoa normal faria. Eu acho que o papel do Ministério Público Eleitoral é esse mesmo. Mas eu não acusei ninguém, até porque não tenho provas e não sou 'dedo duro'", afirmou o parlamentar.
Lopes disse ainda que essas denúncias só são feitas porque o momento político é de muita tensão entre os candidatos e ressaltou que o Ministério Público Eleitoral poderia ter aberto uma investigação sem precisar de denúncias feitas por políticos ou ter que convocar os parlamentares para depor a respeito do caso. "Mas eu vou, tranquilamente e calmo. Não tenho relacionamento estreito com o Interior, mas fiquei preocupado com as informações de venda de voto no Interior", afirmou.

Continuamos em quinto

Fortaleza continua a quinta capital mais populosa do Brasil. São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Brasília e Salvador têm mais gente que Fortaleza que chega este ano, depois da contagem do IBGE a mais de dois milhões de habitantes. Somos então: 2.571.896 almas. Expectativa, claro, eis que os números ainda não são definitivos.

O dia hoje

Dia Mundial de Combate ao tabagismo.

Vixe!

O banco Itaú de Neca Setúbal, “colaboradora” de Marina Silva, ameaça ir às últimas instâncias para não pagar indenização de R$ 6 mil a ex-cliente que, morando no exterior, teve o nome injustamente negativado.
Esta é do Claudio Humberto

Bilhete do Paulinho

Grande Pompeu:
 
Quem vê as barbas do vizinho pegar fogo bota as suas de molho. Não foi assim que nos ensinaram em Sobral?  Ví este post do jornalista Reinaldo Azevedo sobre SP e lembrei do transtorno e da tolice das ciclovias que nos ameaçam aqui tambem. Meia dúzia de tres ou quatro,  de repente se junta e quer impor regras à cidade toda em benefício de seus caprichos. Há um recado no texto que parece servir ao nosso caro prefeito que parece estar embarcando nessa cavilação bicicleteira. Se concordas, salvemo-lo das más companhias!!!
P.S. E olhe que nós fomos clientes das bicicletas do Napoleão Maxixe lá na terrinha. Mas nunca atrapalhamos a vida de ninguem.
"Deus te livre, leitor, de uma ideia fixa; antes um argueiro, antes uma trave no olho.” É Machado de Assis em “Memórias Póstumas de Brás Cubas”. Melhor um cisco no olho, um grânulo, um estrepe… Melhor um incômodo dessa ordem do que ser vítima de uma ideia fixa… É o que me ocorre quando penso nas ciclovias do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Que fique o alerta para os cidadãos do Brasil inteiro. Que fique o alerta para os prefeitos do Brasil inteiro. Não permitam que suas respectivas cidades caiam reféns de uma minoria organizada, que, como escreveu o próprio Machado, sempre hasteia sua bandeira particular à sombra da grande bandeira. No caso de São Paulo, a flâmula maior é a do petismo; as mesquinhas, de minorias radicalizadas, sob ela se abrigam e nos impõem a ditadura de seu gosto.
Haddad está determinado a criar 400 km de ciclovias na cidade até o fim de seu mandato, ao custo de R$ 80 milhões. Está há dois anos no poder. Boa parte dos paulistanos tem a sensação de que já são 200! As faixas vermelhas, a cor internacional desse tipo de pista, se espalham cidade afora, estrangulando o espaço dos carros, diminuindo a área de escape das motos — que hoje ajudam a movimentar a economia —, aumentando os congestionamentos, atrapalhando a vida de pedestres, criando severas perturbações no comércio. Há um clima de revolta em consideráveis setores da cidade. Não obstante, o prefeito, consta, aposta nas ciclovias para reverter a sua impopularidade. Fernando Haddad lembra o homem com a corda no pescoço que se mexe freneticamente para se livrar do incômodo. Quanto mais esperneia, mais terra lhe falta sob os pés, e mais a corda o constrange, até matá-lo. A diferença, nesse caso, é que uma cidade de milhões de pessoas padece com ele.
E por que ele age assim? Porque a grande bandeira de Haddad, o tal Arco do Futuro, ficou no passado. Nunca foi nada além de propaganda para caçar votos. Então sobraram as pequenas bandeiras, a das minorias aboletadas na Prefeitura. À Folha de S.Paulo, o prefeito afirmou: “É um programa de saúde, de esporte, de mobilidade, que dialoga com muitas demandas da sociedade”. É mesmo? Demanda de quem, santo Deus? Olhem, paulistanos, para as vastas solidões das ciclovias, que permanecem lá, vazias, com o seu vermelhão a cortar áreas da cidade, como veias abertas da estupidez e do autoritarismo. Não ocorre ao senhor prefeito que percorrer longos percursos de bicicleta requer, antes de tudo, certas condições físicas, o que restringe essa opção de transporte — se fosse realmente uma opção; não é — a uma faixa etária da população. A escolha é, antes de mais nada, autoritária, discriminatória. Uma coisa é a construção de ciclovias como um espaço suplementar para a circulação, a exemplo do que existe em algumas cidades do mundo. Outra, distinta, como se faz em São Paulo, é o estrangulamento da área de circulação da maioria em benefício de uma minoria."

