sábado, 30 de novembro de 2013

Advogados na mira da OAB depois que Cid reclamou do compotamento deles


O governador Cid Gomes telefonou para o presidente da OAB, Valdetário Monteiro, reclamando do comportamento dos advogados que estiveram na penitenciária de Itaitinga. “Os advogados tiveram contato com os bandidos e logo em seguida houve a tentativa de fuga”, disparou Cid contra os advogados. Cid disse ainda que vai ao Tribunal de Justiça pedir para que seja mantida a decisão de que “todas as pessoas, indistintamente sejam revistadas rigorosamente”, antes de entrar nos presídios.
Investigação
O presidente da OAB-CE, Valdetário Monteiro, mandou abrir processo administrativo para apurar o envolvimento ou não de dois advogados no motim de ontem no presídio de Itaitinga. Os advogados teriam entrado no presídio com duas pistolas ou participado da ação ao chamar os bandidos para o parlatório.

Dilma nomeia novo desembargador para o TRT do Ceará

A presidente Dilma Rousseff nomeou, nesta sexta-feira, o juiz do trabalho Durval César de Vasconcelos Maia como desembargador federal. Ele foi promovido pelo critério de merecimento e ocupará a vaga decorrente da aposentadoria do desembargador Antero Carlos Chaves. Com a nomeação, o TRT/CE passa a contar com onze desembargadores.
O juiz do trabalho Durval César de Vasconcelos Maia ingressou na magistratura trabalhista em junho de 1992, como juiz substituto do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia. Em dezembro do mesmo ano, foi removido para o TRT/CE. Foi promovido ao cargo de juiz titular de vara em julho de 1993. Desde então, foi presidente de vara nos municípios do Crato, Limoeiro do Norte, Quixadá, Baturité e Fortaleza.

Os perigos de voar na África

Queda de avião mata brasileiro e todos os outros a bordo na Namíbia





Um avião da LAM, companhia nacional de Moçambique, que viajava para Angola, foi encontrado carbonizado na Namíbia e sem sobreviventes entre as mais de 30 pessoas de diversas nacionalidades que estavam a bordo, anunciou a polícia neste sábado (30). Entre os passageiros, havia um cidadão brasileiro.

"Minha equipe encontrou o aparelho. Não há sobreviventes. O avião está carbonizado por completo", declarou à agência de notícias France Presse o coordenador da polícia da região namíbia de Kavango (nordeste), Willie Bampton, depois de várias horas de busca em uma zona pouco povoada no parque nacional de Bwabwata.

O voo TM 470 decolou na sexta-feira (29) de Maputo com destino a Luanda, com 27 passageiros a bordo: dez moçambicanos, nove angolanos, cinco portugueses, um francês, um brasileiro e um chinês, segundo um comunicado da LAM.

Em Maputo, as autoridades se negaram por ora a fazer comentários, e simplesmente confirmaram que havia 33 pessoas a bordo, incluindo a tripulação.

Uma reunião de crise do gabinete foi convocada para o palácio presidencial.

Segundo um técnico do aeroporto, que pediu para não ser identificado, o avião teria caído por causa do mau tempo.

A aeronave, um modelo Embraer 190 com capacidade para 90 passageiros, foi comprado pelas Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) para modernizar sua frota e substituir os antigos Boeing.

O acidente é o mais grave na história da aviação civil de Moçambique desde a misteriosa queda do avião do presidente Samora Machel em1986 na África do Sul, quando morreram 34 pessoas.

Em 2011, a União Europeia proibiu a LAM de voar em seu espaço aéreo.

Papo pra boi dormir

DETRAN retoma operação de combate ao estacionamento irregular

O DETRAN-CE retoma na segunda-feira, dia 2 de dezembro a operação em bairros de Fortaleza, em conjunto com a AMC e a PRE, para combater o estacionamento irregular, com oito equipes, integradas por agentes dos três órgãos.
O objetivo é garantir a fluidez do trânsito de veículos e de pedestre e resgatar a ordem urbana e a cidadania. Durante o período de 13 de junho a 16 de outubro, o fluxo de veículos e pedestres no Centro e Aldeota teve mais agilidade. Os guiadores passaram a tomar mais cuidado  em deixar livre as calçadas para os pedestres e as vias públicas livres para circulação de veículos.
Nesse período, segundo a Gerência de Fiscalização de Trânsito do DETRAN, foram registraram mais de 14 mil infrações, com o recolhimento de 3,5 mil veículos ao depósito do DETRAN, no bairro Maraponga.
Com o retorno da operação Tolerância Zero, o DETRAN espera que condutores e proprietários de veículos voltem a se conscientizar das regras básicas de convivência urbana, em que se deve levar em conta os direitos da coletividade em detrimento das vontades individuais.

Penso eu - Duvido que passem pela praça General Tiburcio e limpem a esculhambação que há ali. A PRaça General Tiburcio é tambem conhecida como Praça da Secretaria de Segurança e fica bem ao lado da Secretaria da Fazenda do Município. As filas duplas estacionadas e as zonas azuais desrespeitadas, além de uma rua fechada ao tráfego, desafiam qualquer um que se meta a besta. Então nãome v enham com bravatas que bravata é coisa pra gente besta.

Quem contou?

