quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Auditoria não encontra irregularidades nas urnas usadas nas eleições em Cedro


A Justiça Eleitoral realizou, ontemj, dia 27, pela manhã, na cidade de Cedro, na região Centro-Sul do Ceará, auditoria em dez urnas eletrônicas usadas nas eleições municipais de outubro passado.  

Passadas as eleições a coligação do ex-prefeito, João Viana, que tentou a reeleição, entrou na Justiça com uma Ação de Investigação Eleitoral, alegando  que alguns eleitores relataram que no ato de votação, não constava nas urnas a foto do candidato João Viana.

 O juiz eleitoral, Welithon Alves de Mesquita, acatou a denuncia da coligação e pediu que fosse realizada auditoria em algumas urnas, observando que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), neste tipo de investigação, normatiza que a inspeção pode ser feita em até 10% das urnas usadas no pleito.

A auditoria foi realizada no Fórum de Justiça com a presença de populares, juiz eleitoral, Promotor de Justiça eleitoral, representantes das coligações eleitorais. representantes políticos, servidores do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, e de três  agentes da Polícia Federal.

Antes de iniciar a auditoria, o Secretário de Tecnologia da Informação, George Cabral, falou sobre a segurança das urnas eletrônicas e respondeu a várias questões.

Nas dez urnas auditadas verificaram-se as fotos dos dois candidatos a prefeito e vice-prefeito. Não foi constada, portanto, nenhuma irregularidade.

Agora, o juiz eleitoral convocará  para prestar depoimento as testemunhas arroladas pelas partes. São sete testemunhas indicadas pelo candidato João Viana de Araújo e outras sete pelo prefeito eleito, Nilson Diniz.

 Resultado

Nas eleições municipais de 2012 estavam aptos a votar em Cedro 20.090 eleitores, sendo que 17.205 compareceram e 2.885 faltaram, com registro de abstenção de 14,36%. O relatório da eleição indica ainda 237 votos em branco e 852 nulos.

 Funcionaram 128 seções, das quais 56 foram agregadas, totalizando 72 seções. Para prefeito foram apurados 16.116 sufrágios. O candidato vitorioso, Francisco Nilson Alves Diniz, obteve 8.285 votos e João Viana de Araújo 7.831. A diferença foi de 454 votos em favor de Dr. Nilson Diniz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cale a boca!

"Este governo não mente". Fala do Interino.