quinta-feira, 26 de abril de 2018

PSB em Iguatu

O presidente do PSB Ceará e deputado federal, Odorico Monteiro, lança neste sábado (28), Ato de Filiação do partido na região do Sertão Centro Sul, na cidade de Iguatu, no Hotel Diocesano, às 8h. O Ato faz parte da campanha estadual do partido, lançada em março, que tem como meta atingir a marca de 40 mil filiações até o final do ano.
No ato, estarão reunidos lideranças locais, movimentos sociais e direções municipais da região. Além disso, Odorico Monteiro, também, realiza plenária do Mandato Popular, uma forma de prestação de contas do que foi feito em seu primeiro mandato.
O Partido Socialista Brasileiro (PSB) assume sua posição de centro-esquerda e busca resgatar as raízes históricas do partido. Em âmbito estadual, Odorico Monteiro, presidente da sigla no estado, reafirma o apoio à reeleição do governador, Camilo Santana (PT), nas eleições deste ano.

Exercício de paciencia

Filas no aeroporto voltam a ultrapassar as duas horas

Filas no aeroporto de Lisboa em 2017

Há um ano que SEF e ANA falham em encontrar uma solução. Com o verão à porta, operadores turísticos estão alarmados.
As barras a vermelho - que representam filas de espera superiores a uma hora - destacam-se em março na tabela de monitorização do aeroporto de Lisboa, a que o DN teve acesso. Em 17 dias do mês de março e 14 em fevereiro houve demoras de mais de 60 minutos no controlo de passaportes nas chegadas ao aeroporto de Lisboa. Em quatro desses dias, os picos de espera atingiram mais de duas horas.
Os turistas desesperam e, segundo fontes aeroportuárias, "já quase houve casos de motim, porque há muita gente a perder os voos de ligação". Isto além de, sublinham, "terem acabado de fazer voos transcontinentais e muito longos, e a última coisa que desejam é estar horas para passar o controlo da fronteira".
Há cerca de um ano, quando o problema começou a evidenciar--se, sobretudo para os turistas provenientes de países fora do espaço Schengen, o SEF anunciou um reforço de inspetores neste aeroporto e o Ministério da Administração Interna comprometeu-se a encontrar uma solução com a ANA, empresa que gere a infraestrutura. A avaliar por estes novos números, falharam nesse objetivo. Mas o SEF ignora os tempos máximos de espera, que preocupam os operadores, e refuta o problema apresentando os "tempos médios". Em resposta ao DN, a direção desta polícia de fronteiras sublinha que "a função do SEF é garantir, em qualquer circunstância, a segurança do controlo efetuado na fronteira, seja no aeroporto de Lisboa seja noutra fronteira qualquer, independentemente dos tempos que estiverem associados e cumprindo rigorosamente todos os padrões europeus e internacionais em matéria de segurança". Sustenta que "os picos referidos são situações pontuais, como por exemplo na época da Páscoa, no mês março", e que neste mês "o tempo médio de espera é de 12 minutos nas chegadas (inferior a 2017), e a monitorização de abril revela melhoria dos indicadores". A ANA não quis comentar.
Esta visão do SEF não tem a solidariedade dos operadores. Em causa estão principalmente os voos de EUA, Canadá e China - destinos em que o turismo nacional tem feito uma grande aposta - que chegam às primeiras horas da manhã e encontram parte das boxes do SEF vazias.
A monitorização dos tempos máximos demonstra um agravamento da situação, tendo em conta os valores identificados em iguais períodos de 2017, 2016 e 2015. Nestes anos houve, em março, 13 dias em que o tempo de espera ultrapassou uma hora, apena um em 2016 e outro em 2015. Só em janeiro se sentiu uma melhoria face a igual mês dos anos anteriores, com apenas quatro picos de mais de uma hora em 2018 face aos 11 de 2017 e a um único em 2015 e 2016.
Os operadores turísticos estão alarmados com a chegada do verão, período durante o qual o aumento de turistas é inevitável. No primeiro trimestre deste ano, segundo números da ANA, o crescimento de passageiros foi de 16% e, segundo o presidente da TAP, David Neeleman, a companhia vai continuar neste ano a apostar no mercado norte-americano, com a abertura de novas rotas, nomeadamente para Montreal, no Canadá, e São Francisco.
"Esta é uma situação altamente prejudicial para o turismo na medida em que é também a primeira impressão que um turista retira de um destino turístico. Sujeitar um passageiro que aterra em Lisboa após várias horas de viagem a uma espera superior a uma hora compromete imediatamente a sua experiência. E é preciso não esquecer que o turismo vive de experiências", afiança Francisco Calheiros, o presidente da Confederação do Turismo de Portugal.
Este alto responsável confirma que, segundo "a informação recolhida" junto dos associados da CTP, "o problema dos tempos de espera dos passageiros no controlo do SEF no aeroporto de Lisboa continua a arrastar-se". De acordo com Francisco Calheiros "existem 16 cabinas do SEF que não estarão sempre todas operacionais, o que provoca longas filas sobretudo nos momentos em que aumentam os fluxos de passageiros provenientes de fora do espaço Schengen".
Segundo o SEF, o aeroporto tem hoje mais 33 inspetores do que no ano passado. Isto num total de 180. Menos 50 do que no verão de 2017. "Se não há eficiência não é pela quantidade de funcionários que o problema se resolve", diz o secretário-geral da Associação das Companhias Aéreas em Portugal (RENA). António Moura Portugal não desdramatiza as palavras de Francisco Calheiros: "Temos de um lado os operadores turísticos a promover Portugal lá fora, as companhias aéreas a criar novas rotas que passem por Lisboa e o SEF, as tutelas do governo e o responsável pela infraestrutura a remar para outro lado. É inconcebível. Quem passa por aquelas filas dificilmente volta a Portugal. Os turistas não querem saber de quem é a culpa. Para eles é o país que merece a sua crítica."
Há um ano, o Sindicato da Carreira de Inspeção e Fiscalização do SEF dedicou o seu congresso a este tema, denunciando a falta de inspetores e a necessidade de a ANA melhorar a infraestrutura. O presidente Acácio Pereira diz hoje que "enquanto as entidades responsáveis não se sentarem à mesma mesa, o problema não se resolve".
O Sindicato dos Inspetores de Investigação, Fiscalização e Fronteira, cujo presidente, Renato Mendonça, presta serviço no Aeroporto Humberto Delgado, adianta: "Se o volume de trabalho cresceu 150% nos últimos anos e o efetivo pouco mais de 20%, é normal que os serviços não consigam dar resposta. É uma impossibilidade matemática."

