sábado, 27 de outubro de 2012

Histórias do Otacílio Correa


Não consigo esquecer uma velha história contada sobre o folclore do saudoso e querido Otacílio Correa.
Diz que na Várzea Alegre lá dele, cheia de contrastes, Otacílio dava atenção aos eleitores e, à medida que iam pegando o prato pra comer do boi morto na madrugada, com feijão novo e arroz pilado sem parafina, ele entregava o envelope com as chapas, pra prefeito, vereador, deputado estadual e federal e governador,que  naquele tempo era tudo junto. O voto era conquistado em conjunto. Da cabeça ao rabo. O eleitor saia dalí e ia direto pra urna depositar o voto com envelope e tudo.
Um dia, numa eleição meio apertada, um cidadão lá cismou de perguntar pra Otacílio:
 - Seo Otacílio, em quem é mesmo que eu vou votar?
E Otacílio em cima da bucha...
- Tu é besta caboclo! Tu num sabe que o voto é secreto!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Editorial do Estadão

Linha vermelha O ministro da Educação, Abraham Weintraub, tem de ser demitido. Sua errática gestão já seria razão suficiente, ma...