quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Pesquisa CNT/MDA de hoje

Em pesquisa espontânea, quando se pergunta a intenção de voto do eleitor sem mostrar a lista com os nomes dos candidatos, Dilma tem 26,4% das intenções de votos no primeiro turno; Marina chega a 18,6% e Aécio tem 11,3%. Os demais candidatos ficaram com menos de 0,5% dos votos. Brancos e nulos somariam 9,5%; não souberam ou não quiseram responder, 32,9%.
A avaliação do governo Dilma foi considerada positiva para 33,1% dos entrevistados, contra 28,8% que o consideram negativo. A aprovação do desempenho pessoal da presidenta ficou em 47,4% – exatamente o mesmo percentual que o desaprova. Para 6,8% dos entrevistados, o governo Dilma é avaliado como ótimo; 26,3% como bom; 37,4% como regular; e 11,8% como ruim; e 17% avaliam o governo dela como péssimo.
Para a pesquisa da CNT foram entrevistadas 2.002 pessoas em 137 municípios localizados em 24 unidades da Federação, entre os dias 21 e 24 de agosto. A margem de erro é 2,2 pontos percentuais, para cima ou para baixo, e o nível de confiança é 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR400/2014.(Pedro Peduzzi/ABr)

Sob a otica do Josias


Nota do PSB não esclarece dúvidas sobre avião


A pressão para que Marina Silva esclarecesse as dúvidas sobre a propriedade e os custos do jato prefixo PR-AFA, que transportava Eduardo Campos, levou o PSB a divulgar uma nota oficial. Nela, a pretexto de esclarecer, o partido potencializa as interrogações.
Subscrito por Roberto Amaral, presidente do PSB, o documento não informa quem é, afinal, o dono do avião. Anota apenas que seu uso foi “autorizado pelos empresários João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho e Apolo Santana Vieira.”
Problema: nos registros da Agência Nacional de Aviação, o jato está registrado em nome do grupo empresarial AF Andrade, que opera usinas de açúcar no interior de São Paulo. Foi adquirdo do fabricante, Cessna, por meio de um contrato de leasing, firmado em dezembro de 2010.
Cinco dias depois da queda do avião, que resultou na morte de Campos e outras seus pessoas, a empresa AF Andrade informou à Anac que o empresário João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho apresentara, em 15 de maio de 2014, proposta de compra do avião.
Nessa proposta, disse a AF Andrade, Carlos Lyra comprometeu-se a indicar o nome de uma empresa para assumir a dívida do leasing junto à Cessna. Teria indicado duas empresas pernambucanas: a BR Par Participações S.A e a Bandeirantes Pneus. Ambas são controladas por Apolo Santana Vieira.
Carlos Lyra e Apolo Santana são justamente os dois nomes mencionados na nota do PSB como responsáveis pela autorização do uso do jatinho que transportava Eduardo Campos. Mas a versão é atrapalhada pelos fatos.
Problema: não comprovante de que os novos supostos proprietários do avião tenham assumido junto à Cessna o leasing que está em nome da AF Andrade. A transacão tampouco foi informada à Anac.
Na primeira prestação parcial de contas da campanha, referente ao mês de julho, o PSB não informou à Justiça Eleitoral sobre a existência do jato e os custos com combustível, manutenção e salários da tripulação. Na sua nota, o PSB escreveu que só pretendia fazer isso no final da campanha.
“Nos termos facultados pela legislação eleitoral, e considerando o pressuposto óbvio de que seu uso teria continuidade até o final da campanha, pretendia-se proceder à contabilização ao término da campanha eleitoral, quando, conhecida a soma das horas voadas, seria emitido o recibo eleitoral, total e final.”
Problema: o partido dá a entender que João Lyra e Apolo Santana arcariam com todas as despesas. E receberiam um “recibo eleitoral”, atestando a doação. Para que isso seja legal, é preciso que ambos comprovem a propriedade do avião.
Reza a lei eleitoral que empresas só podem doar a candidatos bens ou serviços relacionados à sua atividade fim. Ou seja: a aeronave não poderia ser cedida senão por empresa do ramo da aviação.
Um dos personagens mencionados na nota do PSB, João Lyra, mantinha relações de amizade com Eduardo Campos. Ele é empresário. Mas mexe com usinas de cana de açuçar, não com aviões.
Numa tentativa de justificar a demora no fornecimento de informações sobre o avião, o PSB anotou: “A tragédia, com o falecimento, inclusive, de assessores, impôs conhecidas alterações tanto na direção partidária quanto na estrutura e comando da campanha, donde as dificuldades enfrentadas no levantamento de todas as informações…”
Problema: não morreu no acidente nenhum assessor responsável pela estrutura e pelas finanças da campanha presidencial do PSB. De resto, a demora não resultou no levantamento de dados capazes de afastar todas as dúvidas.

