terça-feira, 20 de agosto de 2019

Agora danou-se!


Alexandre Frota equipara Bolsonaro ao PT: ‘Está quase igual’

Questionado se o país vive uma ditadura, o deputado disse: "não, ainda não"


O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) acredita que os erros de Bolsonaro e do PT estão quase equiparados. Em entrevista ao programa ‘Roda Viva’, da TV Cultura, nesta segunda-feira, 19, o parlamentar recém expulso do PSL afirmou que o presidente ‘está quase igual’ ao petismo.

Crédito: Reprodução/TVCulturaAlexandre Frota equipara Bolsonaro ao PT: ‘Está quase igual’
Depois de responder que PT e Bolsonaro estão quase iguais, Frota foi questionado sobre o discurso da “nova política”, defendido por ele durante a campanha eleitoral, que o elegeu, em 2018. O deputado respondeu rindo: “que nova politica? indicações de cargo, favores?”, reconhecendo que o atual governo não promove nenhuma nova política.
“Eu entendi que eu tinha que buscar o equilíbrio. As pessoas queriam que eu entrasse louco na Câmara dos Deputados e tocasse fogo naquele circo. Se eu entrar e colocar fogo de um lado e o Paulo Pimenta (PT-RS) de outro, as coisas não andam. É preciso de equilíbrio. Eu abri o dialogo com a esquerda, entendi que era preciso, necessário isso”.

Ditadura Bolsonariana

O deputado ainda foi perguntado sobre o que ele quis dizer com a declaração, onde afirmou que o presidente quer promover uma “Ditadura Bolsonariana”. Para Alexandre Frota, “Bolsonaro quer fazer as coisas do jeito dele, ouve muito pouco aqueles que querem se posicionar, que procuram, procuravam trabalhar ao lado dele. Se não for do jeito dele, fica difícil, ele não esta aberto ao diálogo.
“Ditadura Bolsonariana é o que a gente passa hoje, a gente não pode falar nada. Santos Cruz, Bebiano não puderam falar. A partir do momento que eu falo o que eu penso, eu sou expulso do PSL. A gente ali não vivia uma democracia. Todo mundo que esbarra em alguma coisa, que cria alguma divergência no PSL, é expulso, é demitido, se torna inimigo. Ninguém pode falar nada, não tem diálogo nunca.
Questionado se o pais vive uma ditadura, Frota afirmou: “não, ainda não”

Os destaques que a Veja dá esta semana

 
 
Destaques da semana: Bolsonaro em compasso de espera e Marinho na CCJ
 
Presidente precisa decidir sobre PGR, indicação do filho e vetos ao abuso de autoridade. Semana também tem estreia da 3ª temporada de '13 Reasons Why'

Compasso de espera
Jair Bolsonaro não cumpriu sua promessa de indicar até a última sexta-feira 16 o nome de quem vai chefiar a Procuradoria-Geral da República. Neste domingo 18, a coluna Radar antecipou que o presidente já tem nome escolhido para o cargo e deve anunciá-lo até terça-feira. O mandato de Raquel Dodge termina em um mês e seu eventual substituto precisa ser aprovado pelo Senado. A Casa, aliás, também aguarda a qualquer momento a indicação oficial do filho mais novo do presidente, Eduardo Bolsonaro, para o cargo de embaixador em Washington, mas o chefe do Executivo quer ter certeza de que seu caçula não será rejeitado — a consultoria técnica formada por senadores já falou que é nepotismo. O Palácio do Planalto também pode sancionar ou vetar a qualquer momento a Lei de Abuso de Autoridade, aprovada pelos deputados no último dia 14.

Armas de fogo
Está pautada para a terça-feira a análise na Câmara de um projeto de lei do Poder Executivo para flexibilizar as regras para porte e posse de armas de fogo. A proposta foi apresentada pelo governo depois que o Congresso derrubou dois decretos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre o assunto. Como passou a tramitar em regime de urgência, a votação pode acontecer diretamente em plenário, sem passar pelas comissões.

Rogério Marinho no Senado
A Comissão de Constituição e Justiça do Senado inicia na terça-feira as audiências públicas sobre a reforma da Previdência. As sessões duram até quinta-feira. A ideia é discutir os termos do texto com convidados. O secretário Especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho, foi convidado para falar e deve comparecer na própria terça.

Para segurar o dólar
Na quarta-feira 21, o Banco Central começa a vender 550 milhões de dólares à vista no mercado de câmbio diariamente. A medida dura até o dia 29 de agosto. Com isso, o banco pretende controlar a variação do câmbio, que atingiu o patamar dos 4 reais em todas as sessões da semana passada. Entenda a medida do BC aqui.