O silêncio dos concorrentes

JORGE BASTOS MORENO (Hoje no O Globo)


A notícia é que, durante almoço da família Gomes, em Fortaleza, com a Dilma, em nenhum momento se falou no nome do governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

Agora vamos aos fatos do evento:

O governador cearense, Cid Gomes, reuniu a mãe, tia e o irmão Ciro para um almoço em torno da Dilma, que levava a tiracolo o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. O almoço parecia cei a de Natal al mare, com delícias oceânicas.
Falou-se de tudo: família, hábitos e, salvo engano, até de novela e política, necessariamente nessa ordem.

O que fazia o "Padilhão" nesse almoço?

Perguntem ao Ciro, que exerce função equivalente no secretariado do seu irmão. Os dois ficaram em um tête-à-tête, talvez já trocando figurinhas sobre o próximo troca-troca ministerial.

Mas o silêncio sobre Campos talvez tenha sido a mais contundente crítica de Dilma ao governador pernambucano até hoje.

Manchetes deste sábado


- Globo: Refém da inflação: Gasolina sobe, mas não alivia caixa da Petrobras
- Folha: Fogo destrói auditório de Niemeyer no Memorial
- Estadão: Governo autoriza e Petrobrás reajusta gasolina em 4%
- Correio: Gasolina fica mais cara para socorrer Petrobras
- Jornal do Commercio: Gasolina fica mais cara
- Zero Hora: Vai chegar a bomba: Gasolina sobe 4% e diesel 8% nas refinarias

Opinião

50 tons de pele

Toda a feroz campanha contra o ministro Joaquim Barbosa terá como causa a vingança contra a ousadia de condenar réus do sacrossanto partido que ocupa o poder federal? Ou, como causa associada, a possibilidade de que o ministro saia candidato à Presidência da República, cometendo o crime de lesa-majestada?
Talvez a causa seja outra (até porque Barbosa, arrogante, de trato áspero, muitas vezes grosseiro, dificilmente ganharia uma eleição): o ator Milton Gonçalves, respeitado militante dos movimentos negros desde os tempos em que isso não era moda, vê a face do racismo na guerra a Joaquim Barbosa. "Se fosse louro de olhos azuis, o discurso seria outro". Completa: "Ele tem méritos. Não entrou por cotas, fala cinco línguas, é um personagem importante em nosso país".

O advogado Humberto Adami, do Instituto de Advocacia Racial, entrou na luta por Barbosa, criando a campanha "O Brasil abraça o ministro Joaquim e o STF" nas redes sociais e criticando a "campanha desonesta, vil e evidentemente racista contra um brasileiro que tem cumprido fielmente suas obrigações constitucionais". Lembra que a campanha racista é movida contra Barbosa, que é negro, e poupa os demais ministros que votaram a seu lado pela condenação. Mas os outros que condenaram os réus são brancos e não sofrem ataques.

Racismo também é coisa nossa. Esmeraldo Tarquínio, prefeito eleito de Santos, foi hostilizado por militares por ser de esquerda e cassado por ser negro.

Da ditadura à democracia, muita coisa mudou. Mas há fatos tristes que se repetem.

Tons de pele 2
A questão da cor da pele é travada também em torno do Casal da Copa. A FIFA tinha há mais de seis meses contratado Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert - artistas de sucesso, com amplo apelo popular. Foram propostos então Camila Pitanga e Lázaro Ramos; como já tinha contratado Fernanda Lima e Hilbert, a FIFA não aceitou a indicação. Os cartolas passaram a ser acusados de racismo.

Bobagem: como pergunta o jornalista Mário Mendes, mulato, "Camila Pitanga e Lázaro Ramos são mais brasileiros do que Fernando Lima e Rodrigo Hilbert porque são negros?" Por que, então, a guerra? Talvez porque a bela Camila Pitanga, também artista popular e de sucesso, tenha a imagem ligada à da Caixa Econômica Federal, cujos anúncios estrela. Alguém na Copa com imagem vinculada à do Governo, em ano eleitoral, seria ótimo para a campanha presidencial.

Carlos Brickmann

Praça da Catedral da Sé será inaugurada neste sábado, 30

Será inaugurada, neste sábado (30), às 19h30, a Praça da Catedral da Sé. A solenidade contará com uma missa e show do Pe. João Carlos. De acordo com o Prefeito Veveu “é uma obra cuja arquitetura procura realçar a Catedral. Não há elementos decorativos que possam diminuir a visão da Catedral. Ela é feita com material de primeira qualidade com o piso de granito.”

Foram investidos cerca de R$ 1,1 milhão na restauração, com recursos do Ministério do Turismo e da Prefeitura de Sobral. Para o Prefeito Veveu, “uma conquista boa foi termos trazido o cruzeiro original para a nossa Catedral, que há quase 50 anos tinha saído daqui e foi pra Igreja de São José, no Sumaré. A nossa Catedral é um dos principais símbolos de Sobral, que nasceu da pecuária e da presença da Igreja Católica no Município.”
A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, do Século XVIII (1778), também está sendo toda restaurada e passará por recuperação da cobertura, do forro, da iluminação, da pintura, das esquadrias e do altar-mor, que contém detalhes em ouro.
Na quinta-feira (28), o Prefeito Veveu concedeu entrevista coletiva para toda a imprensa sobralense para anunciar a inauguração da Praça da Sé.

Enquanto isso em Pacujá...


MPF pede afastamento de prefeita acusada de improbidade administrativa
Gestora teria desviado recursos de convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS)
 
O Ministério Público Federal (MPF) em Sobral ajuizou ação de improbidade administrativa contra a prefeita do município de Pacujá (309 km da capital) Maria Lucivane de Sousa. A gestora, no cargo desde 2008, é acusada de desviar recursos provenientes de convênio celebrado em 2009 com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).
 