Paulinho vem a ser o senhor dr.jurisconsulto Paulo Cesar Saboia Montalverne, parceiro de carteira e vizinho de número na caderneta do Colégio Sobralense durante todo o ginasial lá no final dos anos 50 do século passado. É um feliz aposentado do Estado do Ceará.

Dilma puxou cobra pros pés, como se diz na roça


Vetado projeto que cria municípios
A presidenta Dilma Rousseff vetou integralmente o Projeto de Lei 104/2014, que tratava da criação, incorporação, fusão e o desmembramento de municípios. A proposta, aprovada no começo de agosto pelo Senado, substituía um outro projeto sobre o mesmo assunto, vetado integralmente por Dilma no fim do ano passado.
Na mensagem de veto dirigida ao presidente do Senado, Renan Calheiros, publicada ontem no Diário Oficial da União, Dilma Rousseff argumenta que a proposta criaria despesas sem indicar as fontes de receitas correspondentes, o que desequilibraria a divisão de recursos entre os municípios.
“Embora se reconheça o esforço de construção de um texto mais criterioso, a proposta não afasta o problema da responsabilidade fiscal da federação. Depreende-se que haverá aumento de despesas com as novas estruturas municipais sem que haja a correspondente geração de novas receitas. Mantidos os atuais critérios de repartição do Fundo de Participação dos Municípios, o desmembramento de um município causa desequilíbrio de recursos dentro de seu estado, acarretando dificuldades financeiras não gerenciáveis para os municípios já existentes”, diz a mensagem de veto.

Passamos dos 200 milhões de...sonhadores com a mega sena acumulada


Brasil chega a 202 milhões de habitantes

O Brasil tem uma população de 202.768.562 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), publicados hoje (28) no Diário Oficial da União. O estado mais populoso, São Paulo, tem 44,03 milhões de habitantes. Já no estado menos populoso, Roraima, vivem 496,9 mil pessoas.
Os dados do IBGE são estimativas de população no dia 1o de julho de 2014. Além de São Paulo, cinco estados têm mais de 10 milhões de habitantes: Minas Gerais (20,73 milhões), Rio de Janeiro (16,46 milhões), Bahia (15,13 milhões), Rio Grande do Sul (11,21 milhões) e Paraná (11,08 milhões).
Na lista de unidades da federação com mais de 5 milhões de pessoas, estão seis estados: Pernambuco (9,28 milhões), Ceará (8,84 milhões), Pará (8,08 milhões), Maranhão (6,85 milhões), Santa Catarina (6,73 milhões) e Goiás (6,52 milhões).
Apenas dois estados têm menos de 1 milhão de habitantes, além de Roraima: Amapá (750,9 mil) e Acre (790,1 mil).
As demais unidades federativas têm as seguintes populações: Paraíba (3,94 milhões), Espírito Santo (3,88 milhões), Amazonas (3,87 milhões), Rio Grande do Norte (3,41 milhões), Alagoas (3,32 milhões), Piauí (3,19 milhões), Mato Grosso (3,22 milhões), Distrito Federal (2,85 milhões), Mato Grosso do Sul (2,62 milhões), Sergipe (2,22 milhões), Rondônia (1,75 milhão) e Tocantins (1,5 milhão).
Cidades
A cidade de São Paulo, maior metrópole do País, tem 11,89 milhões de habitantes. A capital do estado mais populoso do País concentra cerca de 6% da população brasileira, estimada em 202,77 milhões de habitantes pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados foram divulgados hoje (28) e referem-se à estimativa de população no dia 10 de julho de 2014.
O Rio de Janeiro mantém a posição de segunda maior metrópole do País, com 6,45 milhões de residentes. A capital fluminense é seguida por Salvador (2,9 milhões), Brasília (2,85 milhões), Fortaleza (2,57 milhões), Belo Horizonte (2,49 milhões), Manaus (2,02 milhões) e Curitiba (1,86 milhão).
Na décima terceira posição entre os municípios mais populosos do País, Guarulhos – na região metropolitana de São Paulo – é a maior não capital do País, com 1,31 milhão de habitantes. Campinas aparece em segundo lugar na lista de maiores cidades, exceto capitais, com 1,15 milhão.
Dois municípios brasileiros têm menos de mil habitantes: Serra da Saudade (MG), com 822, e Borá (SP), com 835. Araguainha (MT) é o terceiro município menos populoso do País, com mil habitantes.

