sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Doleiro que vendeu a 2,50 agora compra a 2,38. É o "feito Dilma presidenta?"

Dólar tem maior queda diária em um ano e fecha próximo de R$ 2,41

Um dia depois de o Banco Central (BC) aumentar os juros básicos da economia, o dólar teve o maior recuo em mais de um ano. O dólar comercial caiu 2,45% na sessão desta quinta-feira (30), fechando em R$ 2,408 para venda. A cotação alcançou o menor valor desde o dia 14, quando tinha encerrado em R$ 2,401.
A queda de 2,45% é a maior registrada para um dia desde setembro do ano passado. Apenas nos últimos três dias, a divisa acumula recuo de R$ 0,12 (4,56%). A cotação passou a acumular queda de 1,64% no mês. A alta da moeda norte-americana caiu para 2,14% em 2014.
Nos últimos meses, as tensões associadas ao cenário internacional e às eleições presidenciais fizeram o dólar disparar. No exterior, o Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-americano, reduziu os estímulos monetários à maior economia do planeta, fazendo o dólar disparar em todo o mundo. Ontem (29), o Fed encerrou as injeções de dólares na economia mundial.

Opinião

Artigo do Jurista e Professor Luiz Flávio Gomes
 

Plebiscito ou referendo? Pelo fim das aberrações do sistema político

 
01. Mesmo antes do "juízo final" (26/10) já se sabia que o terceiro turno viria com a reforma política, onde será travada uma longa batalha entre uma vigorosa e pujante parcela da sociedade civil (que não suporta mais o patrimonialismo, o clientelismo, o fisiologismo e os privilégios dos "políticos profissionais") e o poder político instalado, totalmente deslegitimado, a começar pelos partidos que são corruptos ou muito corruptos para 81% dos entrevistados Ibope; o poder político também no nosso País se converteu no centro fulcral de um nefasto crime organizado que se formou entre os políticos e outros agentes públicos + agentes econômicos + agentes financeiros (que formaram uma troika maligna que representa os interesses das oligarquias inescrupulosas que se apoderaram de uma grande parcela das receitas do Brasil, sendo sintomas disso a Petrobrás, as licitações do metrô de SP, os mensalões do PT e do PSDB, o fisiologismo do PMDB etc.).

02. De que maneira vamos promover a reforma política? Desde logo, aprovando, sem perda de tempo, por lei e/ou por emenda constitucional, tudo que retrata um consolidado e majoritário consenso. É imenso aqui o espaço que se abre para a DDD (democracia direta digital), que colheria as manifestações da população em um Fórum Cidadão (do qual seria excluído liminar e peremptoriamente todas as baixarias de que os brasileiros somos capazes de expressar). Com a DDD ou sem ela, naquilo em que não houver esse consenso, abrem-se os caminhos do referendo e do plebiscito. Qual a diferença entre eles? A seguinte: pelo referendo o povo é consultado sobre uma lei já editada. Consoante o plebiscito o povo é consultado sobre algo ainda não votado pelo Parlamento.

03. Dentre tantas outras, Gaudêncio Torquato (Estado 19/10/14: A2) sintetizou algumas das aberrações do sistema político que deveriam ser desde logo eliminadas:

Reeleição. "Em democracias consolidadas a reeleição pode ser um eixo de aperfeiçoamento democrático, no entendimento de que o mandato de quatro anos seria insuficiente para um partido no poder concluir sua obra. Em países de instituições políticas e sociais em processo de consolidação, como é o caso do nosso, a reeleição bafeja os governantes, visto que, sem se afastarem do posto, eles usufruem o simbolismo e a força inerentes ao cargo. Essa alavancagem contribui para entortar a régua da igualdade entre disputantes. Um mandato de cinco anos sem reeleição cairia melhor na moldura de nossa democracia, pois propiciaria a renovação de mandatários e a oxigenação das estruturas governativas" (G. Torquato, citado). Nosso movimento popular (veja fimdareeleição.com.br) vai mais longe: somos pelo fim da reeleição em todos os cargos (executivo e legislativo). Com isso evitamos o pecaminoso e danoso político profissional, que é o que se perpetua na política corrupta, como se essa malignidade fosse o destino cruel e inevitável do Brasil;

Coligações nas eleições proporcionais (deputados e vereadores). Dos 513 deputados federais eleitos no último pleito, apenas 35 (6,8%) receberam votos suficientes para se elegerem sozinhos, sem as coligações ou quociente de legenda. Em 2006, 32 tiveram votação suficiente; em 2010, 35 seriam eleitos sozinhos. Não cumprimos no Brasil nem sequer a regra elementar do sistema representativo: eleição dos mais votados. Não é isso o que ocorre. As coligações nas eleições proporcionais tornam eleitos parlamentares por força de votos alheios. Continua em alta o "puxador de voto" (tipo Tiririca, Russomano, Maluf etc.). A representação democrática se enfraquece (fica deturpada). Veja o absurdo: Mendes Thame em SP recebeu 106 mil votos e não foi eleito (pelo PSDB); Fausto Pinato (PRB-SP, partido de Russomano) com 22 mil foi eleito;