Terceira temporada
Uma das séries mais comentadas – e polêmicas – da atualidade, 13 Reasons Why está de volta à Netflix. A produção, que abordou o suicídio em sua primeira temporada, aposta agora em um mistério para mover a trama: o assassinato de um dos personagens principais. A estreia acontece na sexta-feira 23.

Desafio ao premiê italiano
A situação de instabilidade na Itália segue em aberto até terça-feira, quando o Senado retoma discussão sobre uma moção de censura contra o primeiro-ministro Giuseppe Conte. O desafio foi proposto pelo mais novo adversário do premiê, o ministro do Interior e líder do partido de extrema direita Liga Norte, Matteo Salvini. Conhecido por suas políticas anti-imigração, Salvini deseja convocar novas eleições e consolidar o favoritismo da sua legenda no país.

Troca troca no BNB

 
Banco do Nordeste tem novo diretor financeiro e de crédito

  – O Banco do Nordeste empossa, nesta terça-feira, 20, às 9h30, o funcionário Antônio Jorge Pontes Guimarães Júnior na Diretoria Financeira e de Crédito. O novo diretor tem experiência em Administração Financeira, Auditoria e Controladoria, Gestão de Negócios,  Gestão Empresarial e Negócios Internacionais.
Antônio Jorge possui 17 anos de atuação no BNB, tendo exercido funções de gestão superior em diversas áreas do Banco, a exemplo de Controles Internos e Gestão de Riscos e  Operações Financeiras e de Mercado de Capitais. Comandou ainda, na área negocial, a Superintendência Estadual da Bahia, um dos estados com o maior número de agências na estrutura da empresa e parcela representativa na carteira de crédito da instituição. Por último, vinha à frente da Superintendência de Tecnologia da Informação.
Antônio Jorge Pontes Guimarães Júnior foi designado como novo diretor em reunião do Conselho de Administração do Banco do Nordeste, realizada nesta segunda-feira, 19.

Para entendidos

Mês da Visibilidade e Orgulho Lésbico terá programação gratuita no Museu da Diversidade Sexual
Programação especial acontece entre os dias 20 e 31 de agosto com a exposição "Devassos no Paraíso: O Brasil mostra sua cara" e performances artísticas nos dias 24 e 25 de agosto
O Dia Nacional da Visibilidade Lésbica é uma data estabelecida no Brasil por ativistas lésbicas brasileiras e dedicada ao 1º Seminário Nacional de Lésbicas - Senale (hoje Senalesbi) ocorrido em 29 de agosto de 1996. Outra data simbólica para o movimento é 19 de agosto, considerado o Dia Nacional do Orgulho Lésbico, que homenageia a ativista lésbica Rosely Roth que morreu em 2003 e, na mesma data em 1983, liderou a ocupação no Ferro's Bar em São Paulo, em resposta a agressões lesbofóbicas ocorridas algumas semanas antes.
Para relembrar as duas datas, o Museu da Diversidade Sexual do Estado de São Paulo (MDS) - equipamento cultural do Governo do Estado de São Paulo, administrado pela organização social de cultura APAA (Associação Paulista dos Amigos da Arte) - oferece uma programação especial que conta com a exposição “Devassos no Paraíso: O Brasil mostra sua cara”, entre 20 e 31 de agosto, e performances artísticas nos dias 24 e 25 de agosto.

Capa do jornal OEstadoCe


Coluna do blog


Pode ser Sheila, Gilda ou Marcão
Médicos transgêneros e travestis poderão usar nome social em plataformas dos Conselhos Regionais de Medicina. Os médicos transgêneros e travestis poderão ter seus nomes sociais (como querem ser chamados) incluídos no cadastro dos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), o qual ficam disponíveis para consulta pública. O entendimento é do Conselho Federal de Medicina (CFM), que analisou o tema a pedido de alguns profissionais e encaminhou orientação aos regionais. O nome social passará a constar nas páginas dos Conselhos juntamente com o nome civil, desde que os profissionais oficializem os pedidos. O entendimento, expresso em parecer da Coordenadoria Jurídica do CFM, torna possível que médicos transgêneros e travestis possam ser identificados por colegas de trabalho e pacientes pelo nome com o qual querem ser conhecidos. Contudo, alerta o CFM, não é possível realizar a alteração do nome também na carteira de identificação profissional, concedida pelos Conselhos de Medicina. “Para proceder essa alteração o médico, deve obter autorização judicial, o que possibilita a mudança de todos os seus documentos de forma definitiva”, pontua o documento da assessoria do CFM.

A frase: " Noruega não é aquela que mata baleia lá em cima, no Polo Norte, não? Que explora petróleo também lá? Não tem nada a oferecer para nós. Pega a grana e ajuda a [chanceler alemã] Angela Merkel a reflorestar a Alemanha!", Frase do B ao perder bilhões do Fundo Amazonia doados pela Noruega.