Jovem estilista cearense é selecionada para o Brasil Fashion


A peça orçamentária traz uma mensagem da presidenta Dilma Rousseff com um diagnóstico sobre a situação econômica do país e suas perspectivas.
Pela Constituição, o prazo de entrega do projeto pelo Executivo termina no dia 31 de agosto. Mas, com a expectativa de conclusão da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as metas e prioridades da administração pública federal, só na semana que vem, durante o esforço concentrado, o governo se antecipou. A LDO deveria orientar a elaboração da peça orçamentária.
“Coloquei  toda a equipe do Ministério [do Planejamento] à disposição, para os esclarecimentos necessários, para que o Congresso possa fazer uma análise rápida do Orçamento e votá-lo até o fim do ano, prazo que o presidente do Senado [Renam Calheiros], confirmou que é possível fazer”, explicou a ministra.
O Orçamento Geral da União (OGU) é formado pelo orçamento fiscal, da seguridade e pelo orçamento de investimento das empresas estatais federais. A Constituição determina que a proposta seja votada e aprovada até o dia 22 de dezembro.
No projeto de lei, também consta a estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5%, no próximo ano.
A projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, ficou em 3% (R$ 5,756 trilhões).
O governo estima que o superávit primário para o setor público consolidado será R$ 143,3 bilhões, valor que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Com o abatimentos, o superávit primário vai para R$ 114,7 bilhões, correspondentes a 2% do PIB.
O superávit primário é a poupança para pagar os juros da dívida que o governo seus credores. Na medida em que o país consegue alcançar as metas de superávits primários, tem condições de pagar dividas.

Mínimo poderá chegar ao máximo de 9% a mais em 2015


Proposta orçamentária prevê salário mínimo de R$ 788,06 para 2015
A partir de 1º de janeiro de 2015, o salário mínimo deve ser R$ 788,06, segundo o Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) 2015. Um reajuste de 8,8%. O anúncio foi feito hoje (29) pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, depois de entregar a proposta ao presidente o Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL). A ministra antecipou que o texto prioriza investimentos em saúde, educação combate à pobreza e infraestrutura.
A peça orçamentária traz uma mensagem da presidenta Dilma Rousseff com um diagnóstico sobre a situação econômica do país e suas perspectivas.
Pela Constituição, o prazo de entrega do projeto pelo Executivo termina no dia 31 de agosto. Mas, com a expectativa de conclusão da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as metas e prioridades da administração pública federal, só na semana que vem, durante o esforço concentrado, o governo se antecipou. A LDO deveria orientar a elaboração da peça orçamentária.
“Coloquei  toda a equipe do Ministério [do Planejamento] à disposição, para os esclarecimentos necessários, para que o Congresso possa fazer uma análise rápida do Orçamento e votá-lo até o fim do ano, prazo que o presidente do Senado [Renam Calheiros], confirmou que é possível fazer”, explicou a ministra.
O Orçamento Geral da União (OGU) é formado pelo orçamento fiscal, da seguridade e pelo orçamento de investimento das empresas estatais federais. A Constituição determina que a proposta seja votada e aprovada até o dia 22 de dezembro.
No projeto de lei, também consta a estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5%, no próximo ano.
A projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, ficou em 3% (R$ 5,756 trilhões).
O governo estima que o superávit primário para o setor público consolidado será R$ 143,3 bilhões, valor que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Com o abatimentos, o superávit primário vai para R$ 114,7 bilhões, correspondentes a 2% do PIB.
O superávit primário é a poupança para pagar os juros da dívida que o governo seus credores. Na medida em que o país consegue alcançar as metas de superávits primários, tem condições de pagar dividas.

Coluna do blog

Couro grosso Não era pra ser surpresa porque de onde se espera seriedade é dali mesmo que não sai. No meio há tantos anos, divulg...