sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Moroni Torgan perde força; Roberto e Elmano sobem



A terceira pesquisa Ibope – a primeira contratada após o início da propaganda política no rádio e na televisão – revelou ontem que o candidato Moroni Torgan (DEM) tem 24% dos votos do eleitorado para a Prefeitura de Fortaleza. Logo atrás, vêm os candidatos Roberto Cláudio (PSB) e Elmano de Freitas (PT), que alcançaram 16% e 14%, respectivamente.
O pedetista Heitor Férrer vem no encalço dos dois, com 12% da preferência do fortalezense. O comunista Inácio Arruda obteve 10% e é seguido pelos candidatos Renato Roseno (PSOL), com 7% e Marcos Cals (PSDB), com 5%. Francisco Gonzaga (PSTU) obteve 1%. Os candidatos Valdeci Cunha (PRTB) e André Ramos (PPL) não pontuaram.
Sobe e desce
A pesquisa divulgada ontem possibilita acompanhar o desempenho dos candidatos ao longo da campanha eleitoral e aferir o impacto dos programas de rádio e televisão iniciados no último dia 21 deste mês. Em 30 de julho, Moroni Torgan, segundo a primeira pesquisa do Ibope, tinha 32% das intenções de voto. Em 13 de agosto, passou para 31%. A pesquisa divulgada ontem, portanto, revela que o democrata caiu oito pontos percentuais.
Roberto Cláudio obteve 8% nas duas primeiras pesquisas e, desta forma, subiu oito pontos percentuais nesta última pesquisa. Elmano começou com 4% e alcançou 6% na segunda pesquisa, sendo que, na ponta do lápis, o petista subiu oito pontos percentuais. 
Heitor Férrer começou com 11%, subiu um ponto na segunda pesquisa e manteve a mesma pontuação nesta terceira pesquisa.
Inácio Arruda começou com 15% e, depois, caiu para 13%. Desta forma, o comunista caiu cinco pontos percentuais entre a primeira e a terceira pesquisa. Renato Rosseno começou com 10%, caiu para 8% e, agora, perde mais um ponto percentual. Marcos Cals obteve 6% nas duas pesquisas. Já o candidato Francisco Gonzaga obteve 1% em todas as três pesquisas. Já Valdeci Cunha, que tinha aparecia com 1% das intenções de voto na primeira pesquisa Ibope, caiu e, agora, não conseguiu pontuar.
Brancos 
e nulos

Também é possível acompanhar a oscilação de votos brancos e nulos. Na primeira pesquisa do Ibope, realizada em 30 de julho, 6% dos eleitores declararam votar em branco ou nulo. Na segunda pesquisa, divulgada em 13 de agosto, esse percentual subiu para 10%. Agora, este índice voltou para 6%. Na primeira pesquisa, 6% do eleitorado não sabia ou não respondeu à enquete. Este índice caiu para 5% e se manteve neste patamar.
Rejeição
A pesquisa ouviu os eleitores, ainda, sobre em quem eles não votariam em hipótese nenhuma. Na primeira pesquisa, Moroni Torgan cravou 34% de rejeição. Depois, caiu um ponto e, agora, voltou aos 34%. Inácio Arruda obteve 27%, caiu para 24% e, agora, tem 22% de rejeição. Elmano de Freitas começou com 22%, caiu dois pontos percentuais e manteve os 20% nesta terceira pesquisa.
Marcos Cals iniciou com 16% de rejeição, caiu para 13% e os manteve agora. Roberto Cláudio começou com 15% e estabilizou-se com 13%. Francisco Gonzaga tinha 21%, caiu para 13% e, agora, para 12%. André Ramos começou com 13%, foi para 11% e, depois, 10%. Valdeci Cunha tinha 15% e estabilizou-se em 10%. Renato Roseno deu a largada com 14%, foi para 10% e, agora, tem 9%. Heitor Férrer começou com 12% e estabilizou-se em 8%.
Por fim, a pesquisa apontou que 10% dos eleitores poderiam votar em qualquer um dos candidatos. Esse percentual era de 6% na primeira pesquisa e 12% na segunda. O índice de eleitores que não sabem ou não responderam começou com 9%, caiu para 6% e, agora, voltou para os 9%.
Margem de erro
A pesquisa foi contratada pela TV Verdes Mares. O Ibope ouviu 805 eleitores entre os dias 27 e 29 de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional do Ceará com o número 022/2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Audiencia

Sérgio Aguiar e Duquinha, são os dois Deputados Estaduais do Ceará a serem recebidos esta manhã pelo Ministro da Integração Nacional. A aud...