De acordo com o MPF, a quantia repassada ao município de Pacujá estava destinada à implantação de uma feira popular visando a comercialização de produtos de pequenos agricultores familiares. Vigente entre dezembro de 2009 e abril de 2011, o convênio foi orçado em R$ 118 mil, sendo mais de R$ 112 mil o valor repassado pelo MDS.
 
Entretanto, segundo Relatório de Fiscalização realizado pela auditoria da Controladoria Geral da União (CGU), foi comprovado que houve desvio de mais de R$ 28 mil. Além disso, de acordo com informações do MDS, Maria Lucivane omitiu a prestação de contas relativas ao valor repassado pelo órgão.
 
Para o procurador da República Celso Leal, a retirada dos recursos da conta específica do convênio foi premeditada e serviu para dificultar o rastreamento por meio de diluição dos recursos por diversas contas da prefeitura. "A má-fé da gestora foi tamanha que apenas oito dias após o depósito dos recurso federais na conta específica do convênio, todo os recursos foram transferidos para outras contas da prefeitura", avaliou o procurador.
 
Na ação, o MPF requer o afastamento de Maria Lucivane do cargo de prefeita municipal de Pacujá, a suspensão dos direitos políticos da gestora por três a cinco anos e o impedimento de gerir recursos federais de repasse voluntário. Além disso, o MPF pede o ressarcimento integral do valor desviado, o pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração recebida como prefeita e a proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de três anos.

Opinião

Coisas da Política
'El' Cavalo de Troia
Mauro Santayana

O lançamento, nesta semana, da seção em português da edição de internet do jornal espanhol El Pais, elucida e ilustra, com clareza, a visão neocolonial e rasteira que continua dominando o comportamento dos espanhóis com relação ao Brasil — apesar da condição de crise e de extrema fragilidade que caracteriza a Espanha neste momento.

Sem entrar nos detalhes do regabofe promovido pelo Grupo Prisa em São Paulo, vale a pena analisar o fato, e o que se pode ler nas entrelinhas do evento e da publicação.

Controlado em pouco mais de 30% pela família Polanco, e com o restante do capital na mão de investidores e fundos internacionais — e não espanhóis — o Grupo Prisa, que edita o El Pais, tem atravessado sucessivas crises nos últimos anos.

Em 2008, o valor de suas ações despencou 80%, o lucro diminuiu em 56%, foi preciso suspender o pagamento de dividendos aos acionistas e vender ativos imobiliários, entre os quais a própria sede do jornal El Pais, no valor de 300 milhões de euros, para fazer frente a seus compromissos.

Um diretor do Grupo Prisa ('El Pais' ganha mais de 1 milhão de euros por mês
Isso não impede, no entanto, que o Grupo Prisa seja conhecido tanto pelos altíssimos salários que paga aos seus executivos — Juan Luis Cebrian ganha mais de 1 milhão de euros por mês — quanto pelos problemas que tem com os sindicatos locais.

Os jornalistas do Grupo têm ido às ruas protestar contra as frequentes ondas de demissões que varrem as redações de suas publicações e emissoras. A última, no mês passado, atingiu a revista ON Madrid.

Com uma dívida de mais de 3 bilhões de euros, o Prisa multiplicou por 6 suas perdas até setembro deste ano. El Pais perdeu 25% de sua circulação desde 2008. A circulação do diário esportivo AS caiu 23% e a do diário econômico Cinco Dias, quase 30%, e o faturamento em publicidade — segundo informa também o jornalista Pascual Serrano, na revista asturiana Atlántica XXI — diminuiu pela metade nos últimos anos.

Na mesma matéria, Serrano relata como coube a Javier Moreno — o mesmo executivo que veio lançar a seção em português do El Pais em São Paulo — em outubro do ano passado, explicar a seus jornalistas que o Grupo Prisa estava “arruinado”, para justificar a demissão de quase um terço do pessoal. Isso não impediu, no entanto, Moreno de adotar um tom entre paternal e triunfalista no seu pequeno discurso na capital paulista, para um grupo de seletos convidados.

O viés neocolonial fica claro quando ele se refere ao El Pais como um veículo, procurado por inúmeros “intelectuais, artistas e políticos” de nossa região, para “defender seus projetos e conectar suas inquietações com o resto do mundo ibero-americano”, e expõe o caráter intervencionista — considerando-se que se trata de uma publicação estrangeira — quando diz que o jornal estará ligado às “inquietações e batalhas — da sociedade brasileira — para consolidar seus avanços econômicos e sociais, e as liberdades democráticas”.

Dá a entender que a imprensa do Brasil não é livre, ou competente, na medida em que afirma que “centenas de milhares de brasileiros se informaram na edição América de El Pais, sobre as maciças manifestações de julho passado” — como se houvesse necessidade de recorrermos a publicações estrangeiras para saber o que ocorre por aqui. E, finalmente, dispensou a modéstia quando se referiu “às expectativas que o projeto — de lançamento do El Pais Brasil — suscitou em amplos segmentos da sociedade brasileira”.

Pelo hábito se reconhece o monge. Como se pode ver pelas primeiras matérias, o El Pais está vindo ao Brasil para defender nossas minorias indígenas; lembrar que o presidente Peña Nieto está — segundo o FMI — se comportando melhor do que o Brasil, embora o México vá crescer menos da metade do que nós neste ano; que gastamos muito com nossos estádios na Copa; que somos um país desigual.

