segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

O desembargador Luiz Gerardo Brígido é o novo presidente do TJ-Ce.


gerardo brígido
O Pleno do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) empossou, na tarde desta segunda-feira (28/01), o desembargador Luiz Gerardo de Pontes Brígido no cargo de presidente do Judiciário estadual. Na mesma solenidade, os desembargadores Francisco Lincoln Araújo e Silva e Francisco Sales Neto assumiram, respectivamente, a Vice-presidência da Corte e a Corregedoria Geral da Justiça.
O desembargador Gerardo Brígido destacou que o acesso à Presidência não incute soberba, mas vibrante orgulho. Ainda no discurso, garantiu que a gestão 2013/2015 terá como foco as pessoas. “A Justiça pertence à comunidade e, a este título, somos os mandatários dos jurisdicionados e não proprietários do poder”.
O magistrado também ressaltou que o cidadão é a razão de ser da Justiça e tem direito a serviços céleres e eficientes. Disse que manterá canal de comunicação da administração com o público externo, magistrados e servidores, “sempre aberto e pautado na cordialidade e respeito mútuo”.
Com relação ao Fórum Clóvis Beviláqua, o desembargador prometeu concluir as obras em andamento e dar seguimento ao processo de digitalização dentro de parâmetros técnicos, entre outros pontos. Sobre as comarcas do Interior, assegurou construir novos fóruns e promover reuniões regionais.
A solenidade, conduzida pelo então presidente do TJCE, desembargador José Arísio Lopes da Costa, contou com a presença do governador Cid Gomes e de outras autoridades, além de amigos e familiares dos novos dirigentes.
José Arísio Lopes falou sobre emoção e gratidão. De acordo com ele, foi uma honra presidir o TJCE, coroação dos 41 anos de magistratura. O desembargador ressaltou que da Justiça do Ceará extraiu os conhecimentos e ensinamentos que o acompanham até hoje.
Sobre o trabalho à frente do Judiciário, disse acreditar que o cumpriu “com destemor – e disso me orgulho – o papel que me foi reservado como presidente da Corte. Sem dúvida, foi um período de intenso trabalho que exigiu muita dedicação e desprendimento”.
O magistrado citou as melhorias conseguidas nos últimos dois anos, como a criação do Órgão Especial, instalação de 35 unidades judiciárias, restruturação do Setor de Precatórios, cumprimento de metas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nova jornada de trabalho dos servidores, aperfeiçoamento do processo eletrônico, concurso para juiz substituto e produção de programa de TV, entre outras ações.
O sentimento de gratidão foi direcionado aos magistrados, secretários, assessores e demais servidores do Judiciário cearense. “Os êxitos, se os obtive, credito àqueles que me emprestaram apoio, companheirismo e incondicional devoção ao serviço público da Justiça em nosso Estado”.
Também destacou a harmonia com o Executivo, Legislativo, Ministério Público, Defensoria Pública e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
Sobre a mudança no comando do TJCE, disse que a democracia exige alternância no poder e que o desembargador Gerardo Brígido “traz no sangue o DNA de homem probo, determinado e conhecedor do papel do magistrado na atualidade”.
Além disso, destacou as qualidade dos desembargadores Francisco Lincoln Araújo e Francisco Sales Neto.
AUTORIDADES Compareceram à solenidade o juiz José Krentel Ferreira Filho (diretor do Fórum Clóvis Beviláqua), Napoleão Nunes Maia Filho (ministro do Superior Tribunal de Justiça – STJ), Ricardo Machado (procurador-geral de Justiça do Ceará), Andréa Coelho (defensora pública geral do Estado), desembargadora Maria Roseli Alencar (presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região), Mauro Benevides (deputado federal), general Gomes de Matos (comandante da 10ª Região Militar), juiz Ricardo Barreto (presidente da Associação Cearense de Magistrados – ACM), conselheiro Waldomiro Távora (presidente do Tribunal de Contas do Estado – TCE), conselheiro Francisco Aguiar (presidente do Tribunal de Contas dos Municípios – TCM), deputado José Sarto (presidente da Assembleia Legislativa), José Leite Jucá (procurador-geral do Município, representando o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio), Adauto Bezerra (ex-governador do Ceará), vereador Walter Cavalcante (presidente da Câmara Municipal), Humberto Bezerra e Valdetário Monteiro (presidente da OAB – seccional Ceará). Também presentes parlamentares, além de magistrados, secretários, assessores e servidores da Justiça do Ceará.
CONHEÇA OS NOVOS DIRIGENTES LUIZ GERARDO DE PONTES BRÍGIDO – Natural de Fortaleza, é bacharel em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Ingressou na magistratura em 1979, atuando nas Comarcas de Jaguaruana, Pacajus, Tianguá e Tauá.
Foi também juiz titular da 20ª Vara Cível de Fortaleza. No Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE/CE), ocupou os cargos de corregedor e de presidente (outubro de 2009 a janeiro de 2011). Ascendeu ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça em outubro de 2002. Foi vice-presidente da Corte no biênio 2011/2013.
FRANCISCO LINCOLN ARAÚJO E SILVA – Nascido em Acopiara (CE), é graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela UFC. Iniciou a carreira como promotor de Justiça de Orós, sendo promovido, em 1974, para a Comarca de Várzea Alegre. Atuou ainda em Iguatu e Fortaleza. Em 1995, foi promovido a procurador de Justiça.
É desembargador do TJCE desde outubro de 2006, eleito pelo critério do quinto constitucional, em vaga destinada ao Ministério Público. Antes de assumir o novo cargo, presidiu a 8ª Câmara Cível do Tribunal, além de ser diretor da Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec).
FRANCISCO SALES NETO – Natural de Catolé do Rocha (PB), tem graduação em Direito pela UFC. Como juiz, desempenhou funções em Alto Santo, Jaguaribe, Iracema, Baturité e Aracoiaba. Passou ainda por Maranguape e Fortaleza. Foi juiz auxiliar da Corregedoria, da Diretoria do Fórum Clóvis Beviláqua e da Presidência do TJCE. Assumiu como desembargador em junho de 2007. Na Corte, integrou a 1ª Câmara Cível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bom dia

Militares aceitam proposta encaminhada por comissão e decidem encerrar paralisação  ...