quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Autor do livro “Milagre em Joaseiro” veio de Nova York receber Placa do Centenário

Foi quem melhor escreveu sobre Padre Cícero

Em nome do prefeito Manoel Santana, o Secretário de Turismo e Romarias, José Carlos dos Santos, recebeu o antropólogo e escritor norte americano, Ralph della Cava, que desembarcou ao lado de sua esposa na tarde desta terça-feira no Aeroporto Regional do Cariri. Ele veio receber a Placa Comemorativa ao Centenário de Juazeiro na noite da próxima quinta-feira, no Memorial Padre Cícero. Além disso, encerra nesta quarta o Congresso de Educação e receberá o título de Doutor Honoris Causa da UFC às 19 horas de sexta-feira no Campus Cariri.

Na opinião de Santana, justas homenagens a este educador da Universidade de Columbia em Nova York (EUA) que se tornou o primeiro estudioso estrangeiro a mirar o fenômeno religioso de Juazeiro do Norte, na década de 1960, quando aqui esteve. Ralph desembarcou defendendo a reabilitação do Padre Cícero por acreditar que o Vaticano vai notar no sacerdote um homem fiel às suas ordens e à sua Igreja. Lembrou que foi o próprio e atual Papa Bento XVI que pediu o envio dos documentos

Outra grande ação do escritor americano em favor de Juazeiro e da história de Padre Cícero foi a disponibilização de livros raros sobre o sacerdote do seu acervo pessoal na Internet com a doação à Biblioteca Latino-Americana da Universidade de Colúmbia. Além dos livros, cordéis, fotografias, xilogravuras, documentos, cerâmicas e arte imaginária todo o material de uma vida de pesquisa que entregou há seis anos e possibilitando estudos e pesquisas.

O titular da SETUR observa que, na noite de quinta-feira quando o prefeito Santana entregará a Placa Comemorativa ao Centenário de Juazeiro a Ralph della Cava, haverá uma noite de autógrafos com o lançamento de quatros livros de diversos autores. Será a reedição de o “Patriarca do Juazeiro” do padre Azarias Sobreira, bem como as reedições de “Mistério do Juazeiro”, escrito em 1935 por Manoel Pereira Diniz e “Joaseiro do Padre Cícero e a Revolução de 1914”, escrito em 1938 por Irineu Pinheiro.

Nessa mesma noite, dois livros inéditos serão lançados: “Rostos de Juazeiro”, de Raimundo Araújo; e “Padre Cícero e Juazeiro – Textos Reunidos Coletânea sobre Padre Cícero”, do Padre Neri Feitosa. A reedição do livro do padre Azarias Sobreira se deu por força de um convênio entre a Prefeitura e Universidade Federal do Ceará e o reitor Jesualdo Farias também se fará presente.

Demontiê Tenório do Canal Regional

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gênio!

As andanças e declarações do ministro Salles na Espanha O Acordo de Paris é para o país levar vantagem O ministro Ricardo Salles deu uma ent...