quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Minha história com a gringa (II)

Chegamos a Jeri tarde da noite com aquela lua brilhando se fazendo unica luz na vila. Jeri era uma vila de verdade. Fomos indicado pelo motorista a procurar pela casa do pescador Ze Diogo e Dona Birica onde hoje eh a rua do Forro esquina com beco do Ismael. Esse casal ainda estao vivos, passam dos 90 anos de idade e muito, muito meus amigos ate hoje.

 Chegamos naquela casa simples de pescadores que logo com sua simpatia, foi nos dando redes e velas, mostrando onde iriamos dormir. Pensava ele que eramos casados! Stefhanie faz uma pergunta que nunca esqueci. Onde fica o banheiro Seu Ze"? "Banheiro, nao tem nao, a senhora desce ate ali no quntal e pode mijar, rebate Ze Diogo. Presto atencao em Stefhanie e vejo que ela separa uma toalha e sabonete e me diz; Vamos jantar!

O tal motorista gaiato se adianta e oferece a nos levar. Nada disso, so eu e Genario diz Maze. Vi que ele tava a fim de se encostar na gringa de qualquer forma e concorrer com o Comandante. Se eu perdesse pra ele, ganharia de quem? Saimos caminhando pelos becos de Jeri e comemos um bom camarao e algumas cervejas.

Eu estava intrigado com uma coisa. A toalha e o sabonete debaixo do braco. Apos a janta, cervejas e escuridao, escuto um convite para ir te a praia. Stefhanie queria tomar banho de mar, por isso a toalha e o sabonete. Foi ai que a interroguei. O que voce vai fazer com essa toalha e sabonete? "Quero um bom banho" Foi nosso primeiro desacordo. Eu insistia que sabonetes nao funcionam em agua salgada e a teimosia so acabou na bendita praia. 

Descemos rumo ao mar ja bebinhos e na busca da agua. Ja passava da meia noite e a lua ja nao estava mais la para ajudar na caminhada. A mare estava muito baixa, caminhamos muito ate por os pes naquela agua morna. Encostamos numa canoa e Stefhanie tira toda roupa e com o sabonete corre para o mar e aproveita-se naquelas aguas quentes. Na saida vem nua como chegou ao mundo para meu deleite, observando a silueta daquela linda mulher. Abro a toalha e agarro para deixa-la mais aquecida e dai o romance comeca.

Foi toalha na areia e muito sexo sob os olhares de estrelas e canoas. Confesso que nunca tive tanta areia no corpo como naquela madrugada. Tudo correu bem e sem nenhum intruso para atrapalhar aquela madrugada de descobertas. Passava de 3 horas da manha quando resolvemos voltar a casa do pescador. Adivinha quem esta na porta, dentro da toyota, muito puto? O motorista ninja! Foi logo arguindo tudo e dizendo:" Temos que ir embora piloto" Porra, treis da madrugada naquele clima, areia por todo canto e o cara me vem com essa. Foi um ultimato. Ou eu ia ou a coisa se complicava. Nao haviam carros com facilidades naquela epoca em Jeri.

Stefhanie ja toda amorosa e cansada, me aconselha a ir e me da ordens. "Quero voce aqui na quinta feira para me levar de volta a Fortaleza. Nos despedimos dessa vez como um casal. Se para Ze Diogo nao eramos um casal, agora eramos sim. Fui com aquele miseravel motorista chato, que ao chegar em Acarau amanhecendo dia, estaciona o carro na porta de sua casa e me deixa a merce do tempo por mais de 2 horas. Mas tudo bem, foi tempo suficiente para meditar e relembrar toda aquela aventura digna de "Discovery"

As 7 da manha decolo rumo a Fortaleza com a cabeca na proa e a outra na gringa. Areia muita por todos os lados. Ai estava um grande problema. Como chegaria em casa com tanta areia, se tinha saindo para um voo? Nessa epoca tinha um chevette 78 e para minha sorte uma camisa limpa dentro do porta malas. Bom banho na Uirapuru e na proa de casa na praia do Futuro. Pense na cara de "cachorro cagando na chuva em casa" A mulher gravida, zangada e desconfiada.

Eita quinta feira custosa! ate ai, no silencio total, sem participacoes a ninguem do caso. 

Quinta feira, chego ao Alto da Balanca antes do nascer do sol e preparo o PTJLT Acha que algum dia na minha vida vou esquecer esse prefixo? Nao encontro a chave da partida do aviao e comeco a ver opcoes. Sabe com que chave dou partida no aviao? Com a chave da caixa de primeiros socorros do hangar da Uirapuru. Decolo como um cachorro no cio na busca do cheiro da gringa.

CONTINUA

Comandante Genario Peixoto Lins Junior
Codigo ANAC 528752
Comercial Pilot 8420


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gênio!

As andanças e declarações do ministro Salles na Espanha O Acordo de Paris é para o país levar vantagem O ministro Ricardo Salles deu uma ent...