terça-feira, 29 de novembro de 2011

Embraer não deve saber que o Brasil tem 5.500 municípios



Embraer acelera projeto em Évora

Foto
Évora (Por Jorge Oliveira) - Mesmo diante da crise econômica que atinge todos os setores de Portugal,  pelo menos um deles, o da aeronáutica, vai de vento em popa. A Embraer está investindo mais de 160 milhões de euros  com o apoio financeiro da Comunidade Europeia e da prefeitura local na fabricação de componentes para aviões em Évora, uma cidade de 60 mil habitantes, na região do Alentejo, ao sul de Portugal. As obras, que começaram há pouco menos de seis meses, já estão em fase de conclusão, mas a empresa já prevê dificuldades no transporte desses componentes para os portos portugueses. Já pensa, inclusive, mandar essas peças pelo núcleo que ela mantém em Bilbao,  na Espanha, e de lá para o Brasil.
As duas unidades de Évora vão gerar 570 novos empregos diretos na cidade, segundo declarou aoDiário Econômico o presidente da Embraer na Europa, Luiz Fuchs. A fábrica será a segunda maior de Évora, depois da indústria de relés para automóveis. Assim, a cidade histórica, cercada por muralhas seculares, terá mais uma alternativa para o seu desenvolvimento econômico, além da sua vocação turística.
 A Embraer também pretende desenvolver um projeto de avião militar em Évora em parceria com o governo português, que já anunciou um investimento de 30 milhões de euros. Portugal é um dos seis países com quem a Embraer faz acordo para a construção desta aeronave militar.
Os entendimentos entre a empresa brasileira e o governo português estão avançados. O projeto visa a parceria industrial para a produção de diversos componentes estruturais da aeronave e também de todo sistema de software.

Um comentário:

  1. Aviso ao Presidente da EMBRAER: Sobral no Ceará-Brazil, tem ótima localização para receber a fábrica. Senão vejamos: temos um espelho dágua que poderá ser ancoradouro dos maiores navios do mundo, desembocando pelo rio Acaraú, chegaremos ao mar e pela reta para Europa; Na estrada temos as CEs, vide propaganda governamental, porque a BR-222 não existe.Problema solucionado.

    ResponderExcluir

Cactus na Assembleia