Olha onde tão metendo você

Sovietes de Marina
Antes de ingressar no PT, Marina Silva era do Partido Comunista Revolucionário, que idolatrava a União Soviética, de Lenin a Trotsky, incluindo os conselhos populares, os famosos sovietes. Este ano, quando Dilma criou conselhos semelhantes, por decreto, o que mobilizou toda a sociedade contra, Marina (era vice) elogiou a iniciativa, voltando agora a dizer que, se eleita, governará com esses conselhos. Quer utilizá-los para ações de “pressão, supervisão, intervenção, reclamo e responsabilidade”. Ou seja, supostamente poderiam passar até por cima do Congresso Nacional. Luiza Erundina, co-coordenadora de sua campanha, já disse que Marina “não gosta de partidos”, tanto que sua legenda “é uma Rede”.

Fogo de palha na rota do defunto


Pesquisa Ibope divulgada ontem mostra que Armando Monteiro (PTB) lidera a corrida ao governo de Pernambuco com 38% das intenções de voto. Em segundo lugar, está o candidato lançado pelo ex-governador Eduardo Campos, Paulo Câmara (PSB), com 29% das intenções de voto. Após a morte do líder do PSB, Câmara cresceu 18 pontos.

Preocupação

Um grupo de pessoas sérias que trabalham com política, está preocupado com o adiamento da publicação da pesquisa Ibope que ocorreria ontem, como em vários Estados. Não pode ser verdade a boataria que ronda o assunto.
Aliás, uma outra preocupação foi com o discurso do deputado estadual Lula Morais que se disse pronto para ser ouvido pelo Ministério Público sobre a compra de votos por um candidato a deputado federal que estaria lavando dinheiro roubado do Banco Central.

Aniversariantes

Terça, 26 de agosto
Quarta, 27 de agosto
Quinta, 28 de agosto
Sexta, 29 de agosto
Sábado, 30 de agosto
Domingo, 31 de agosto


Segunda, 1 de setembro
Terça, 2 de setembro
Quarta, 3 de setembro
Quinta, 4 de setembro
Sexta, 5 de setembro


Sábado, 6 de setembro



Tá dançando...

...e o BOI é nacional. Basta ler blogs e colunas. Quem sabe ler, claro.

Imitando o Ceará


Ministro Admar suspende propaganda de presidente no horário de deputado

min Admar Gonzaga TSE
Ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral
O ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou em decisão liminar que o PT do Maranhão suspenda a divulgação ou pedido de votos para presidente no horário destinado aos candidatos a deputado estadual.
Na representação ao TSE, a coligação de Aécio Neves,”Muda Brasil”, informou que Dilma Rousseff e sua coligação “Com a Força do Povo” teriam sido beneficiados com a promoção de sua candidatura no programa dos candidatos ao cargo de deputado estadual  pelo PT, na televisão, no dia 22 de agosto.
Em sua decisão liminar, o ministro Admar disse que, após assistir ao programa contestado, ficou evidente a veiculação de pedido de votos para presidente e vice e o descumprimento da norma que trata sobre o tema. “A propaganda, portanto, veiculou mensagem que implica a desnaturação da finalidade prevista pelo legislador, que apartou as publicidades em das e horários distintos, e, ainda definiu ressalvas para as referências sobre candidaturas a outros cargos”, relatou o ministro.
O ministro explicou que o art. 53-A Lei das Eleições (9.504/1997) veda a utilização do horário reservado aos candidatos às eleições proporcionais para a veiculação de propaganda de candidato em disputa de cargos majoritários. Durante a exibição do programa, a lei só permite a utilização de legendas com referências aos candidatos majoritários, ou ao fundo, de cartazes ou fotografias desses candidatos.

