quinta-feira, 24 de abril de 2014

Prendem em Aiuaba mas não prendem mais em Senador Pompeu


Operação da Polícia Civil e Ministério Público prende prefeito de Aiuaba
Uma operação especial conjunta entre a Polícia Civil e o Ministério Público Estadual resultou na prisão do prefeito de Aiuaba, Airton Araújo(Pros) e mais três pessoas, entre parentes e pessoas ligados à Prefeitura. A ação ocorreu em cumprimento a mandados de prisão e busca e apreensão sob denúncia de corrupção. Os presos foram encaminhados para a Delegacia Municipal de Assaré, distante cerca de 520 quilômetros de Fortaleza.
Entre os principais delitos cometidos pelos acusados, estão crimes contra a administração pública, tais como: fraude a licitações, lavagem de capitais, peculato, quadrilha ou bando, desvio de verbas públicas e enriquecimento ilícito.
Estão detidos, além do prefeito Airton Araújo, o secretário de Finanças do município; o tesoureiro do município e um irmão do prefeito que, mesmo sem exercer cargo público, é apontado como controlador das receitas de combustíveis para os veículos do município, configurando-se a usurpação de função pública.
Além do cumprimento dos quatro mandados de prisão, expedidos pelo desembargador Haroldo Máximo, foi concedida a quebra dos sigilos bancário e fiscal dos investigados, bem como o afastamento imediato de todos os envolvidos de seus respectivos cargos.
De acordo com assessoria da Polícia Civil, foram apreendidos na residência do prefeito um revólver calibre 38, além de R$ 7 mil, documentos da prefeitura e extratos bancários de altos valores.
As investigações, realizadas pelos promotores de Justiça auxiliares da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap) e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). E segundo informações da assessoria de imprensa do Ministério Público, alguns detalhes da operação não podem ser divulgados devido às investigações tramitarem sob segredo de Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cactus na Assembleia