Sociedade do espetáculo. É grotesco o espetáculo televisivo promovido pelos marqueteiros durante as campanhas, com desfile de caras, bocas e caretas sem nenhum significado institucional. Cada um se julga mocinho, herói, salvador da pátria, solucionador simplista dos problemas nacionais, benfeitor; diabo é o outro, o destruidor, o perverso, o corrupto; tudo isso tem que acabar prontamente;

Excesso de partidos políticos. A Câmara dos Deputados passa a ter 28 partidos a partir de fevereiro/15. A cláusula de barreira aprovada pelo parlamento caiu no STF (que acabou dando sua contribuição para a barafunda que avilta nossos olhos). O tempo de TV virou balcão de negócios (algo costumeiro nos partidos políticos pátrios). O Diap informou: com a cláusula de desempenho (de barreira) de 5% dos votos nacionais apenas 7 partidos sobreviveriam: PT, PMDB, PSDB, PSD, PP, PR e PSB (Ilimar Franco Globo 19/10/14: 2);

Senadores suplentes (os sem votos). Não só os menos votados são eleitos (por força das coligações): também estão no parlamento senadores sem votos. São os excrescentes suplentes (18 estão em exercício e mais 10 podem assumir a partir de fevereiro). Quase um terço do senado será composto por quem nunca recebeu nenhum voto (democracia representativa sem voto). São financiadores de campanhas, parentes ou apaniguados;

"Recall" (deseleição). Com urgência temos que aprovar a possibilidade de destituição do político do seu cargo quando se mostra incompetente ou desonesto. O escândalo da Petrobrás vai agora entrar em sua segunda fase. Vamos saber os nomes de todos os políticos envolvidos nas falcatruas (pelo que dizem, são muitos). O povo tem que ter o poder de deseleger os corruptos (ou seja: de decretar o "impeachment" do eleito).

04. Os mais conformados com nosso viciado sistema político objetam as profundas reformas que apoiamos afirmando que somos implacáveis adversários do sistema eleitoral, das eleições democráticas, do voto universal ou mesmo da vida institucional do País. Nada mais inverídico e falacioso, porque na verdade o que se vê é a verdade oprimida e o triunfo do vício, do escamoteamento, da pilantragem e da pilhagem. O mal tomou conta da política brasileira desde o momento em que esta passou a ser puro instrumento "democrático" das oligarquias decadentes (primeiro as rurais, hoje as urbanas e empresariais) que nunca (nem mesmo nas ditaduras) perderam as rédeas dos destinos da nação (apoiando-as no primeiro momento, para em seguida se enriquecerem mais de forma ilícita). Elas se julgam classes privilegiadas e, na prática, realmente contam com muitas vantagens fundadas nas desigualdades, incluindo-se a da impunidade. Se também esse mal acomete a vida política do Brasil, faz-se mister combatê-lo onde quer que se manifeste. Como dizia Timon (personagem de João Francisco Lisboa, Jornal de Timon), "se atarmos os braços a vãos receios e esperanças, deixando-nos atoar ao sabor dos acontecimentos, e aguardando que venha um novo Moisés com a mágica varinha abrandar o rochedo, e operar o milagre da regeneração, ficaremos para todo sempre transviados no deserto, sem jamais por os pés na cobiçada terra da promissão".
 
 
 
 
Confira todos os artigos do professor Luiz Flávio Gomes no institutoavantebrasil.com.br