...e o Centro de Eventos era suntuoso demais...


Simpósio Internacional discutirá conceito de bioeconomia no CE
A comunidade científica da área de Biotecnologia estará com suas atenções voltadas para Fortaleza, entre os dias 14 e 19 de setembro, devido ao 16º Simpósio Internacional de Biotecnologia (IBS, na sigla em inglês). Mais de mil pesquisadores de 80 países estarão reunidos no Centro de Eventos do Ceará (CEC), onde discutirão sobre o tema “Biotecnologia para o Desenvolvimento da Economia Verde”. O evento é promovido pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e pela União Internacional de Química Pura e Aplicada (Iupac, na sigla em inglês), com apoio de vários órgãos e empresas. É a primeira vez que o evento é realizado no Brasil, após já ter ocorrido em países como Canadá, Estados Unidos, França, Itália e China.
A coordenação do evento está a cargo do professor José Osvaldo Beserra Carioca, do Departamento de Tecnologia de Alimentos da UFC, referência no Brasil e no exterior em “Química Verde” e biocombustíveis. Pesquisadores e convidados vão trocar experiências, conhecer mais sobre tendências de mercados e inovações em diversas áreas como: Biologia Molecular e Bioinformática; Agronegócios (animal, agricultura e aquicultura); Industrial e Biotecnologia Ambiental; Produtos Farmacêuticos e Biotecnologia; Economia Verde: Bioprocessos e Bioprodutos – Biocombustíveis; Cooperação Internacional e Biodireito, além de Projetos de Inovação e Empreendedorismo. “Nosso objetivo é juntar a iniciativa privada, os governos e a universidade para trabalhar o desenvolvimento da bioeconomia, através de negócios sustentáveis para o Brasil e, principalmente, para o Ceará”, resumiu José Carioca.
BIOECONOMIA
O conceito de bioeconomia remete a uma nova lógica econômica, baseada na sustentabilidade e na união dos diversos vetores do setor produtivo, que utilizam recursos biológicos em sua cadeia de produção. O desafio é oferecer alternativas e soluções para problemas como a crise econômica internacional, as mudanças climáticas e a atual dependência dos recursos fósseis. “O petróleo, por exemplo, tende a perder força ao longo dos próximos anos. Já a Biotecnologia vai ganhar ímpeto. Nisso, entra o Brasil, que tem grande biodiversidade e já realiza alguns programas inovadores”, ressaltou o professor. Ele acrescenta, no entanto, que a ideia é ir além. “Em vez de exportar commodity (como petróleo e minério de ferro), temos que exportar produtos com valor agregado”, disse.
Para promover a cooperação internacional, o IBS irá fomentar a criação de uma Plataforma Internacional de Pesquisa. A ferramenta possibilitará um intercâmbio dos projetos de cooperação científica, que englobam trabalhos de pesquisadores e estudantes, entre Redes de Biotecnologia e os países membros da Federação Europeia de Biotecnologia, promovendo a transferência de novas tecnologias em temas estratégicos da Biotecnologia. Na área de inovação e empreendedorismo, a programação do IBS 2014 trará pela primeira vez o Biobusiness Forum – Biobusiness Meeting and Startup Demo Day, nos dias 17 e 18 de setembro. O objetivo é promover o intercâmbio e a transferência de tecnologias entre os ofertantes de soluções tecnológicas, empresas, startups incubadas e investidores, para aumentar a competitividade dos setores produtivos impactados pela Biotecnologia. As inscrições podem ser feitas pelo site do evento (www.ibs2014.org). Mais informações pelos telefones (85)-4011-1472/-1562 ou através do e-mail info@ibs2014.org.