A Vivo é devedora em mais de 1 bilhão de dólares do BNDES
A verdade sobre a Espanha dos dias de hoje não está no coquetel servido aos convidados em São Paulo, pago com o lucro auferido aqui mesmo no Brasil por empresas como a Vivo — devedora em mais de 1 bilhão de dólares do BNDES — ou do Grupo Indra, também espanhol, cuja publicidade já começa a aparecer na edição “brasileira” de El Pais.

A Espanha real está na ausência sutil — como um elefante, desses que o pai gosta de abater — do príncipe Felipe, que deveria ter vindo ao Brasil na mesma ocasião, para abrir um seminário econômico e participar do lançamento de El Pais.

Pouco antes da decolagem, foi localizada uma avaria em um flap do avião que deveria transportá-lo a São Paulo. Ao procurar o avião substituto, do mesmo modelo, descobriu-se que ele também estava em solo, sem condições de voar. Mecânicos tentaram, durante mais de sete horas, consertar o problema, sem conseguir, até que o infante e sua comitiva desistissem de fazer a viagem e voltassem para casa para desfazer a bagagem. No lugar de sua majestosíssima presença, o príncipe teve de mandar uma mensagem em vídeo pela internet.

Tudo somado, pelo que se pode ver pelo lançamento de sua seção em português, o El Pais, apesar de, aparentemente, abrir espaço para comentaristas de diferentes tendências — até artigo do Lula já saiu na edição em português — continuará, agora na língua de Machado de Assis. fazendo o que sempre fez: defendendo e protegendo a cada vez mais combalida “Marca Espanha”; atuar como um Cavalo de Troia dos interesses neoliberais e eurocêntricos em nosso continente; e das empresas espanholas — com milhares de reclamações de consumidores como o Santander e a Telefónica (do qual o próprio Grupo Prisa é acionista)— que atuam no Brasil.

Nesse contexto, o melhor negócio que os futuros leitores podem fazer é “comprar” a Espanha pelo que vale — altamente endividada e com um crescimento de -1,6% este ano, segundo o FMI — e vender pelo preço que o El Pais acha que vale. Com a imagem e o valor que vai tentar nos impingir.

Pacajus deve chegar a 2 mil residências do Minha Casa, Minha Vida entregues até 2015

“Vamos lutar para que Pacajus chegue à marca de 2 mil residências entregues por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida até 2015”. A afirmação foi feita pelo líder da bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara, deputado federal José Guimarães, na manhã desta sexta-feira, 29 de novembro, durante a entrega das 522 casas e apartamentos dos residenciais Parque Buritis I, II, II e IV, no bairro Buriti, em Pacajus. Segundo Guimarães, o prefeito Marcos Paixão já está negociando junto à Caixa Econômica Federal a aprovação do projeto de construção de mais 417 residências por meio do programa no município. Ao lado do superintendente da Caixa Econômica Federal (CEF) no Ceará, Paulo Henrique Sousa, eles realizaram a entrega simbólica das chaves a três famílias beneficiadas, que a partir desta sexta passam a residir no local.

Sábado de Claduio Humberto do jornal O Estado(CE)

  • O Judiciário brasileiro custa quase R$ 30 bilhões por ano somente em salários, segundo dados do Boletim de Pessoal do governo federal. Trabalham na Justiça mais de 121 mil servidores, mas apenas 27% dos tribunais brasileiros conseguiu fechar mais casos do que foram recebidos em 2012. Nos Estados Unidos, o Judiciário emprega um quarto dos profissionais (33 mil) e custa R$ 12 bilhões por ano.
  • Ao contrario do Brasil, 100% dos tribunais norte-americanos julgaram mais processos que o total recebido, no ano passado.
  • Existem propostas tramitando no Senado americano prevendo redução de 10% no staff de juízes, compartilhando secretárias e assistentes.
  • No Brasil há iniciativas como a digitalização de processos, no Superior Tribunal de Justiça, que reduziram em anos o tempo de tramitação.
  • Os juízes brasileiros sofrem com a sobrecarga. No Supremo Tribunal Federal, cada ministro julga, em média, 11 mil processos ao ano.
  • O Brasil é o quarto colocado entre os países onde mais morreram jornalistas em 2013, segundo dados da ONG suíça Press Emblem. Foram assassinados seis jornalistas até outubro deste ano em terras brasileiras, índice idêntico ao Egito, que se encontra em guerra civil há quase três anos. Apenas a Somália, com oito mortes, a Síria, com dez e o Paquistão, com 13, tiveram mais jornalistas assassinados em 2013.
  • Segundo a Press Emblem, 103 jornalistas já foram mortos em 2013. Em 2012 o número foi 141; 107 em 2011; 110 em 2010 e 122 em 2009.
  • Nos Estados Unidos, por exemplo, há registrada a morte de apenas um jornalista este ano.
  • Desde 2008 foram assassinados 28 jornalistas no Brasil. Só perdemos para um punhado de países em guerra como o Iraque e a Síria.
  • Como dois laudos médicos não confirmaram a encenação do deputado presidiário José Genoino, o presidente do PT, Rui Falcão, cumpre a patética tarefa de tentar desqualificar duas juntas médicas de respeitados especialistas. Todos com PhD, nenhum obtido em Cuba.
    Compartilhar
  • Mensaleiros ainda são tratados com privilégios, na Papuda, apesar da proibição da Justiça. Transformados em camareiros, agentes afirmam, em off, que cumprem ordens do governo petista do Distrito Federal.
  • O senador Waldemir Moka (MS) foi designado pela Executiva Nacional do PMDB para fazer última tentativa de acordo entre a senadora Kátia Abreu e deputado Júnior Coimbra pelo comando da sigla em Tocantins.
  • Aspirante a disputar o governo gaúcho, o deputado Vieira da Cunha se reuniu com dono do PDT, Carlos Lupi, e seu puxa-saco, ministro Manoel Dias (Trabalho). Lupi ameaça apoiar Eduardo Campos (PSB) para chantagear a presidenta Dilma a manter Dias em seu cargo.
  • De volta ao Congresso, o ex-secretário Paulo Bornhausen (PSB-SC) coleta assinaturas para tentar obrigar os deputados a propor, a cada projeto novo apresentado, a extinção de duas leis obsoletas.
  • Além das brigas entre o PT e PMDB nos Estados, está na pauta do encontro entre a presidenta Dilma, o ex-presidente Lula e o vice Michel Temer (PMDB), este sábado (30), a reforma ministerial de 2014.
  • Líder do PRB, deputado George Hilton (MG) ameaçou retirar assinatura do pacto fiscal de Dilma, caso a base aliada decida abrir a janela e mandar votar o projeto criando o piso dos agentes comunitários.
  • Após acompanhar o STF colocando mensaleiros atrás das grades, a cúpula do PSDB não esconde a preocupação com o julgamento do mensalão mineiro, que envolve o ex-governador Eduardo Azeredo.
  • O mensaleiro José Genoino exerceu mandato por 9 meses em 2013 e viajou muito. Gastou quase R$ 24 mil em viagens até para o Nordeste.