Papa Francisco: estar do lado dos pobres é Evangelho, não comunismo

Terra, casa, trabalho: esses foram os três pontos fundamentais em torno dos quais desenvolveu-se o longo e articulado discurso do Papa Francisco aos participantes do Encontro Mundial dos Movimentos Populares, recebidos esta terça-feira na Sala Antiga do Sínodo, no Vaticano. O Pontífice ressaltou que é preciso revitalizar as democracias, erradicar a fome e a guerra, assegurar a dignidade a todos, sobretudo aos mais pobres e marginalizados.
Tratou-se de um veemente pronunciamento, ao mesmo tempo, de esperança e de denúncia. Um discurso que, por amplidão e profundidade, tem o valor de uma pequena encíclica de Doutrina Social. Ademais, era natural que os Movimentos Populares solicitassem este encontro com o Papa Francisco.
Efetivamente, na Argentina, como bispo e depois como cardeal, Bergoglio sempre se fez próximo das comunidades populares como as de "catadores de papel" e "camponeses". No fundo, nesta audiência retomou o fio de um compromisso jamais interrompido.
O Santo Padre evidenciou já de início, no discurso, que a solidariedade – encarnada pelos Movimentos Populares – encontra-se "enfrentando os efeitos deletérios do império do dinheiro".
O Papa observou que não se vence "o escândalo da pobreza promovendo estratégias de contenção que servem unicamente para transformar os pobres em seres domésticos e inofensivos". Quem reduz os pobres à "passividade", disse, Jesus "os chamaria de hipócritas". Em seguida, deteve-se sobre três pontos chave:"Terra, teto, trabalho. É estranho – disse –, mas quando falo sobre estas coisas, para alguns parece que o Papa é comunista. Não se entende que o amor pelos pobres está no centro do Evangelho." Portanto, acrescentou, terra, casa e trabalho são "direitos sagrados", "é a Doutrina social da Igreja".
Dirigindo-se aos "camponeses", Francisco disse que a saída deles do campo por causa "de guerras e desastres naturais" o preocupa. E acrescentou que é um crime que milhões de pessoas padeçam a fome, enquanto a "especulação financeira condiciona o preço dos alimentos, tratando esses alimentos como qualquer outra mercadoria". Daí, a exortação do Papa Francisco a continuar "a luta em prol da dignidade da família rural".
Em seguida, o Santo Padre dirigiu seu pensamento aos que são obrigados a viver sem uma casa, como experimentara também Jesus, obrigado a fugir com sua família para o Egito. Hoje, observou, vivemos em "cidades imensas que se mostram modernas, orgulhosas e vaidosas". Cidades que oferecem "numerosos lugares" para uma minoria feliz e, porém, "negam a casa a milhares de nossos vizinhos, incluindo as crianças".
Com pesar, Francisco ressaltou que "no mundo globalizado das injustiças proliferam-se os eufemismos para os quais uma pessoa que sofre a miséria se define simplesmente 'sem morada fixa'".
O Papa denunciou que muitas vezes "por trás de um eufemismo há um delito". Vivemos em cidades que constroem centros comerciais e abandonam "uma parte de si às margens, nas periferias".
Por outro lado, elogiou aquelas cidades onde se "segue uma linha de integração urbana", onde "se favorece o reconhecimento do outro". Em seguida, foi a vez de tratar da questão do trabalho:"Não existe – ressaltou – uma pobreza material pior do que a que não permite ganhar o pão e priva da dignidade do trabalho." Em particular, Francisco citou o caso dos jovens desempregados e ressaltou que tal situação não é inevitável, mas é o resultado "de uma opção social, de um sistema econômico que coloca os benefícios antes do homem", de uma cultura que descarta o ser humano como "um bem de consumo".
Falando espontaneamente, ou seja, fora do texto, o Pontífice retomou a Exortação apostólica "Evangelii Gaudium" para denunciar mais uma vez que as crianças e os anciãos são descartados. E agora se descartam os jovens, com milhões de desempregados, disse ainda. Trata-se de um desemprego juvenil que em alguns países supera 50%, constatou. Todos, reiterou, têm direito a "uma digna remuneração e à segurança social".
Aqui, disse o Pontífice, encontram-se "catadores de papel", vendedores ambulantes, mineiros, "camponeses" aos quais são negados os direitos do trabalho, "aos quais se nega a possibilidade de sindicalizar-se". Hoje, afirmou, "desejo unir a minha voz à de vocês e acompanhá-los em sua luta".Em seguida, Francisco ofereceu sua reflexão sobre o binômio ecologia-paz, afirmando que são questões que devem concernir a todos, "não podem ser deixadas somente nas mãos dos políticos". O Santo Padre afirmou mais uma vez que estamos vivendo a "III Guerra Mundial", em pedaços, denunciando que "existem sistemas econômicos que têm que fazer a guerra para sobreviver": "Quanto sofrimento, quanta destruição _ disse o Papa –, quanta dor! Hoje, o grito da paz se eleva de todas as partes da terra, em todos os povos, em todo coração e nos movimentos populares: Nunca mais a guerra!"Um sistema econômico centralizado no dinheiro – acrescentou – explora a natureza "para alimentar o ritmo frenético de consumo" e daí derivam feitos destrutivos como a mudança climática e o desmatamento.
O Papa recordou que está preparando uma Encíclica sobre a ecologia assegurando que as preocupações dos Movimentos Populares estarão presentes nela. O Pontífice perguntou-se por qual motivo assistimos a todas essas situações:"Porque – respondeu – neste sistema o homem foi expulso do centro e foi substituído por outra coisa. Porque se presta um culto idolátrico ao dinheiro, globalizou-se a indiferença." Porque, disse ainda, "o mundo esqueceu-se de Deus que é Pai e tornou-se órfão porque colocou Deus de lado".
Em seguida, o Papa exortou os Movimentos Populares a mudarem este sistema, a "construírem estruturas sociais alternativas". Francisco advertiu que é preciso fazê-lo com coragem, mas também com inteligência. Com tenacidade, porém, sem fanatismo. Com paixão, mas sem violência". Nós cristãos, disse, temos um bonito programa: as Bem-aventuranças e o Cap. 25 do Evangelho segundo Mateus. Francisco reiterou a importância da cultura do encontro para derrotar toda discriminação e disse que é preciso uma maior coordenação dos movimentos, sem, porém, criar "estruturas rígidas":"Os Movimentos Populares – afirmou – expressam a necessidade urgente de revitalizar nossas democracias, muitas vezes sequestradas por inúmeros fatores." É "impossível", frisou, "imaginar um futuro para uma sociedade sem a participação protagonista da grande maioria" das pessoas.É preciso superar "o assistencialismo paternalista" para ter paz e justiça, prosseguiu, criando "novas formas de participação que incluam os movimentos populares" e "sua torrente de energia moral".
O Pontífice concluiu seu discurso com um premente apelo:"Nenhuma família sem casa. Nenhum camponês sem terra! Nenhum trabalhador sem direitos! Nenhuma pessoa sem a dignidade que o trabalho dá" – disse.Entre os participantes, no Vaticano, do encontro dos Movimentos Populares figura também o presidente da Bolívia, Evo Morales.
O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, explicou que, nesta ocasião, a visita do chefe de Estado boliviano não foi "organizada mediante os habituais canais diplomáticos" e que o encontro "privado e informal" no final da tarde desta terça-feira entre o Papa Francisco e o presidente deve ser considerado "uma expressão de afeto e proximidade ao povo e à Igreja boliviana e um apoio à melhoria das relações entre as Autoridades e a Igreja no país".