Coluna do blog

Gostar ou não gostar
A vida é uma questão de gosto. Tem quem goste de camarão e tem quem goste de lagosta. Tem quem goste só de cachaça e tem quem goste só de uisque a partir de 15 anos de envelhecimento. E tem quem jogue um bolão com uisque, pinga, cerveja, conhaque, zinebra ou rabo de galo. Cada qual no seu cada qual. Por isso existe um negócio chamado democracia que dá a cada um o direito sagrado de gostar do que gosta assim como de dar opinião sobre coisas que lhe podem, ou não, afetar a vida. Nos últimos meses os frequentadores do Mercado São Sebastião, um simpático centro de abastecimento de Fortaleza tem sofrido modificações. Bancas se esmeram nas apresentações das frutas, outras arrumam seus atendentes, mais algumas até vendem alho já descascado o que é de grande ajuda a cozinheiros amadores. Pois bem; panelas qeu viram espelhos nos lugares de comida agora são lugar comum. Mesas novas limpas de quando em vez com álcool. Essas coisas que chamam a atenção de quem anda por este mundo de meu Deus e conhece as coisas. Só não deu pra entender a venda de bebidas alcoólicas na área de alimentação do mercado. Era proibido. A proibição caiu. Mêdo? Não, medo,não. Só que parece incompativel um centro comercial daquele porte e daquele nivel com álcool misturado. Nem todo mundo tem controle de suas emoções com o juizo afetado pelo álcool. Foi isto que se ouviu na madrugada do São Sebastião que já foi um dia lugar pra restaurar a cachaça da noite anterior e que virou point de continuidade da festa. Sei, não, viu!

A frase: “Nós derrotamos a ditadura, derrotamos a hiperinflação, acho que estamos vencendo a pobreza extrema e acho que o último, a última missão da nossa geração é reduzir, expressivamente, a corrupção a padrões residuais que existem em toda parte do mundo”. Luiz Roberto Barroso, Ministro do Supremo em palestra no Ceará.

Ler é o melhor remédio (Nota da foto)
O vereador Salmito Filho (PDT), presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, inaugurou, com a presença do prefeito Roberto Cláudio, do ministro do Supremo Tribunal, Roberto Barroso, e outras autoridades, a nova Biblioteca do Legislativo municipal, denominada de José de Alencar, ampliada com  novos volumes sobre os mais diversos temas, especialmente os relacionados à administração pública.(Foto de José Leomar)

Desmazelo
Sabe aquela praça no centro de Fortaleza,onde era a Secretaria de Segurança? Virou um caos. Está semi destruida, mas aqui cabem explicações.

