segunda-feira, 28 de maio de 2012

SENADO DEVE APROVAR INDICAÇÃO DE ARIANO SUASSUNA AO PREMIO NOBEL DE LITERATURA ESTA SEMANA


Ariano Suassuna será um dos concorrentes ao Prêmio Nobel de Literatura 2012, da Academia Sueca. A indicação do escritor paraibano, membro da Academia Brasileira de Letras foi proposto através de requerimento do Senador Cássio Cunha Lima (PSDB) aprovado por unanimidade, na última quinta-feira (24/05), pela Comissão de Relações Exteriores do Senado Federal (CRE). A matéria será incluída na ordem do dia do Senado esta  semana.
“Tem-se na obra e na vida do escritor, nascido na Paraíba, uma expressão filosófica que consegue transpor as limitações temporais e de gerações, conseguindo atingir todos os públicos, e transportar-se pelos mais diversos e modernos meios de comunicação”, afirmou o senador Cássio Cunha Lima. Como a disputa pela vaga é dura, Cássio não perdeu tempo e já iniciou o processo de convencimento em busca de apoio dos demais senadores à sua proposta. Cássio entregou, em mãos, cópia do requerimento ao Presidente José Sarney e de várias lideranças, como os senadores Aécio Neves, Álvaro Dias, Roberto Requião e Cristovam Buarque.
Na justificativa do requerimento aprovado pela CRE, o parlamentar paraibano dispensa a biografia burocrática de Ariano Suassuna “como se curriculum vitae fosse: é ele, para além do pecado da palavra, o nosso orgulho”. Afirma o senador Cássio Cunha Lima, que no teatro, na literatura e nos movimentos culturais mais diversos – com destaque para o Movimento Armorial -, Ariano também nos permite a catarse que é o encontro da nossa história com a nossa realidade. “A Paraíba, que lhe deu luz e embalou seus primeiros dias, sente-se premiada com essa circunstância de ser o berço de quem nasceu para o mundo. O Prêmio Nobel viria a condecorar, pela primeira vez, um escritor brasileiro e alcançar o que, modernamente, temos de mais prestimoso nas letras, respeitados muitos outros escritores renomados”, afirmou o senador tucano.
Há traduções de diversas obras do genial escritor brasileiro em inglês, francês, italiano, espanhol, alemão, holandês, italiano e polonês, tornando-as acessível mundialmente e conduzindo a uma análise mais universal da personalidade do povo brasileiro. “ O prêmio, que tem significados pessoal e nacional, é honraria que o indicado merece. Destaque-se que outros escritores brasileiros contemporâneos também mereceriam como exemplo: o amazonense Milton Hatoum, o maranhense Ferreira Gullar, o mineiro Rubens Fonseca, o carioca Paulo Coelho e o gaúcho Luis Fernando Veríssimo ”, afirmou o senador Cássio Cunha Lima.
Penso eu - Meu medo é alguém confundir Ariano com certos senadores brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bom dia

Militares aceitam proposta encaminhada por comissão e decidem encerrar paralisação  ...