Aluguel residencial com aniversário em novembro e reajuste pelo IGP-M subirá 2,96%

Essa é a variação acumulada em 12 meses do indicador, que corrige a maior parte dos contratos de locação
O aluguel residencial em andamento com aniversário em novembro e correção pelo IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), da FGV (Fundação Getúlio Vargas), sofrerá atualização de 2,96%.
O IGP-M é um dos principais indicadores usados como referência para reajustes contratuais, por ser o primeiro a ser divulgado ainda dentro do mês de referência. Assim, a variação mensal de 0,28% no mês de outubro fecha o comportamento dos preços no período de 12 meses compreendido entre novembro de 2013 e outubro deste ano.
Para facilitar o cálculo do novo aluguel, o Secovi-SP (Sindicato da Habitação) divulga mensalmente fator de atualização, que no caso será de 1,0296. Por exemplo: para atualizar um aluguel de R$ 1.000,00 que vigorou até outubro de 2014, realiza-se a multiplicação de R$1.000,00 por 1,0296, que resultará em R$ 1.029,60, que é o aluguel de novembro a ser pago no final do mês de novembro ou início de dezembro.
Seguem os reajustes dos últimos meses:
Fatores de Reajustes de aluguel
• Contrato com aniversário em dezembro/13 e pagamento em janeiro/14: 1,0560
• Contrato com aniversário em janeiro/14 e pagamento em fevereiro/14: 1,0551
• Contrato com aniversário em fevereiro/14 e pagamento em março/14: 1,0566
• Contrato com aniversário em março/14 e pagamento em abril/14: 1,0576
• Contrato com aniversário em abril/14 e pagamento em maio/14: 1,0730
• Contrato com aniversário em maio/14 e pagamento em junho/14: 1,0798
• Contrato com aniversário em junho/14 e pagamento em julho/14: 1,0784
• Contrato com aniversário em julho/14 e pagamento em agosto/14: 1,0624
• Contrato com aniversário em agosto/14 e pagamento em setembro/14: 1,0532
• Contrato com aniversário em setembro/14 e pagamento em outubro/14: 1,0489
• Contrato com aniversário em outubro/14 e pagamento em novembro/14: 1,0354
• Contrato com aniversário em novembro/14 e pagamento em dezembro/14: 1,0296

Prefeito Veveu inaugurará 1 ª Etapa de restauração da Catedral de Sobral nesta sexta-feira, 31

O Prefeito Veveu inaugurará nesta sexta-feira, 31 de outubro, às 19h, a 1ª etapa das obras de restauração da Catedral de Nossa Senhora da Conceição (Sé). Em solenidade com a presença do Bispo Dom Odelir Magri, o Prefeito Veveu entregará à Diocese e à comunidade sobralense as obras concluídas. Em seguida será celebrada Missa em Ação de Graças e haverá apresentação da Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho.

Símbolo da religiosidade do povo sobralense e monumento tombado como Patrimônio Nacional, a igreja reabrirá para a comunidade com as reformas nas instalações hidráulica, elétrica, alvenaria e pintura e recuperação do telhado e forro concluídas, por meio de convênio entre Prefeitura e Ministério do Turismo, com investimentos de cerca de R$1,5 milhão. “Agradeço ao Deputado Padre Zé Linhares o empenho dele em conseguir os recursos necessários junto ao Ministério” destaca o Prefeito Veveu.