Um
As pedras portuguesas de seu piso estão em 100% arrancadas. O estacionamento à sua volta é um desrespeito à cidadania.Filas duplas e até tríplices de veículos.

Dois
Reserva de mercado para o estacionamento de carros particulares. A AMC não passa por lá pra limitar, muito menos multar pelos abusos.

Três
Na noite, na madrugada, na manhã, na tarde, a qualquer hora há um drogado se drogando nos bancos destruidos da praça. Uma coisa vergonhosa.

Canto de carroceria
Diz que tem candidato levando canto de carroceria pra tudo quanto é canto. Pra onde se achega tem um sai pra lá. Deve ser horrível...ce sabe.

Papocou
O dolar anda correndo atrás de algum prejuizo. Ontem bateu todos os recordes em cerca de ano e meio. Beirou os quatro reais. Instabilidade política ou da economia?

Cearense-pernambucana
Neta de Miguel Arraes, vereadora no Recife e cheia de carisma, Marília Arraes poderá sair candidata ao PT ao Governo de Pernambuco.

Patriota
Gonzaga Patriota, deputado federal do PSB acha que Marília terá chances sim, mas se aceitar a coligação com o partido dele. Lembre que Arraes deixou o PSB na bronca com o primo Eduardo que morreu em acidente aéreo e foi pro PT.




Cegos no futebol

MPF e instituições parceiras implementam projeto de acessibilidade ao esporte
Projeto piloto leva pessoas com deficiência visual a estádio para assistirem a partidas de futebol

O projeto piloto Esporte Acessível, realizado pelo Ministério Público Federal (MPF) e mais 12 instituições públicas e privadas, está promovendo a inclusão de pessoas com deficiência visual - alunas ou assistidas pelo Instituto dos Cegos do Ceará -, nos jogos de futebol realizados no Estádio Castelão, em Fortaleza (CE).

Em termo de ajustamento de conduta firmado em 2017, com a Procuradoria Regional do Direitos do Cidadão (PRDC), órgão do MPF, as instituições se comprometeram a adotar medidas para garantir, além da ida daquelas pessoas cegas ao Castelão, também as ações para assegurar toda a estrutura que elas precisam para aproveitar ao máximo a experiência proporcionada pelo jogo.

Os primeiros beneficiados do projeto, cuja duração prevista é de um ano, assistiram ao jogo no domingo, dia 22, entre Ceará e São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. Contaram com transporte até a Arena Castelão, estacionamento em vaga reservada, acomodação em Camorote e receberam lanche. Todos usavam camisas do Ceará Sporting Clube, com seus respectivos nomes gravados em braile. Tiveram acesso ao gramado e chutaram bola ao gol, depois acompanharam toda a partida com serviço de áudio descrição – narração diferenciada que traduz a imagem visual de uma forma acessível às pessoas que de outro modo não teriam condições de acessar plenamente o evento.

A procuradora regional dos Direitos do Cidadão, Nilce Cunha, e o procurador da República Márcio Torres acompanharam o grupo durante todo o tempo do evento, constatando o efetivo cumprimento das condições firmadas no TAC. “Avalio de forma muito positiva o primeiro dia do projeto, pois foi muito gratificante ver a emoção e alegria de todos, jovens e adultos, participantes, e conferir que tudo correu bem, as instituições parceiras cumpriram fielmente com a parte que lhes cabia e assim obtivemos pleno sucesso”, afirma Nilce.

São parceiras do MPF no projeto: Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Cedef), Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para os Idosos e as Pessoas com Deficiência, Secretaria Estadual de Esporte, Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social, Ceará Sporting Clube, Fortaleza Esporte Clube, Arena Castelão Operadora de Estádios S/A, Sociedade de Assistência aos Cegos (Instituto dos Cegos), Unimed Fortaleza Sociedade Cooperativa Médica Ltda e Federação Cearense de Futebol.

Em Juazeiro...

Edital de licitação para reforma e ampliação do Hospital Maria Amélia será publicado nesta quinta-feira, 26

