segunda-feira, 28 de abril de 2014

Discussão vazia: o DNOCS já faz isso faz 100 anos


Seminário discutirá ações contra seca
O Ministério da Integração Nacional (MI), a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Governo do Estado do Ceará, com o apoio do Banco Mundial, darão mais um importante passo rumo à concretização de uma Política Nacional de Seca. Hoje, no Hotel Oásis Atlântico, em Fortaleza, será realizado o Seminário “Convivência com o Semiárido e de Preparação para a Seca”, com a presença do ministro Francisco Teixeira e representantes das instituições nacionais e estaduais que participam das discussões em torno do tema.
O Seminário encerra um ciclo de debates iniciado por três eventos sub-regionais realizados em Salvador, Natal e Maceió, e terá o caráter de sintetização das discussões e das propostas alcançadas nesses seminários preliminares, na perspectiva de construção de diretrizes para uma política nacional de convivência com o semiárido e de preparação para a seca.
Não por coincidência, o Seminário acontece em Fortaleza. Além do apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado do Ceará (Secitece) e da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) ao evento, o governo estadual mantém, desde 2012, um Comitê Integrado de Combate à Seca, coordenado pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), deixando clara a sensibilidade das instituições cearenses com a problemática da estiagem no Semiárido.
Articulações
As atuais discussões sobre uma política nacional de convivência com o semiárido e com a seca embasam-se em propostas e ideias lançadas já durante a ICID+18, conferência internacional que, em agosto de 2010, reuniu representantes de 90 países em Fortaleza para discutir os efeitos do clima e suas implicações sociais e econômicas em regiões semiáridas. Desde então, o Ministério da Integração e o Banco Mundial encabeçaram uma série de eventos para articular um esforço conjunto de instituições visando à elaboração da Política Nacional de Secas.
Durante o “Seminário Convivência com o Semiárido e de Preparação para a Seca”, as discussões abrangerão os temas “Contextualização do debate: as oportunidades para avançar”; “Conclusões dos seminários sub-regionais (Relatório - Síntese)”; e “Política para o Semiárido: Desafios da Institucionalidade e do Sistema de Governança”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Capa do jornal OEstadoCe