A segunda etapa de restauração da Igreja da Sé incluirá o restauro de imagens, vitrais, altar-mor e altares laterais, lustres e demais adornos do interior da igreja, que data do século XVIII (1778).

Em novembro de 2013, o Prefeito Veveu entregou à comunidade a Praça da Catedral, totalmente recuperada e com a recolocação do Cruzeiro datado de 1883, obra do ferreiro Alexandre Costa.

Bandidagem na cadeia

Polícia Federal e Receita combatem fraudes em Fortaleza

A Receita Federal e a Polícia Federal deflagraram hoje (30) a Operação Godfather, que resultou na prisão de integrantes de organização criminosa suspeita de desviar cerca de R$ 150 milhões do sistema financeiro, principalmnte em Fortaleza e Natal, nos últimos cinco anos.
Parte dos recursos montante resultou de transações feitas no Brasil de empresas sediadas em paraísos fiscais ou de instituições e pessoas físicas que operam com compra e venda de dólares (doleiros).
Nota divulgada pela Receita Federal informa que há indícios de prática de crimes como sonegação fiscal, gestão fraudulenta, formação de quadrilha e lavagem ou ocultação de bens, direitos ou valores.
Estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão em residências de investigados e em empresas supostamente ligadas à organização criminosa. Foram também decretados, pela Justiça Federal, o sequestro e o bloqueio de valores existentes em contas bancárias, em bolsas de valores e em instituições do mercado financeiro no Brasil em nome dos principais suspeitos.

Coluna do blog




Deu no jornal
“Cid cotado para Ministério da Educação em 2015, diz jornal - O governador do Ceará, Cid Gomes, é citado em matéria do jornal O Globo como possível nome para assumir o Ministério da Educação no segundo mandato de Dilma. Em matéria o jornal diz que Dilma admira os resultados adquiridos pelo governador Cid e destaca o programa Alfabetização na Idade Certa. Também foram citados como possíveis nomes para trabalhar com Dilma o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), o ex-ministro Miguel Rossetto e Aloizio Mercadante, da Casa Civil.” Pois bem; o governador Cid Gomes pediu a seu assessor Quintino, apurar por quanto sai a mudança dele. Levar seus pertences pra onde? Pra Brasília é que não é. Se Cid vai montar casa em Fortaleza é um pergunta que deveria entrar na grande pauta de especulações. Por enquanto, essa especulação aí, mal apurada, deveria juntar se Cid Gomes já alugou apartamento nos Estados Unidos para onde, e avisou, irá depois de concluir seu mandato. Cid tem lugar acertado no Banco Mundial onde vai fazer que nem a Unifor: aprender e ensinar.

A frase: “Barata esperta não atravessa galinheiro”. Sabedoria popular em tempos de pouca ração.

Heitor demarca atuação no novo mandato(Nota da foto)
O deputado Heitor Férrer fez pronunciamento na Assembleia Legislativa do Ceará com o objetivo de demarcar sua atuação parlamentar em relação ao próximo governo. "Estarei cobrando diuturnamente a execução do que foi prometido. E para o cumprimento dessas metas, faço um alerta: é preciso que sejam colocados no orçamento, através de emendas, os recursos para a execução das promessas", observou o deputado pedetista, reafirmando que sua atuação será de fiscalização dos atos do poder Executivo e cobrança permanente do cumprimento do prometido. Heitor Férrer elencou as promessas do governador eleito, Camilo Santana. - Abrir UPA em 26 cidades com mais de 50 mil habitantes - Construir hospital na Região Metropolitana de Fortaleza e no Vale do Jaguaribe. -Criar bolsa universitária para os estudantes nos primeiros seis meses de curso nas universidades públicas. -Realizar parcerias na iniciativa privada para oferecer estágio remunerado aos universitários das universidades, no semestre final de formação. -Implantação do Polo Metal Mecânico, com o aço da siderúrgica do Pecém. -Alarme gratuito para o comércio. -Expandir o Minha Casa Minha Vida, que tem déficit de 307 mil unidades.-Programa de substituição das casas de taipa. -Implantar 20 delegacias 24 horas. Pronto, agora resta ao Heitor deixar o Camilo tomar posse.


O irmão
Ciro Gomes, irmão do Cid Gomes, vai para a Europa. Fica lá um ou dois anos. E  não é tempo sabático, não. Ciro tem coisas de trabalho e estudos em Londres e/ou Frankfurt. Ê, ê!

Ivo, o educador
Aproveitando que estamos na república sobralense – se quiserem pode até ser reinado – Ivo Gomes, o irmão mais novo é doido por educação e poderia ficar com o legado da Izolda Cela e tocar o barco da educação mais bem sucedida do Brasil nos últimos tempos.