Será publicado nesta quinta-feira, 26, no Diário Oficial, o edital de licitação para a reforma e ampliação do Hospital Infantil Maria Amélia Bezerra de Menezes, de Juazeiro do Norte. O equipamento será referência no Estado do Ceará, com investimentos em torno de R$ 4,5 milhões. O projeto será realizado por meio de convênio da Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte com o Governo do Estado do Ceará. O processo dura em média 60 dias.
 A melhoria do atendimento à saúde tem sido uma das grandes preocupações do Prefeito Arnon Bezerra, que, através do trabalho das Secretarias de Saúde e de Infraestrutura, tem realizado todos os encaminhamentos necessários para que a tão aguardada reforma do hospital, único voltado para o atendimento infantil na região do Cariri, seja iniciada o quanto antes.
Mais leitos
A reforma inclui a ampliação de 20 para 50 leitos, sendo 40 leitos clínicos e 10 leitos cirúrgicos. Serão 02 salas de cirurgia, 03 leitos de recuperação pós-anestésica, sala de medicação com 40 poltronas, 10 leitos de observação, refeitório individualizados para pacientes e funcionários, estação de tratamento de água, urgência pediátrica com sala de estabilização, raio x, pequena cirurgia, repouso médico e sala de gesso.
Todos os leitos contarão com acomodação para as mães. A nova estrutura ainda terá Central de Material Esterilizado, auditório para alunos das faculdades, capela, recepção social separada da urgência, ambulatório pediátrico equipado com recepção e área de recreação, ambulatório de desnutrição, além de testes do pezinho, ouvidinho, orelhinha e olhinho.
Conforto e tratamento qualificado
Com a reforma, será possível proporcionar todas as condições de conforto e tratamento qualificado para as crianças, garantindo ainda melhores condições de acompanhamento.  A intenção é tornar o Hospital Maria Amélia referência para o Estado em atendimento infantil. O Prefeito Arnon Bezerra, que tem acompanhado cada passo desse projeto, afirma que a Hospital além de ser dotado do que há de melhor para os atendimentos, também será um dos melhores em estrutura.

Delegado afastado

Delegado é afastado de cargo por 60 dias em operação do MP

Por suspeita de corrupção passiva o delegado Romério Moreira de Almeida foi afastado do cargo por 60 dias. O cumprimento de mandados de busca e apreensão na casa do titular do 34º Distrito Policial (DP) foi determinado pelo juiz da 8º Vara Criminal de Fortaleza, Henrique Granja.
Divulgação

Em parceria com a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado (CGD), o Ministério Público do Estado do Ceará realizou a Operação “Renault 34”, por meio do Núcleo de Investigação Criminal (Nuinc). Fariam parte de um suposto esquema criminoso o delegado Romério Moreira, o advogado Hélio Nogueira Bernadino e o detento Anderson Rodrigues da Costa.
Foram cumpridos também mandados de busca e apreensão no escritório e casa do advogado Hélio Bernardino, e na cela onde fica Anderson Rodrigues, na Unidade Prisional Desembargador Francisco Adalberto Barros de Oliveira Leal, conhecida como Carrapicho, no município de Caucaia, região Metropolitana de Fortaleza.

Romário perde gol quase feito

TSE proíbe Romário de concorrer ao Senado na metade do mandato. Ideia era abrir vaga para suplente

José Cruz / Agência Brasil
Senador do Podemos é cotado para disputar o governo do Rio

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou nesta terça-feira (24), a hipótese constante da consulta do senador Romário (Podemos-RJ) sobre a possibilidade de um mandatário do Senado interromper seu mandato de oito anos, na metade, para concorrer ao mesmo posto. A ideia do ex-jogador de futebol era permitir ao seu primeiro suplente, João Batista da Rocha Lemos, assumir a cadeira na Casa e exercer a função pelos próximos quatro anos. Como se sabe, suplentes não recebem votos nas eleições.
Relator da consulta no TSE, ministro Luís Roberto Barroso, apontou duas razões centrais para declarar a ilegalidade da manobra. Caso a ideia fosse aprovada pela Corte, alegou o magistrado, a escolha popular seria desrespeitada, além de que estaria afrontado o propósito de renovação na Casa legislativa. Enquadrado na categoria “candidatos celebridade” quando se elegeu para a Câmara, em 2010, o parlamentar ainda goza de popularidade e teria boas chances de se eleger caso o tribunal lhe permitisse – assim, poderia ficar, ao todo, por 12 anos no Senado caso completasse o segundo mandato consecutivo sem ter completado o primeiro, algo inédito.
“Permitir que um senador que ainda tenha mais quatro anos de mandato deixe o cargo para o suplente é fraudar a vontade popular e o mandamento constitucional, que exige a renovação da composição do Senado a cada quatro anos”, declarou Barroso, apoiado de maneira unânime pelos outros seis ministros do TSE.
Eleito em 2014 para o Senado depois de quatro anos na Câmara, Romário tem mandato a cumprir até 2023. O representante do Podemos também é cogitado para a disputa ao governo do Rio de Janeiro, e em março anunciou sua pré-candidatura para o posto – depois, vale registrar, da consulta ao TSE.

PSB em Iguatu

O presidente do PSB Ceará e deputado federal, Odorico Monteiro, lança neste sábado (28), Ato de Filiação do partido na região do Sertão C...