Tem um rolo com o avião que matou Dudu


PSB dará explicações hoje sobre avião de Campos, diz Marina
Candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva falou, ontem, sobre a polêmica que envolve o jato utilizado por Eduardo Campos na quarta-feira (13), dia do acidente que matou o ex-governador de Pernambuco e outras seis pessoas. Segundo a ex-senadora, o PSB “está juntando as informações e, até hoje, estará dando as explicações necessárias”.
A Polícia Federal investiga o uso da aeronave e a possibilidade de ela ter sido comprada por meio de caixa dois empresarial ou do partido. O avião também não aparece na primeira prestação de contas da campanha do PSB ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
Em visita à 23ª Bienal do Livro, em São Paulo, Marina disse que, além das explicações legais sobre o uso do jato, o PSB “tem a preocupação de que os esclarecimentos sobre as razões do acidente também sejam dados”.
“Queremos que sejam dadas as explicações de acordo com a materialidade dos fatos e, para termos a materialidade dos fatos, é preciso que haja tempo necessário para que essas explicações tenham as devidas bases legais”, disse a presidenciável. O PSB contratou um escritório de advocacia para cuidar do caso e, até agora, nenhum integrante do partido, nem mesmo Marina, deu explicações claras sobre o assunto.
RESPOSTA OFICIAL
O candidato a vice na chapa do PSB à Presidência, deputado Beto Albuquerque (RS), é quem tem se escalado desde sexta-feira (22) para responder às questões sobre o jato. Ao lado de Marina, costuma repetir que o partido “está juntando as informações necessárias”.
Ontem não foi diferente. Albuquerque disse que “preferia responder [a pergunta sobre o uso do avião] porque essa é uma responsabilidade do partido”. Marina apenas assentiu e deu lugar ao vice diante das câmeras. No entanto, acabou questionada novamente pelos jornalistas para que fosse dela a palavra final.

Patacoada da segurança; eles não sabem o que dizem


Especialistas dizem que propostas não têm profundidade para combater a violência
Um dos desafios do futuro governador do Ceará é implementar uma plano de segurança pública que produza resultados no sentido de reduzir a criminalidade no Estado. Nos últimos anos, a administração estadual ampliou os investimentos em segurança, segundo dados oficiais. Mas os recursos extras não foram suficientes para frear a violência. No mesmo período, o número de homicídios dobrou - um dos piores índices registrados, conforme dados da pesquisa realizada pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (Unodc). Com base nisso, o jornal O Estado ouviu especialistas na área para analisar as propostas apresentadas pelos candidatos. De modo geral, os entrevistados sentem falta de uma visão “ampla” do problema.
Os quatro candidatos ao governo do Ceará divergem sobre o assunto, embora alguns tenham propostas semelhantes. Ailton Lopes (Psol) defende a desmilitarização da polícia. O petista Camilo Santana, apoiado pela atual gestão, pretende, além de reorganizar o Ronda do Quarteirão, valorizar a carreira do servidor público da segurança pública revendo as distorções salariais. Eliane Novais (PSB) defende a implantação do Pacto pela Vida – programa estadual criado em 2007 pelo governo do Pernambuco. Eunício Oliveira (PMDB) promete, caso seja eleito, ampliar a atuação do grupamento Raio para o interior do Estado, além de nomear 1.500 novos servidores e unificar as polícias.
Pesquisador do Laboratório de Estudos da Violência, (LEV) da Universidade Federal do Ceará (UFC), Ricardo Moura, afirma que, em linhas gerais, as promessas dos postulantes ao Palácio da Abolição representam uma continuidade da atual política de segurança. O problema, para ele, é não se perceber uma estratégia inovadora, assim como aconteceu em 2006, quando o governador Cid Gomes (Pros) foi eleito prometendo a implantação do Programa Ronda do Quarteirão.
Segundo destacou, os candidatos precisam apresentar um plano estadual de segurança, o que, de acordo com ele, já se observa em estados vizinhos, mas ainda não se percebe com clareza do Ceará. “Falta avançar”, disse, acrescentando que, em parte, Eliane Novais segue uma bandeira diferenciada. Entretanto, sem muita clareza. Da mesma forma, o candidato Ailton Lopes que, apesar de defender bandeiras próximas do partido, ainda não traz algo de inovador.
POLÍTICA INTEGRADA
“São coisas pontuais, com atuações na área de polícia ostensiva”, disse o professor Vasco Furtado, criador do Portal Wikicrimes. Ele também concorda que uma boa medida seria a apresentação de um plano de segurança, em que, segundo ele, esteja presente o ataque à problemática em diversos focos, integrando, além de gestão, ações de segurança e políticas sociais, uma vez que a raiz do problema é mais complexa.
Segundo ressaltou, deste ponto de vista, as promessas ainda não fazem parte do discurso. Para ele, não basta que os candidatos simplesmente subam no palanque com promessas de mudanças, mas sim chamem a atenção com discursos diferenciados e que apontem como essas mudanças serão feitas. O professor vê a ação conjunta como uma boa medida para médio prazo. E admite que os resultados nesta área sejam difíceis.