Bom dia

Este blog está sob manutenção.
O blogueiro em revisão e manutenção cárdio-físico-arterial e ...gramatical.
Benza  Deus!!!

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Safadão será candidato

Genecias Noronha, deputado federal presidente do Solidariedade no Ceará, anuncia já agora a candidatura do cantor Wesley Safarão a deputado federal pelo partido. Pra Genecias o cantor será um grande puxador de votos para amplaiar a bancada do partido a partir do Ceará.

Inhamuns em festa

Começa em Tauá o 9º Festberro
Sampaio Moreira


Tauá. Começou ontem à noite, nesta cidade, na região dos Inhamuns, a Feira de Negócios de Ovinos e Caprinos dos Inhamuns (Festberro). O evento chega à sua 9ª edição e é reconhecido como um dos maiores da cadeia produtiva da ovinocaprinocultura do Nordeste. A programação prossegue até o próximo sábado (30) e reúne centenas de criadores e expositores.
O evento, um dos maiores da cadeia produtiva da ovinocaprinocultura do Nordeste, prossegue até o próximo sábado Foto: Honório Barbosa

Para o vice-governador, Domingos Filho, a feira e exposição refletem os avanços do setor agropecuário na região, além de ser uma oportunidade para que os produtores se reúnam e troquem experiências e informações. "Temos vocação para a ovinocaprinocultura, que é um animal resistente e apropriado para o semiárido", disse.

O Festberro foi aberto pela prefeita Patrícia Aguiar, que destacou o esforço para manter a programação mesmo com as dificuldades oriundas de dois anos seguidos de seca. "Firmamos parcerias que viabilizaram o evento, que movimenta a economia regional e motiva os produtores rurais", afirmou a gestora.

No Festberro, estão concentrados vários eventos: I Festival de Gastronomia do Carneiro e do Bode de Tauá; II Feira de Agricultura Familiar; II Eco-Tauá - Feira de Boas Práticas Ecológicas; a IX Feira de Negócios de Ovinos e Caprinos; leilão nacional; e concurso de raça.

As bandidagens do futebol

ESCÂNDALO: zagueiro revela que o Bragantino poderá entregar o jogo para o Figueirense








(Foto: Arquivo Pessoal)
Revoltado em perder misteriosamente a titularidade para a última rodada, o zagueiro Álvaro acredita que o Bragantino poderá facilitar a vida do Figueirense. O clube de Bragança Paulista afastou seis jogadores titulares absolutos durante a campanha da série B para a partida contra os catarinenses, confronto que definirá se o Figueira sobe ou não à Série A.

“Tenho condição total de jogar e quero jogar. É uma partida de muita visibilidade, inclusive vai ser televisionado pela TV Bandeirantes. Fiz 41 jogos como titular este ano e queria fazer mais uma. Sou o capitão do time. Mas o presidente (Marquinho Chedid), do nada, resolveu me dar férias e me tirar do jogo”, afirmou o defensor ao Portal Futebol Interior.

Álvaro acredita que a decisão serve para enfraquecer o Bragantino e, com isso, favorecer o adversário. Além dele, Magno Cruz, Cezinha e Lincon foram afastados do duelo de sábado.

“Eu não sou dono do Bragantino. O presidente criou uma situação e mandou tirar seis jogadores que são titulares absolutos. A gente não sabe o motivo disto tudo, mas podemos deduzir. Não tenho provas para afirmar os interesses em tirar estes jogadores, mas deduzir eu posso”.

Cantor Reginaldo Rossi é internado em UTI de hospital do Recife







Reginaldo Rossi está na UTI apesar de seu quadro ser estável. (Foto: Divulgação)
O cantor e compositor Reginaldo Rossi foi internado no Hospital Memorial São José, no centro do Recife, na manhã dessa quinta-feira (28). De acordo com a assessoria de comunicação do hospital, o cantor está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e, apesar de seu quadro ser estável, não há previsão de alta. A família não informou o motivo de Rossi ter sido levado ao hospital.

