quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Minha história com a gringa (III)

Quinta feira 21 de fevereiro de 1987. Voando baixo e a toda para Acarau! A essas alturas de pensamentos, nao de voo, ja me imaginava o rei da gringa. Tinha 26 anos, jovem, tinha voado as primeiras 1.000 hrs e nessa fase, tu se acha o As da aviacao. Sobrevoo o campo de pouso de Acarau e de cima ja vejo Stefhanie e a tal toyota esperando minha chegada. Deu pra notar que Stefhanie deu um chega pra la do caralho no motorista. Sou ouvi, "bom dia comandante" da boquinha do motorista- o mesmo ninja! Embarquei a rainha gringa que tava mais linda ainda, bronzeada e um lenco na cabeca bem estilo aventura.

 Decolei rumo a Fortaleza e so pra sacanear o "motora" fiz um razante digno de esquadrilha da fumaca sobre Acarau. Alias, razante de esquadrilha para mim eh "altante".

 Ai comecou a resenha de como tinha sido os dois dias em Jeri fazendo as materia e as fotos. Olha, foi a hora de voo mais demorada da minha vida. Essa mulher me contou que uma cartomante tinha dito, que ela ia conhecer um piloto e que teria um filho com ele. Isso so pra comecar! Fiquei assustado. Depois veio se chegando para meu lado e muito excitada me acariciando e beijando com desejos mais ardentes. Companheiros, fizemos sexo voando. So lembro que fiquei completamente nu, posicionei minha poltrona para tras ate onde podia alcancar os pedais do avaio, manche nas pontas dos pes e essa mulher nua em cima de mim, fazendo sexo como se fosse a ultima coisa que o mundo poderia presenciar. Foi algo inesquecivel. 

Muito carinho, afagos e pareciamos que estavamos numa cama apos aquele gozo aereo. Nao, eu continuava voando e so tinha uma preocupacao. Nao perder de vista o rumo de voo e a gringa loira. Pousei no Alto da Balanca e logo que estacionei o Cessna 182 PTJLT apareceram varios "manicacas" querendo saber quem era a bela. Nao demorei muito, ja peguei todas as bagagens, a gringa e a bordo do chevette branco 1978 tiramos fora daquele antro de urubus. Stefhanie tinha um voo ainda pela manha para o Rio de Janeiro e foi para o Pinto Martins que a levei. Ja tava me sentindo triste e vendo que, o que tinha acontecido, tinha sido apenas uma aventura para esquecer.

Chegando ao Pinto Martins, ficamos sabendo que o voo estava muito atrasado e que pelo menos 3 horas ou mais do que isso seria o previsto para chegada a Fortaleza. De pronto, Stefhanie ordena que a leve a um motel e que fosse proximo ao aeroporto. So tinha o Assai ali na Luciano Carneiro e foi pra la que rumei. Pense na alegria e satisfacao em poder continuar toda aquela aventura. So um detalhe que foi hilario. Stefhanie vai ao banheiro e viu uma barata enorme circulando. Para minha surpresa, quem leva culpa sou eu. Que aquilo ali era uma espelunca, diz ela. Eu fiquei pensando; pra quem mijou no pe da bananeira no escuro em Jeri, que seria uma barata?

Amigos, foram mais 3 horas de muito rala e rola e eu torcendo para esse aviao nao chegar em Fortaleza. Tudo certo e voltamos para o Pinto Martins. La no aeroporto apos check in e hora da despedida, escuto duas perguntas cruciais  de uma mulher decidida. Primeira: Voce pode ir para o Rio de Janeiro? segunda: Qual o filho que voce mais gosta? So para lembrar, eu ja tinha um filho de 2 anos e a segunda chegaria logo em marco de 1987.

Continua..

Comandante Genario Peixoto Lins Junior
Codigo ANAC 528752
Comercial Pilot 8420


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bom dia

Militares aceitam proposta encaminhada por comissão e decidem encerrar paralisação  ...