A Izolda?
Camilo Santana jamais perderia a oportunidade de ter sua vice por perto. No caso, ser vice, não é ser vice, é estar junto, participando. Izolda Cela deverá se transformar na Super Secretária da Secretaria Especial de Projetos Estruturantes. Me aguarde!!!

Os zangados
Além do pedetista Heitor Férrer, os deputados Danniel Oliveira (PMDB), João Jaime (DEM), Eliane Novais (PSB), Roberto Mesquita (PV) e Fernanda Pessoa (PR) fazem oposição ao governador Cid Gomes (Pros).

Os novos
Sem Eliane, a expectativa é de que os deputados Capitão Wagner (PR), Walter Cavalcante (PMDB), Agenor Neto (PMDB), Carlos Matos (PSDB), Renato Roseno (Psol) e Elmano de Freitas (PT) integrem o grupo que atuará para apontar falhas e cobrar explicações do governo.

Quem conhece
Walter Cavalcante é político velho e homem de grande formação religiosa. Não é de subir em palanque armado pelos outros e atacar feito cão ensinado. Agenor Neto é outro que não tem nada de raivoso. Fará oposição a Camilo quando lhe for interessante. Heitor já se sabe como é. É pão, pão, queijo, queijo.

Os demais...
Bem, os demais são raivosos. Esse tal de Capitão, invenção do derrotado a vice, Roberto Pessoa, para liderar soldados desavisados amotinados, não tem cacife político pra enfrentar o Governo. Carlos Matos dirá o que Tasso mandar. Renato Roseno sabe ler e escrever, o Poste é o poste.

E mais...
Daniel Oliveira, por fim eleito (é suplente e assumiu) vai dizer o que o tio Eunício mandar. João Jaime tem posições firmadas desde velhos tempos mas não é de comprar briga à toa e...ah, ia esquecendo Roberta Pessoa, é filha do vice derrotado por Izolda vai dizer o que meu papai mandar. E pegar corda do Capitão que ali não lidera ninguem.

Fala de teimoso
O prefeito de Juazeiro do Norte é de opinião que assuntos como as reformas política e tributária deverão estar na ordem do dia por ocasião da instalação dos trabalhos do novo Congresso Nacional no próximo ano. Esqueceu que não é mais deputado.

Sem cacife
No entendimento dele, não há mais por que ficar protelando tais discussões e lança uma pergunta: a quem interessa eleições a cada dois anos no Brasil?. Ele é defensor da coincidência das eleições, mandados de cinco anos e o fim da reeleição. Raimundão é perdedor; não pode dar pitaco no que não lhe pertence.

Pernambucano
Entusiasmado com o início do funcionamento dos módulos de embarque e desembarque do Aeroporto de Juazeiro do Norte, o prefeito Raimundo Macedo quer mais opções de vôos para o Cariri e o primeiro passo seria a continuidade da ligação aérea para Recife (PE).

É que...
... a partir do próximo dia 15 de novembro, a Gol Linhas Aéreas deixará de operar o vôo diário Recife/Juazeiro/Recife em troca de mais um vôo diário São Paulo/Juazeiro/São Paulo.

No muro
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez contato com o governador eleito do Ceará, Camilo Santana. No telefonema, que durou por volta de 20 minutos, Lula parabenizou Camilo pela eleição e o convidou para uma conversa em São Paulo. Vai ver ligou também pro senador Eunicio, em solidariedade, já que não desceu do muro na campanha.

Bom dia

Clube Militar defende democracia: 'A maioria decidiu'

Instituição pede respeito à decisão democrática das urnas em nota, que completa: "Não interessa que não seja a nossa opção. É a regra"
Divulgação
Clube Militar
Entidade defende a manutenção do sistema democrático e que povo cobre Presidenta
Botão Eleições 2014 
O Clube Militar, tradicional instituição fundada no século 19, divulgou uma nota em que afirma valorizar a decisão democrática das urnas nas eleições deste domingo 26. "A maioria decidiu. Não interessa que não seja a nossa opção. É a regra", traz o texto.
"Perder nunca é um fato facilmente aceitável, mas faz parte do jogo e da vida."
Depois do resultado do segundo turno, que reelegeu a presidenta Dilma Rousseff com 51,64% dos votos, diversos internautas alinhados com a campanha do candidato derrotado Aécio Neves têm se manifestado pelas redes sociais com mensagens de repúdio à decisão das urnas e mesmo menções a um impeachment. Eventos foram criados no Facebook convidando as pessoas a protestarem contra a decisão.
A nota do Clube Militar vai no sentido justamente contrário e exalta a decisão democrática. "A Democracia, caminho que defendemos ardorosamente, estabelece isso."
Confira abaixo a nota na íntegra:
"Perder nunca é um fato facilmente aceitável, mas faz parte do jogo e da vida. Derrotar-se é que não é aceitável.
O Brasil é nosso.
A Democracia, caminho que defendemos ardorosamente, estabelece isso. A maioria decidiu. Não interessa que não seja a nossa opção. É a regra.
Assim devemos exercer a nossa cidadania, exigindo do Governo a postura que consideramos correta, a transparência que até hoje foi sonegada, a competência que o País necessita, enfim, vamos fiscalizar.
Temos um Congresso e outras Instituições.
Não vamos baixar a cabeça.
Vamos continuar lutando pelo Brasil, cada um fazendo a sua parte.
Um Sócio Ilustre"