Nascido na capital pernambucana em 1944, o cantor e compositor é conhecido como o Rei do Brega. Entre os seus maiores sucessos estão "Garçom", "A raposa e as uvas", "Em plena lua de mel" e "Leviana". Ele tentou se eleger deputado estadual de Pernambuco pelo PDT, mas não obteve êxito e continua fazendo shows pelo Brasil. Nos dias 21 e 22 de novembro deste ano, Rossi se apresentou no Manhattan Café Teatro.

Félix: jogou sal na Santa Ceia

Amor à Vida: Félix vira garçom e fica pasmo ao ser alvo de mão boba de mecânico

Vilão ainda recebe um convite para conhecer a oficina: 'Eu devo estar mesmo rolando no fundo do precipício para ouvir uma proposta dessas'

A situação está preta para o lado de Félix (Mateus Solano). Sem conseguir um emprego em uma grande empresa, o vilão se vê obrigado a aceitar um bico como garçom no bar de Denizard (Fulvio Stefanini).

E o primeiro cliente a ser atendido por Félix é o mecânico da vizinhança. O vilão serve o cara e acha que está abafando na nova função, mas uma atitude inesperada o deixa horrorizado. O homem passa aquela mão boba no mais novo garçom do pedaço.
Félix: Tira a mão, cruzes”, dispara o vilão, enquanto todos no bar caem na gargalhada.

E o mecânico não para por aí! Mais tarde, ele convida Félix para fazer um visitinha em sua oficina.
Félix: "Eu devo estar mesmo rolando no fundo do precipício para ouvir uma proposta dessas".
A cena vai ao ar nesta sexta-feira, 29, em Amor à Vida, na Globo.
Amor à Vida: Félix vira garçom e fica pasmo ao ser alvo de mão boba de mecânico (Divulgação/TV Globo)

Por uma peinha


Veveu Arruda exonera funcionários

Mais de 20 funcionários de cargos comissionados e contratados foram exonerados pelo prefeito Veveu Arruda a fim de cumprir com a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). Dentre os funcionários exonerados, nove se encontravam na Secretaria de Saúde do Município.
Na portaria baixada terça-feira, o prefeito determinou que todos os secretários municipais tomassem as providências administrativas pertinentes no sentido de identificar, junto às suas respectivas pastas, os possíveis casos que possam se caracterizar como violação à Súmula Vinculante Nº 13, do Superior Tribunal Federal (STF), em relação à administração pública municipal. Veveu determinou ainda que, se houver casos que ferissem a súmula, a procedência fosse imediata exoneração.

A fonte é o blog do Roberto Moreira que colheu junto ao DN.
Penso eu - Faltou acrescentar que não há sequer um dos 20 citados com quaisquer parentescos com  o Prefeito.

Opinião


Coisas da Política

Os carros e os tanques
Mauro Santayana
Segundo informações do governo, a balança comercial apresentou déficit de US$ 1,350 bilhão na quarta semana de novembro. A balança comercial apresentou exportações de US$ 4,151 bilhões e importações de US$ 5,501 bilhões. No acumulado do ano, a balança apresenta um déficit de US$ 1,455 bilhão. Os dados se explicam pela queda na venda de produtos manufaturados, mas também pelo aumento das importações, com destaque para combustíveis e lubrificantes.

Enquanto isso, piora a situação da Petrobras, com o adiamento, agora para esta semana, da discussão sobre a implantação de um sistema de reajuste automático de combustíveis, que ficou adiada para quinta-feira. Em meados deste ano, a estatal tinha um prejuízo de 700 milhões de dólares por mês com a importação de combustíveis, o que está sendo coberto com a venda de ativos. E o governo resiste a mudar essa situação, com receio de criar um novo indexador que poderia colocar em risco o controle da inflação.

Segundo a ANP, apesar do saldo negativo no comércio de gasolina com outros países, o país continua autossuficiente em óleo e derivados, já que as exportações de petróleo bruto compensam as importações de petróleo leve, e também da própria gasolina. Mas isso não resolve o problema das trocas nacionais com o exterior. As exportações de manufaturados têm caído, não apenas pela questão cambial, mas também devido aos efeitos da crise internacional em outros países — principalmente da Europa e da América do Sul.

O Brasil continua autossuficiente em óleo e derivados, mas as exportações de manufaturados têm caído
Cada dólar economizado na compra de combustíveis no exterior evita a necessidade de conseguir divisas para pagar essas importações, e melhora, em consequência, a situação da economia nacional. O atraso na construção das novas refinarias indica que não está próxima a solução desse problema. Se tudo der certo, a Abreu e Lima, em Pernambuco, com 280 mil barris de capacidade, ficará pronta em 2014. Mas o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro só entrará em produção em 2016, e as refinarias do Maranhão e do Ceará, apenas em 2017 e 2018.

Considerando-se a pressão da imprensa financeira internacional e das agências de rating sobre o Brasil, em temas como o cálculo da dívida interna, o balanço de pagamentos, e a questão fiscal, pode ser tarde demais.

Urge, portanto, buscar a substituição de combustíveis importados por fontes nacionais e, se possível, renováveis, para a frota de automóveis, que cresceu aceleradamente nos últimos anos.