Mexicanos agressores têm que voltar pra cadeia, pensam alguns cearenses


Juiz nega pedido de revogação de medidas cautelares a mexicanos
O juiz titular da 2ª Vara Criminal do Fórum Clóvis Beviláqua, Antônio José de Norões Ramos, negou pedido de revogação das medidas cautelares impostas a mexicanos acusados de terem agredido dois advogados cearenses em junho deste ano, durante a Copa do Mundo em Fortaleza.
O pedido de reconsideração parcial foi apresentado durante audiência de instrução do processo, sexta-feira (22), pelos advogados de defesa de Diogo Malan e Henrique Garcia Ferreira de Souza. Conforme o TJ, os advogados alegaram “ausência de previsão legal da medida cautelar de proibição de ingerir bebida alcoólica”; “desproporcionalidade entre o número de medidas impostas, a gravidade do delito e as favoráveis condições pessoais dos requerentes”; e “ausência de explicitação da finalidade legal das medidas cautelares”.
Ao analisar o pedido, o magistrado afirmou ser possível aplicar restrições cautelares diversas das que estão previstas no Código de Processo Penal, “desde que adequadas ao fim de resguardar o efeito prático do processo”.  Em relação à alegação de desproporcionalidade, o juiz avalia que, levando em consideração a violência da ação e a extensão das lesões provocadas, as medidas são “adequadas para evitar reiteração delitiva, novas investidas contra as vítimas e a real possibilidade de os réus escaparem deste país”.
MEDIDAS
As medidas cautelares foram estabelecidas no dia 20 de agosto, em substituição à prisão preventiva, após a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) ter concedido habeas corpus aos acusados no dia 18 deste mês.
Foi determinado que eles deverão comparecer à vara a cada 15 dias para informar e justificar suas atividades. Além disso, não poderão se ausentar de Fortaleza sem autorização judicial, deverão se abster de entrar, permanecer e frequentar locais de entretenimento coletivo (tais como bares, casas de show etc.) e devem se recolher às 19h30, podendo sair a partir das 6h. O juiz proibiu ainda a ingestão de bebidas alcoólicas e contato com as vítimas e familiares destas.
CRIME
Os quatro mexicanos (Sérgio Israel Eguren Cornejo, Mateo Codinas Velten, Rafael Miguel Medina Pederzini e Angel Rimak Eguren Cornejo) são acusados de espancar dois advogados cearenses após assediarem a esposa de uma das vítimas na noite do dia 29 de junho. O crime ocorreu na Avenida Monsenhor Tabosa, em Fortaleza, após a derrota da seleção do México nas oitavas de final da Copa do Mundo.