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Gaudencio volta já porém...


Vice-prefeitura segue sem gestor
Com o fim das eleições, a expectativa agora é para saber como será a volta do vice-prefeito Gaudencio Lucena (PMDB) para a prefeitura de Fortaleza, já que o prefeito Roberto Cláudio (Pros) trabalhou assiduamente na campanha de Camilo Santana (PT), adversário de Eunício Oliveira (PMDB) na disputa pelo governo do Ceará e também aliado de Cid Gomes (Pros) e Ciro Gomes (Pros), figuras com quem Gaudencio trocou diversas farpas durante toda a campanha eleitoral.
Gaudencio afastou-se da função de vice-prefeito, com suspensão de pagamento de seu salário, para cuidar da coordenação da campanha de Eunício, no inicio de agosto.
O Estado tentou apurar se o peemedebista já havia reassumido as funções de vice-prefeito. No entanto, os funcionários do gabinete divergem sobre seu retorno. Na recepção do gabinete da vice-prefeitura, a informação é de que Gaudencio só deverá retornar às atividades na próxima semana; já a secretária do vice garante que ele já retornou ao trabalho e que estava em uma reunião durante toda à tarde de ontem. Por este motivo, segundo afirmou, Gaudencio não poderia atender ao telefone. 
Assessores de Gaudencio também não souberam informar sobre sua volta, apenas garantiram que após a derrota de Eunício, o vice-prefeito havia se recolhido e, caso ele ainda não tenha retomado suas funções, deve estar fazendo isso no máximo até próxima semana.
Gaudêncio pronunciou-se na tarde de segunda-feira (27), através de sua página pessoal do Facebook, para agradecer aos eleitores do peemedebista e destacou que não irá medir esforços na fiscalização do novo governo.
“O momento é de agradecer aos mais de 2 milhões e 113 mil votos que recebemos do povo cearense, um povo que enfrenta as dificuldades com paixão e acredita em dias melhores e mais justos”, disse Lucena.
O vice-prefeito que, também pelo Facebook, teve uma série de desentendimentos com o governador Cid Gomes, logo no inicio da campanha, e trocou diversas farpas com seus adversários durante todo o processo eleitoral, disse ainda que não irá medir esforços para fiscalizar o novo governo. “A tarefa é árdua, mas não mediremos esforços na fiscalização e na cobrança daquilo que consideramos justo e necessário. Sejamos fortes para seguir nesta luta! Vamos juntos, unidos mais do que nunca, por um Ceará de todos”, exaltou.

Cid nega as invenções do canelau


Cid desmente ocupação no ministério e diz que irá para os EUA em novembro

Em entrevista nesta quarta-feira (29), o governador Cid Gomes minimizou especulações de que ele estaria cotado para ocupar ministério no 2º mandato de Dilma Rousseff (PT).
Cid reforçou que seu plano é passar um tempo fora do Brasil e que vem atuando no sentido de trabalhar no Banco Interamericano para o Desenvolvimento (BID). O governador afirma que deverá viajar aos Estados Unidos em novembro, ainda durante o mandato.
“Meu plano pessoal é passar uma temporada fora do Brasil. E nesse sentido eu já tenho trabalhado. Anteontem falei com o presidente do Banco Interamericano, e no dia anterior já tinha falado com o vice-presidente”, disse, em entrevista à TV Diário.
Cid reforçou que o BID será oportunidade de aprender, através do estudo de experiências de desenvolvimento em outros países. “É um banco de desenvolvimentos, que financia municípios, estados e países em políticas sociais (...) é oportunidade também de divulgar boas experiências que ocorreram no Ceará”, disse.
DA REDAÇÃO O ESTADO ONLINE
(NR)

Capa do jornal O Estado(CE)