Enquanto importamos gasolina, mandamos etanol para o exterior. Informações do setor de açúcar e álcool dão conta de que as exportações desse combustível devem continuar consistentes neste segundo semestre, favorecidas pelo câmbio, com o dólar entre R$ 2,20 e R$ 2,30. No primeiro semestre, o Brasil exportou 710 milhões de litros de combustível para os EUA, com crescimento de mais de 100% ante o primeiro semestre do ano passado.

Um dos caminhos que eventualmente poderiam ser trilhados seria achar uma forma de subsidiar, marginalmente, a venda desse combustível no mercado interno para que ele ficasse no Brasil, e se voltasse a investir no aumento da produção. É mais barato, para o país, gastar reais para aumentar a oferta de álcool nacional, do que arranjar dólares para trazer gasolina do exterior.

Outra solução seria investir em maior eficiência energética, e em outras fontes renováveis de origem nacional. Na semana passada, o executivo brasileiro Carlos Ghosn, presidente mundial do grupo Renault-Nissan, criticou publicamente a demora nas negociações sobre a criação de uma política de incentivo para carros híbridos e elétricos no Brasil.

Já que não dá para aumentar a produção de combustíveis de um dia para o outro, é preciso fazer com que os carros rodem mais quilômetros com menos combustíveis fósseis ou possam, eventualmente, deles prescindir.

Ainda não se cogita mobilizar o consumidor para o uso de carros elétricos
Em declarações para mais de uma centena de jornalistas de todo o mundo no Salão Internacional de Tóquio, Ghosn declarou que há “falta de interesse” do governo brasileiro para resolver a questão. Para ele, apesar das declarações e da alusão à necessidade de menor emissão de poluentes, não se cogita investir em uma rede de recarga de veículos ou mobilizar o consumidor para o uso de carros elétricos.

O que ocorre com a frota particular de automóveis também se estende para o transporte público de passageiros. Nos programas de mobilidade estabelecidos para a Copa do Mundo, não se programou o uso de ônibus movidos a gás ou a etanol, quando isso já é comum em outras cidades do mundo, e a tecnologia está amplamente disponível. Nem a adoção, ainda que experimental, de ônibus a hidrogênio, como os desenvolvidos pela Coppe do Rio de Janeiro.

Seria recomendável pensar sinergicamente nessa questão, analisando todas as alternativas, para estabelecer uma política nacional de combustíveis que leve em consideração as características de cada região. Só assim poderemos começar a nos livrar da dependência estrangeira e da ameaça de maiores déficits comerciais nos próximos anos.

Mauro Santayana é jornalista e meu amigo.

Black Friday é o cacete!!! Disse isso antes.

Lojas já batem recorde de queixas durante a 'Black Friday'

DE SÃO PAULO
Consumidores já começaram a apontar problemas e golpes na edição deste ano da 'Black Friday', que começou à 0h desta sexta-feira (29). O site de reclamação 'Reclame Aqui' diz que as três empresas que lideram a lista de queixas feitas nesta sexta acumularam mais reclamações em apenas seis horas de 'Black Friday' do que ao longo de todo o ano.
A lista pode ser acessada no endereço http://blog.reclameaqui.com.br/. Tanto no Reclame Aqui, quanto nas redes sociais, é longa a lista de apelidos que o evento recebeu: "Black Fraude", "Black Fria", "Friday Fiasco" e "Black Mentira", sempre em alusão à "maquiagem" de preço.
No site de reclamações, internautas denunciam lojas que aumentaram os preços dos produtos para, ao aplicar um desconto durante a 'Black Friday', este parecer maior, a chamada "maquiagem", golpe amplamente denunciado na edição do ano passado.
Em uma das reclamações, o consumidor diz que acompanhou o preço de uma impressora ao longo da semana e que, ao procurá-lo hoje, o preço havia sido inflado e, depois, dado um desconto. "Black Friday Superfaturada", diz ele.
Lojas de produtos de beleza também estão sendo denunciadas. Consumidores que checaram os preços na quinta-feira, momentos antes da 'Black Friday', dizem que os itens tiveram seus preços elevados e, depois, receberam um desconto.
Outros consumidores reclamam de falhas no sistema de cobrança das lojas do e-commerce, que, por exemplo, não inclui o desconto anunciado no preço final do produto assim que o consumidor finaliza a compra. Lentidão e sites 'fora do ar' também estão entre os problemas apontados.
O Procon-SP diz que já está reunindo reclamações dos consumidores e deve, até o final do dia, publicar um balanço das denúncias.

A vida como ela é.


DUAS HISTÓRIAS REAIS
 
História Número Um.                                                                                                                   
Muitos anos atrás, Al Capone possuía virtualmente Chicago. Capone não era  famoso por nenhum ato heróico. Ele era notório por empastar a cidade com  tudo relativo a contrabando, bebida, prostituição e assassinatos.         
                                                                          
Capone tinha um advogado apelidado "Easy Eddie". Era o seu advogado por um excelente motivo: Eddie era muito bom! Na realidade, sua habilidade,  manobrando no cipoal legal, manteve Al Capone fora da prisão por muito tempo. Para mostrar seu apreço, Capone lhe pagava muito bem. Não só o  dinheiro era grande, como Eddie também tinha vantagens especiais.         
                                                                          
Por exemplo, ele e a família moravam em uma mansão protegida, com todas as conveniências possíveis. A propriedade era tão grande que ocupava um  quarteirão inteiro em Chicago. Eddie vivia a vida da alta roda de   Chicago,mostrando pouca preocupação com as atrocidades que ocorriam à sua volta.                                                             
                                                                          