E tinha quem não sabia o que era uma ponte estaiada


AL aprova construção da Ponte Estaiada
Com 25 votos a favor e seis contra, duas matérias referentes ao novo sistema viário do estado do Ceará, que compreende a construção da Ponte Estaiada, foram aprovadas, ontem, na Assembleia Legislativa do Ceará. Com a aprovação, o Estado fica autorizado a utilizar 1% dos recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE) com a iniciativa privada, para construção do equipamento. Já a segunda proposta, com votação semelhante (26 votos a favor e seis contra), é relativa à doação do terreno de 36.370,68m² para as empreiteiras OAS e Marquise, vencedoras do processo licitatório.
“Nós assistimos, hoje, a um dos maiores absurdos com o formato de legalidade”, rechaçou o líder do PV na Casa, Roberto Mesquita, que votou contrário ao projeto. Além de questionar os valores para a construção da Ponte Estaiada, que soma mais de R$ 200 milhões, Mesquita também criticou a construção do Mirante, que pertence ao mesmo projeto, no valor de R$ 60 milhões. “O governador, que pensa de forma megalomaníaca, no final da Ponte Estaiada, resolveu construir um Mirante onde já existe o Centro de Eventos e shopping centers”, criticou.
Roberto Mesquita, que fez questão de justificar seu voto na tribuna, ressaltou que, além de utilizar recursos do Tesouro, a Parceria Público-Privada (PPP) vai permitir que a empresa Marquise e a OAS sejam responsáveis pela manutenção do Mirante, tendo o direito de comercializar as lojas e restaurantes do equipamento caso as empresas não aufiram lucros, o Estado poderá aportar, como forma de seguro, até R$ 12 milhões por ano para as empresas.
Já o líder do Governo, José Sarto (Pros, defendeu os equipamentos, pontuando que a Ponte Estaiada ligará a Praia do Futuro ao bairro Água Fria, resolvendo o grande gargalo da região, marcada por congestionamentos.
Os deputados aprovaram as matérias durante a única sessão da semana realizada pela Assembleia Legislativa no período eleitoral, uma vez que, nos outros dias da semana, os parlamentares seguem o chamado recesso branco.
FÉRRER
Na votação, a manifestação favorável do deputado Heitor Férrer (PDT) chamou atenção.  “Se você tem uma ponte, que passa por cima dessa mata e não vai destruir o meio ambiente, não há por que votar contrário”, justificou, afirmando ser natural questionar os valores aportados. “Mas há informações, e a expectativa de que esses recursos serão transferidos pelo governo federal, o que minimiza o problema”, disse.


SECRETARIA DE GRANDES EVENTOS
Outra matéria aprovada e que gerou polêmica diz respeito à mudança do nome da Secretaria da Copa (Secopa) para Secretaria Especial dos Grandes Eventos Esportivos (Sege). A priore, a secretaria foi criada para coordenar os trabalhos referentes à Copa do Mundo. Já a Sege, além de construir o Centro Formação Olímpica, garantirá a promoção e divulgação de outros eventos tanto no âmbito nacional como internacionais.
FIOCRUZ
Também foi aprovada a instalação da indústria Fiocruz, no munícipio de Eusébio, que fomentará a economia cearense, fabricando materiais farmacológicos, como vacinas médicas.

Capa do jornal O Estado(CE)


Coluna do blog



Eu falei...ela vai explodir o PSB
A briga entre Carlos Siqueira, que já se afastou da campanha, foi para valer – e feia. Quando a candidata Marina Silva tentou se aproximar dele, depois de dizer que “a senhora não precisa me demitir porque eu já estava de saída”, Siqueira subiu o tom de voz: “A senhora não me toque! A senhora não me conhece! A senhora acha que sabe de tudo, mas não sabe nada! Essa coligação só não implodiu antes porque eu segurei muita coisa!”. Não estava mentindo: ele já havia contornado episódios anteriores de outros socialistas que não toleram Marina, obedecendo a recomendações do próprio Eduardo Campos para conciliar. Os primeiros desentendimentos no controle da campanha de Marina já começaram a ter desdobramentos em alianças estaduais. Em Alagoas, o candidato Benedito Lira rejeita a nova candidata – e é rejeitado por ela, devendo desembarcar no palanque de Aécio Neves. No Mato Grosso do Sul, Nelson Trad, candidato ao governo, acaba de se declarar independente e José Ivo Sartori, no Rio Grande do Sul, deverá fazer a mesma coisa. Em São Paulo, serão fechados os 36 comitês Edualdo, da campanha conjunta de Campos e Geraldo. Ela acha que essa debandada não interferirá nas intenções de voto, que ainda poderão subir mais. O tempo dirá.  A própria deputada federal Luzia Erundina (PSB), agora dividindo a coordenação da campanha com Walter Feldmann (sem partido), já havia levantado a hipótese de Marina assinar uma carta mínima de compromissos com o partido. Ela não quer nem saber: recusa-se a assinar qualquer coisa e nem admite voltar ao assunto. A declaração a favor da autonomia do Banco Central foi uma tentativa de demonstrar que cumprirá a agenda de Eduardo Campos. Até socialistas do primeiro time já esperavam, à qualquer momento, um arranca-rabo entre Marina Silva e algum alto dirigente do PSB. Só que Carlos Siqueira saiu na frente: o mais cotado nas apostas era o presidente do partido, Roberto Amaral. Siqueira é presidente da Fundação João Mangabeira e também foi amigo de Miguel Arraes. Era o responsável pelo fechamento de vários acordos estaduais. Detalhe: as novas apostas voltam para Roberto Amaral, que poderá ser o segundo a explodir. Eu avisei.