Morra à vontade (Nota da foto)
Já se pode morrer em alta velocidade, sem encheção de saco da Polícia RodoviáriaFederal. As estradas federais brasileiras ja não têm fiscalização nem controle de velocidade, como determinou B.

Vivo,mas tem que provar
Num desses interiores aí onde o bom senso é desconhecido, o INSS continua fazendo desgraça de idosos. Cidadão de 101 anos foi obrigado a ser levado ao posto do Instituto para, provando que tá vivo, receber o benefício da aposentadoria.

Compensação
O vereador Jorge Pinheiro (DC) quer garantir a isenção do pagamento de taxas de inscrição nos concursos públicos para as pessoas que tenham prestado serviço à Justiça Eleitoral de Fortaleza, através do projeto de lei ordinária 265/2019.

Rádio corredor
Tem converseiro justificando demissões no Sistema Verdes Mares, como na TV Diário,por exemplo, com  que o grupo estaria negociando o Canal 22 com uma igreja evangélica.

Se for verdade...
Imagina a quantidade de jornalistas, humoristas, produtores, musicos que iriam todos pra rua se de fato a Diário for vendida para os crentes, analisa um dos ultimos a se segurar no cargo, no Sistema VM. Motivo de tudo? Prejuizo alto,dia a rádio corredor.

Tava demorando
Traficantes internacionais usaram o Porto do Pecém, no município de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza, para tentar embarcar para a Europa  330 quilos de cocaína, avaliada em cerca de R$ 49 milhões.

Debatendo a Sefaz
O deputado estadual Heitor Férrer (SD) informou que irá requerer a realização de uma audiência pública na Casa para debater a Norma de Execução nº 3, publicada pela Secretaria da Fazenda do Estado - Sefaz no Diário Oficial, em julho.

Divergencias
A matéria versa sobre a atuação dos auditores fiscais e tem causado divergências entre a categoria e o órgão. Entre as medidas, o parlamentar destacou a que proíbe a realização de reuniões entre os fiscais e os representantes legais contribuintes fora das dependências da secretaria e sem a presença de um superior hierárquico. Segundo a categoria, tais medidas são ilegais e dificultam a atuação dos auditores.





Bom dia

O blog leu:

Imprensa alemã pede sanções contra o Brasil e a conta vai para o agro
A imprensa alemã subiu o tom ao falar sobre o governo Bolsonaro. Ontem, a revista Der Spiegel disse que “a Europa não deve ficar de braços cruzados enquanto um preconceituoso cético da ciência, movido pelo ódio, sacrifica vastas áreas de floresta para pecuaristas e plantações de soja.” O jornal Die Zeit foi ainda mais direto: “Que diferença faz cortar o dinheiro para conservar florestas de um governo que não tem mesmo qualquer interesse em conservar florestas? Seria mais promissor começar num ponto que fere mais: os interesses econômicos de seus exportadores, por exemplo, os fazendeiros que vendem carne e soja em larga escala para metade do mundo.” E emenda, referindo-se ao acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul: “Não pode haver novos incentivos para o desmatamento”. 

Nelson de Sá, na Folha, trouxe essas matérias e Reinaldo Azevedo, em seu blog no UOL, aplicou sua conhecida verve ao falar do que saiu na principal rede de televisão alemã, a ARD, que "ridicularizou impiedosamente o presidente Jair Bolsonaro na quinta-feira. Comparou-o ao personagem Borat. Afirmou ser um bobo da corte e protagonista do filme ‘O Massacre da Serra Elétrica’, numa alusão ao desmatamento da Amazônia.” Azevedo postou o trecho da ARD, avisando que “a reputação do Brasil no mundo, ao contrário do que alardeia o governo, nunca foi tão ruim.”
Um editorial d’O Globo e uma matéria do consultor financeiro, Roberto Dumas Damas, na Folha, advertem que a postura de Bolsonaro frente à fantasia de que outros países querem ‘roubar’ a Amazônia do Brasil, trará prejuízos reais e volumosos para o país.
Enquanto isso, comprovando que não perdeu a mão em gerar fake news, o presidente postou um vídeo de uma caça à uma baleia na Dinamarca, para mostrar que a Noruega não respeita o meio ambiente. O Estadão e a Folha pegaram a fake, que contém uma pequena  ironia: o vídeo é de uma ONG (Sea Shepard).

Agora danou-se!

Alexandre Frota equipara Bolsonaro ao PT: ‘Está quase igual’ Questionado se o país vive uma ditadura, o deputado disse: "não, ainda...