Coluna do blog




Quando o vento faz a curva
O Ceará inicia a sua temporada dos ventos, onde a média de velocidade na Capital passa dos 16Km/h e as rajadas podem chegar aos 50Km/h. Segundo a Funceme, o aumento dos ventos neste período é ocasionado pelo deslocamento do Sistema de Alta Pressão Atmosférica do Atlântico Sul, típico dessa época do ano. Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Eólica, a geração deste tipo de energia no Ceará aumentou 5,21%, em relação ao mês de agosto. Em setembro o Estado gerou 1.091,2 MW, um aumento de 54MW, o que equivale o abastecimento de energia para uma cidade de aproximadamente 90 mil habitantes. Uma das empresas com maior expertise na construção de usinas eólicas é a Mercurius Engenharia que construiu 12 parques eólicos no Ceará com 345 MW, nas 205 maquinas localizadas em Canoa Quebrada, Beberibe, Paracuru, Mucuripe, Icaraizinho, Lagoa Seca, Vento do Oeste, Quixaba, Parajuru, Praia Formosa, Foz do rio Choró e Lagoa do Mato. “O aumento de ventos fortes é sempre constante neste período no Ceará, o vento põe em movimento as pás, que dão entre 10 a 25 voltas por minuto aproximadamente”, afirma o diretor da Mercurius, Aristarco Sobreira. Os aerogeradores instalados pela Mercurius são implantados principalmente no litoral e região de serra. O que favorece o aumento na produção de energia eólica, é a constância na força e na direção deste vento, explica. Recentemente a empresa construiu os dois maiores parques eólicos da América Latina: o Renova I (2009), com 184 aerogeradores; e o Renova II (2012), com 230. Para 2015, a empresa já iniciou as obras do Complexo Serra Azul, que terá 59 máquinas, gerando 118MW, energia equivalente ao abastecimento de uma cidade como a de Sobral-CE, com 200 mil habitantes.

A frase: “Faltam 1.457 dias para a eleição de 2018”. Isso é masoquismo ou sadismo? Ou seria sadomasoquismo?

Figura do mapa do Brasil 'subdividido' foi postado pela vereadora de Natal Eleika Bezerra na página que ela mantém no Facebook        (Foto: Reprodução/Facebook de Eleika Bezerra)
Só pode ser alienígena(Nota da foto)
A vereadora de Natal Eleika Bezerra (PSDC) postou em uma rede social uma imagem que mostra o mapa do Brasil dividido entre os estados onde Dilma Rousseff teve maioria de votos e os que onde Aécio Neves saiu vencedor. A imagem mostra os estados das regiões Norte e Nordeste, além Rio de Janeiro e Espírito Santo compondo o que denominou de “Nova Cuba”.

O mestre fala
Oh, Minas Gerais!Aécio Neves esperava vencer em Minas Gerais por dois a três milhões de votos de diferença. Como ele perdeu em sua própria terra,ratifica-se a frase do escritor Otto Lara Resende, mineiro de São João del-Rei: “O mineiro só é solidário no câncer.”

Aviso aos puxa-saco
Camilo Santana volta esta semana para a Assembleia do Estado onde é deputado. Aceita cumprimentos, sim, mas ainda não está recebendo currículos nem perdoando detratores.

Falar nisso...
Cid Gomes, antes do pleito foi a Caririaçu fazer uma visita às obras de construção de uma adutora que vai levar água do açude Carneiros pro alto da serra, que morre de sede.

Traíra, não
Falou a interlocutores que iria ver a estação elevatória. Foi quando o Prefeito João Marcos perguntou se poderia ir no carro com ele. Cid, elegantemente foi na jugular: - Não. Vá no seu carro. Na vida só me traem uma vez.

Botou no lugar
Repórter perguntou a Camilo Santana, no Canal 10, como ele trataria o tal de Capitão Vágner, na Assembleia. -  Que nem os outros deputados, foi a resposta mansa e bem educada do Governador eleito.

Insistência
Insistem e que a eleição dividiu o Brasil. Se quiserem podem até dizer que foi ricos prum lado, pobres pro outro. Diabo é que voto de pobre é igualzim a de rico e como no Brasil tem mais pobre do que rico...deu no que deu. Pobre mas limpinho, né Tom?

Volta Sílvio
Clamor no Fortaleza Esporte Clube. Depois de perder pela enésima vez consecutiva a oportunidade de sair do time dos pés de chinelo da terceirona do brasileiro de futebol, a torcida arregaçou as mangas e, sem reboliço anda pedindo Silvio Carlos Vieira de Lima de novo presidente do clube empresa.

Saudades do Cleitinho
O querido Cleiton Veras, que botou o Leão do Pici na primeirona é outro nome citado por uma elite que gosta de ver as coisas bem feitas e organização na equipe e/ou fora do campo. São dois nomes, de estilos diferentes, mas que deram glória ao tricolor.

Turbulência no solo
Amiguinho do PSDB, o DEM descolou um avião a fim de levar políticos potiguares e pernambucanos para acompanhar, em MG, o resultado das eleições. Foram no mesmo voo José Agripino (RN), Felipe Maia (RN), Mendonça Filho (PE) e Bruno Araújo (PE). Voltou tudo  com cara de tacho.