A frase: “Essa senhora não serve para comandar o país. Ela que vá mandar na Rede dela.” Carlos Siqueira, ex-homem-forte de Eduardo Campos, se afastando da campanha.

O inverno é bom (Nota da foto)
Ninguém, ou quase ninguém, na roça, onde a seca de chuva é braba, tem reclamado aos candidatos a penúria do carro pipa que um zé ruela disse um dia que acabou no Ceará. É tanto dinheiro comprando voto que vira um bom “inverno”.

Mar menino!!!
Em sua aparição da TV quando anunciou os convocados da seleção brasileira, o técnico Dunga ostentava cabelos pintados na cor castanho. O cabeleireiro de Dunga é Daniel Oliveira, que tem salão no Leblon, no Rio.

Famosos e banhos gelados
Em pouco mais de uma semana, as doações no Brasil chegaram a R$ 125 mil. Nos Estados Unidos, em menos de um mês, alcançaram US$ 41,8 milhões (cerca de R$ 91 milhões). Ê ê, liseira!

Foi O Globo que viu
“...cerca de 50 obreiros - colaboradores da igreja - e pastores se posicionavam com sacolas vermelhas com fios dourados e máquinas de cartão de crédito. O dízimo pode ser parcelado no cartão sem juros”. No novo templo da Universal, em São  Paulo.

Nós no leilão de energia
No fim de setembro – a Servtec Energia, sob comando do nosso Lauro Fiúza Jr, participará com projetos de geração eólica – em Acaraú, Itarema e Ibiapina, no Ceará. Com energia solar, Laurinho vai à banca na Bahia.

Melhor um duplex
Recentemente, em Miami, ouvi de José Tony Ruano, autor do livro “Manual Práctico de compra,venta y administración.” que botar dinheiro na poupança americana é burrice. Não dá lucro nadica de nada, e sugere compra de um duplex, enquanto faz contas.

Assim...
Com U$100 dólares no banco, no fim de um ano, o gringo vai lucrar US$0,25 centavos.Se pegar o dindim e comprar um duplex para alugar, depois de tudo pago,impostos, seguros e depreciação, ainda assim fica um lucro de 8,73% ao ano.

Descoberta
Descobri essas cifras ao saber, na Flórida, de brasileiros donos de casas e apartamentos. Uns para veranear ou até aplicar longe do leão, outros para alugar e botar dinheiro nem sempre contabilizado longe das narinas da fera. É ir lá. Todo mundo pode.

A história da história
No dia 19 de junho de 2013, aqui em Fortaleza, CE, os jogadores brasileiros por pouco não entraram no campo do Castelão fazendo o gesto do punho cerrado dos  Panteras Negras. Seria um apoio aos milhões de brasileiros que tomavam as ruas.Descoberta do Ancelmo.
 
Hino à capela...
No final, a turma optou por mandar mensagens pelas redes sociais, como fez Neymar, que, num “post”, disse que, a partir daquele jogo, contra o México, pela Copa das Confederações, entrava “em campo inspirado por essa mobilização... #TamoJunto”.  Foi o jogo também em que o público inaugurou a onda de cantar o hino nacional à capela.
 
O gigante acordou...
 Naquele dia, os governos de São Paulo e Rio, sob pressão, anunciaram a redução das passagens dos ônibus. No dia seguinte, cerca de l,4 milhão de pessoas foram às ruas em 120 cidades. De lá pra cá, você sabe...