No entanto, Easy Eddie tinha um ponto fraco. Ele tinha um filho que amava  afetuosamente. Eddie cuidava que seu jovem filho tivesse o melhor de tudo: roupas, carros e uma excelente educação. Nada era poupado. Preço não era  objeção. E, apesar do seu envolvimento com o crime organizado, Eddie  tentou lhe ensinar o que era certo e o que era errado. Eddie queria que  seu filho se tornasse um homem melhor que ele. Mesmo assim, com toda a sua riqueza e influência, havia duas coisas que ele não podia dar ao filho:   ele não podia transmitir-lhe um nome bom ou um bom exemplo.               
                                                                          
Um dia, o Easy Eddie chegou a uma decisão difícil. Easy Eddie tentou corrigir as injustiças de que tinha participado. Ele decidiu que iria às autoridades e contaria a verdade sobre Al "Scarface" Capone, limpando o  seu nome manchado e oferecendo ao filho alguma semelhança de integridade.  Para fazer isto, ele teria que testemunhar contra a quadrilha, e sabia que o preço seria muito alto. Ainda assim, ele testemunhou.                   
                                                                          
Em um ano, a vida de Easy Eddie terminou em um tiroteio em uma rua de  Chicago. Mas aos olhos dele, ele tinha dado ao filho o maior presente que  poderia oferecer, ao maior preço que poderia pagar. A polícia recolheu em  seus bolsos um rosário, um crucifixo, uma medalha religiosa e um poema,  recortado de uma revista.                                                 
O poema:                                                                  
                                                                          
O relógio da vida recebe corda apenas uma vez                             
e nenhum homem tem o poder de decidir quando os ponteiros pararão,        
se mais cedo ou mais tarde.                                               
Agora é o único tempo que você possui.                                    
Viva, ame e trabalhe com vontade.                                         
Não ponha nenhuma esperança no tempo, pois o relógio pode parar a         
qualquer momento.                                        
                
                                                                          
História Número Dois                                                      
                                                                          
A Segunda Guerra Mundial produziu muitos heróis. Um deles foi o Comandante Butch O'Hare. Ele era um piloto de caça, operando no porta-aviões Lexington, no Pacífico Sul. Um dia, o seu esquadrão foi enviado em uma  missão.                                                                   
                                                                          
Quando já estavam voando, ele notou pelo medidor de combustível que alguém tinha esquecido de encher os tanques. Ele não teria combustível suficiente para completar a missão e retornar ao navio. O líder do vôo instruiu-o a   voltar ao porta-aviões. Relutantemente, ele saiu da formação e iniciou a   volta à frota. Quando estava voltando ao navio-mãe viu algo que fez seu   sangue gelar: um esquadrão de aviões japoneses voava na direção da frota   americana.                                                                
                                                                          
Com os caças americanos afastados da frota, ela ficaria indefesa ao  ataque. Ele não podia alcançar seu esquadrão nem avisar a frota da aproximação do perigo.                                                    
                                                                           
Havia apenas uma coisa a fazer. Ele teria que desvia-los da frota de  alguma maneira. Afastando todos os pensamentos sobre a sua segurança pessoal, ele mergulhou sobre a formação de aviões japoneses. Seus canhões de calibre 50, montados nas asas, disparavam enquanto ele atacava um   surpreso avião inimigo e em seguida outro. Butch costurou dentro e fora da
formação, agora rompida e incendiou tantos aviões quanto possível, até que sua munição finalmente acabou. Ainda assim, ele continuou a agressão.     
Mergulhava na direção dos aviões, tentando destruir e danificar tantos  aviões inimigos quanto possível, tornando-os impróprios para voar.        
                                                                          
Finalmente, o exasperado esquadrão japonês partiu em outra direção.       
                                                                          
Profundamente aliviado, Butch O'Hare e o seu avião danificado se dirigiram para o porta-aviões. Logo à sua chegada ele informou seus superiores sobre o acontecido. O filme da máquina fotográfica montada no avião contou a  história com detalhes. Mostrou a extensão da ousadia de Butch em atacar o  esquadrão japonês para proteger a frota. Na realidade, ele tinha destruído cinco aeronaves inimigas.                                                 
                                                                          
Isto ocorreu no dia 20 de fevereiro de 1942, e por aquela ação Butch se  tornou o primeiro Ás da Marinha na WW II, e o primeiro Aviador Naval a receber a Medalha Congressional de Honra. No ano seguinte Butch morreu em  combate aéreo com 29 anos de idade. Sua cidade natal não permitiria que a  memória deste herói da WW II desaparecesse, e hoje, o Aeroporto O'Hare, o  principal de Chicago, tem esse nome em tributo à coragem deste grande  homem.                                                                    
                                                                          
Assim, na próxima vez que você passar no O'Hare International, pense nele  e vá ao Museu comemorativo sobre Butch, visitando sua estátua e a Medalha  de Honra. Fica situado entre os Terminais 1 e 2.                          
                                                                  
Mas afinal, o que essas duas histórias têm de comum entre elas?           
                                           
Butch O'Hare era o filho de Easy Eddie !!!...     
 

Fideralina; ai de quem ela não gostasse

Livro sobre Fideralina Augusta é lançado na Assembleia Acontece na próxima quarta-feira (25), às 19h, no auditório Murilo Aguiar, na As...